Leigos da Geórgia questionam bispo em anúncio de página inteira

Other Manual Translations: English Español

Pessoas em toda a Geórgia abriram a edição de domingo do Atlanta Journal-Constitution em 9 de maio para ver um anúncio de página inteira de um grupo anônimo de leigos da Geórgia do Norte em busca de respostas de sua bispa.

“Uma Carta Aberta à Bispa Sue Haupert-Johnson” é de um grupo identificado como Leigos Metodistas Unidos pela Abertura e Transparência. O anúncio pago inclui 18 perguntas direcionadas à bispa que lida com as disputas sobre uma nomeação pastoral, inclusão LGBTQ e o futuro da igreja.

“Os leigos da NGUMC [Conferência da Geórgia do Norte da Igreja Metodista Unida] estão frustrados porque, na maior parte, o nosso clero não tem se comunicado connsco sobre questões vitais”, dizia o anúncio na sua introdução. “O Povo da Luz não deve ser deixado na escuridão.”

Em sua página do Facebook, lançada em 5 de maio , o grupo se descreve como “um movimento popular de leigos na Conferência do Norte da Geórgia”. O anúncio não assinado também pede mais transparência nas discussões com os líderes da igreja.

Nem o anúncio de jornal nem a página do Facebook identificam os membros pelo nome nem indicam o tamanho do grupo. No entanto, tanto o anúncio quanto a página deixam claro que o grupo apoia a visão tradicionalista das Escrituras e que o grupo se preocupa com "pastores teologicamente tradicionais / conservadores" enfrentando represálias simplesmente por causa de suas opiniões. Alguns dos comentários na página do grupo no Facebook também deixam claro que o grupo não fala por todos os leigos da Geórgia do Norte.

United Methodist Bishop Sue Haupert-Johnson. Photo by Kathleen Barry, UM News.

Bispa Metodista Unida Sue Haupert-Johnson. Foto de Kathleen Barry, Notícias MU.

Sybil Davidson, diretora de comunicações da Conferência do Norte da Geórgia, disse: “Não estamos familiarizados com este grupo e não fomos contatados por eles”.

O Atlanta Journal-Constitution, que, segundo o departamento de publicidade, tem uma circulação de domingo de cerca de 155.000 exemplares, discute os custos da publicidade apenas com seus clientes. Mas qualquer anúncio de página inteira em um grande jornal é caro, custando dezenas de milhares de dólares.

Odell Horne Jr. disse que o grupo critica as declarações da "Mesa de Boas-Vindas" da conferência - que considera inclusiva para alguns, mas não todos, especialmente os jovens e os conservadores teológicos. Horne, presidente dos Homens Metodistas Unidos da conferência e um delegado da Conferência Geral, disse que um vídeo que ele fez sobre este tópico serviu de inspiração para o anúncio.

Horne apoia a mensagem do grupo, mas não contribuiu com nenhum dinheiro para o anúncio nem pode dizer quantos membros o grupo tem. Ele apontou para os mais de 800 seguidores que o grupo tem em sua página do Facebook.

“Não sei qual é o objetivo do grupo, a não ser conversar com a bispa”, disse ele. “Do meu ponto de vista, tendo ido à conferência anual, os leigos foram marginalizados da conversa.”

O Rev. Thomas Frank, um historiador do Metodismo conhecido por seu livro "Política, Prática e a Missão da Igreja Metodista Unida", disse que nunca viu um anúncio de jornal criticando uma bispa em sua pesquisa.

No entanto, ele acrescentou que as queixas anônimas contra os bispos não são novidade. Seu pai é o falecido Bispo Eugene Maxwell Frank, o primeiro presidente do Conselho de Bispos após a formação da Igreja Metodista Unida em 1968. Frank lembra que depois que ele e seu pai caminharam em uma marcha silenciosa pelos direitos civis naquele ano, "o ódio a correspondência não assinada chegou."

Frank disse que recomendaria que Haupert-Johnson dissesse às pessoas que ela não responde às críticas de pessoas que não se identificam. "Pode ser apenas um indivíduo, ou um grupo de cinco, ou qualquer coisa - não sabemos. Eles não são um órgão reconhecido pela Conferência do Norte da Geórgia", disse ele.

O anúncio surge em um momento tumultuado na vida da Conferência do Norte da Geórgia e da Igreja Metodista Unida como um todo.

A pandemia global adiou a Conferência Geral, a principal assembleia legislativa da denominação, para acontecer de 29 de agosto a 6 de setembro de 2022. Isso suspendeu uma proposta de divisão formal da denominação após décadas de intensificação do debate sobre a situação das pessoas LGBTQ.

Nesse ínterim, a WCA, Wesleyan Covenant Association (Associação do Pacto Wesleyano) tem trabalhado para formar a Igreja Metodista Global - uma nova denominação tradicionalista que planeja se separar caso a separação ganhe aprovação.

A Associação do Pacto Wesleyano e outros grupos estão apoiando o Protocolo proposto de Reconciliação e Graça por meio da Separação, que permitiria que as igrejas tradicionalistas - aquelas que apoiam a proibição de casamentos entre pessoas do mesmo sexo e clérigos homossexuais "praticantes declarados" - saíssem com a propriedade da igreja e US $ 25 milhões em fundos.

Enquanto isso, a Igreja Metodista Unida Monte Betel, em Marietta - que faz parte da WCA e da maior congregação da Geórgia do Norte - anunciou planos para se separar depois que Haupert-Johnson escolheu nomear seu pastor sênior para uma posição na Conferência. Jody Ray, o pastor sênior, desde então renunciou a suas credenciais de clero, mas permanece como o principal pregador e diretor executivo de Monte Betel.

Os líderes de Monte Betel também entraram com uma queixa contra Haupert-Johnson e um superintendente distrital pelo que eles dizem ser uma falha em consultar sobre a nomeação, conforme exigido pelo Livro de Disciplina, o livro de políticas da denominação. Haupert-Johnson ofereceu um relato totalmente diferente daquele de Ray e dos líderes de congregação.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

Monte Betel é mencionada em quatro perguntas do anúncio do grupo de leigos.

O anúncio conclui com a pergunta: "Você está disposto a publicar a fórmula usada para calcular o custo de dissociação, de modo que as igrejas que contemplam isso não sejam visadas ou tenham medo de represálias?"

Johnna Bain, porta-voz da Monte Betel, disse que a equipe de liderança da igreja não iniciou o grupo, nem a liderança da igreja sabe quais leigos fazem parte dele.

No entanto, a situação com a Monte Betel alarmou vários Metodistas Unidos tradicionalistas. A WCA, em sua reunião de 30 de abril a 1º de maio, aprovou resoluções criticando Haupert-Johnson e dois outros bispos por decisões de nomeação.

“Toda essa situação é tão lamentável e evitável. O atraso na Conferência Geral e a aprovação esperançosa do protocolo estão esticando a paciência de todos”, disse Joe Whittemore, um veterano líder leigo na Conferência do Norte da Geórgia.

“Não precisamos de mudanças indesejadas de nenhuma das partes”, disse ele. “Ainda podemos trabalhar juntos durante este tempo, como mostra o fato de que apenas uma das 70 mudanças anunciadas nas nomeações não foi desejada e aceita pelo pastor, pela igreja e pelo gabinete.”

 

* Hahn é editora assistente de notícias da Notícias MU. Contate-a em (615) 742-5470 ou [email protected]. Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

Conselho Judicial
Os bispos metodistas unidos processam o culto de abertura da Conferência Geral especial de 2019 em St. Louis. O Conselho Judicial, o principal tribunal da Igreja Metodista Unida, divulgou um memorando que esclarece uma decisão anterior sobre as eleições de bispos. Foto de arquivo por Mike DuBose, Notícias MU.

Tribunal da Igreja modifica decisão sobre eleições de bispos

O tribunal superior da Igreja Metodista Unida estabeleceu o dia 1º de janeiro de 2023 como a data em que os bispos dos EUA que enfrentam a aposentadoria compulsória devem deixar o cargo, e seus sucessores recém-eleitos tomarem posse.
Conselho Judicial
A Decisão 1444 do Conselho Judicial divulgou em 10 de maio regras sobre a conferência anual dos EUA não poder se separar da Igreja Metodista Unida sob a lei atual da igreja. A decisão e outras decisões recentes do tribunal superior da Igreja Metodista Unida estão afetando a atual temporada da conferência anual. Gráfico por Laurens Glass, Notícias MU.

Decisões recentes moldam a temporada da conferência anual

À medida que a temporada da conferência anual dos EUA começa, os órgãos regionais da igreja lidam com decisões do principal tribunal da Igreja Metodista Unida sobre desfiliações.
Violência
A Revda. Marita Harrell, pastora de Conexões na Igreja Metodista Unida Metropolitan em Atlanta, foi fatalmente esfaqueada em ou antes de 18 de maio, de acordo com a polícia do condado de DeKalb (Ga.). Uma estação de TV de Atlanta informou que ela estava aconselhando o suspeito, que foi preso e acusado de assassinato e incêndio criminoso. Foto cortesia da Conferência da Geórgia do Norte.

Polícia prende suspeito de matar pastora

A Revda. Marita Y. Harrell, uma pastora Metodista Unida em Atlanta, foi esfaqueada até a morte no início desta semana, e a polícia prendeu um suspeito obtendo mandados de assassinato e incêndio criminoso.