Precisa-se de líderes como se fossem formigas

As igrejas precisam de líderes e membros como se fossem “formigas”!

As igrejas precisam de líderes e membros como se fossem “formigas”! “Estou muito cansado/a!” Essa é uma das frases mais ouvidas em nosso tempo. As pessoas andam esgotadas tanto fisicamente como emocionalmente. Quando chegam à igreja após uma semana intensa de trabalho e muitos desafios, o que muitos esperam é participar de um momento de louvor abençoado e ouvir uma palavra inspiradora e poderosa! 

O mercado de trabalho e as inúmeras atividades têm “sugado” grande parte do vigor de nosso povo! Os sábados tornaramse para muitos um dia para "colocar a casa em ordem" e o domingo para descanso e costumeiramente ir ao culto! Precisamos olhar para as formigas e refletir sobre seus caminhos! As famílias precisam de pais e filhos/as como "formigas". Quando todos se reúnem há pouco esforço em conjunto! Cada um corre para seu espaço isolado ou desfruta dos seus smartphones. Há raros momentos em que as famílias fazem algo juntas! Os que moram longe podem estar mais próximos do que aqueles que vivem na mesma casa.

A tecnologia mal utilizada pode espalhar esse "formigueiro" criado por Deus. O propósito fundamental foi de que a família fosse uma só carne, mas cada "formiga" parece lutar pelo seu próprio inverno, individualmente. 

As empresas precisam de profissionais como “formigas”. Há profissionais que precisam de chefes para produzir. Se não forem cobrados não cumprem suas responsabilidades com excelência. Fazem o mínimo necessário e não surpreendem seus superiores. Formigas não olham para os lados com a intenção de comparar a sua carga com as demais! Precisa-se de formigas! Formigas que trabalhem em equipe independentemente do seu cargo ou do que receberão no futuro. 

Precisa-se de formigas com a capacidade de se reorganizar mesmo quando tentam separálas. Precisa-se de formigas que respeitam a hierarquia e não almejam nada além de servir e com um objetivo único. Por onde passam deixam um rastro de trabalho reconhecido por todos. 

Precisamos nos despertar de um sono que invadiu muitas igrejas, famílias e também as empresas! Podemos ter líderes e liderados que acordam cedo e se deitam tarde e mesmo assim serem preguiçosos?! Sim! A preguiça pode estar presente em qualquer área de nossas vidas, pois ela precisa ser entendida como desânimo. Quem pode dizer: "Estou 100% animado em todas as áreas da minha vida”? 

Se essa é uma verdade, é hora de olhar para as formigas e aprender com elas lições como Foco, Unidade, Equipe e jamais desistir até que o trabalho seja realizado! 

* Presítero Washington Zucoloto, Igreja Metodista em Jardim Bonfiglioli, São Paulo, Brasil. Este artigo foi publicado originalmente pelo Expositor Cristão: http://www.metodista.org.br/content/interfaces/cms/userfiles/files/expositor-cristao/expositor-cristao-2015-06.pdf

Relacionado

Temas Sociales
Ramiro Ramírez tocó la campana en la Iglesia Metodista Unida de Jackson Chapel en San Juan, Tejas. La familia de Ramírez donó el terreno para la iglesia, que se estableció en 1874. El muro fronterizo propuesto por el presidente Trump está programado para que atraviese la propiedad de la iglesia, incluido su cementerio histórico. Foto por Mike DuBose, SMUN.

El muro fronterizo podría destruir parte de iglesia metodista hispana de valor histórico

El muro fronterizo propuesto por el presidente Donald Trump podría destruir una parte de la historia metodista y perturbar los cementerios sagrados en esta pequeña zona rural, a solo una milla del Río Bravo.
Temas Sociales

Líder laica metodista hispana asesinada en masacre en Florida

La comunidad metodista unida en el centro de la Florida está de luto, por la absurda muerta de una de muy querida hermana de la Iglesia Metodista Unida (IMU) Nuevo Pacto, un banco local del condado de Highlands.
Inmigración
"El obispo Felipe Ruiz Aguilar de la Iglesia Metodista de México (frente) y Roberto Casares de la Iglesia Metodista El Divino Redentor ayudan a servir la cena a los/as migrantes y otras personas que viven en la calle en Mariachi Plaza en Mexicali, México, en agosto de 2018. Ruiz estaba entre los seis obispos de la Iglesia Metodista de México, que firmaron una declaración para pedir un mejor trato a los/as refugiados/as. Foto de archivo por Mike DuBose, SMUN".

Obispos metodistas de México exhortan a brindar trato digno a inmigrantes

Los/as obispos/as José Antonio Garza Castro, Felipe Ruiz Aguilar, Raquel Balbuena Osorio, Rodolfo Rivera de la Rosa, Rogelio Hernández Gutiérrez y Moisés Morales Granados, firmaron la declaración, dirigida a la Iglesia Metodista de México, a las iglesias hermanas y "a todas las personas de buena voluntad".