Conferência Geral

Conselho Judicial
Os bispos metodistas unidos processam o culto de abertura da Conferência Geral especial de 2019 em St. Louis. O Conselho Judicial, o principal tribunal da Igreja Metodista Unida, divulgou um memorando que esclarece uma decisão anterior sobre as eleições de bispos. Foto de arquivo por Mike DuBose, Notícias MU.

Tribunal da Igreja modifica decisão sobre eleições de bispos

O tribunal superior da Igreja Metodista Unida estabeleceu o dia 1º de janeiro de 2023 como a data em que os bispos dos EUA que enfrentam a aposentadoria compulsória devem deixar o cargo, e seus sucessores recém-eleitos tomarem posse.
Conselho Judicial
A Bispa Mary Virginia Taylor da Conferência de Holston abraça o Rev. David Graves após sua eleição como bispo Metodista Unido na Conferência Jurisdicional do Sudeste de 2016. Taylor está entre os 11 bispos norte-americanos que se aposentaram no ano passado, e Graves está entre os bispos que agora assumem trabalho extra por causa das aposentadorias. O Conselho Judicial emitiu uma decisão em 20 de maio, abordando a questão de saber se a conferência jurisdicional pode se reunir para eleger novos bispos. Foto de arquivo de Annette Spence, Conferência de Holston.

Decisão abre portas para eleições de bispos em 2022

O tribunal superior da Igreja Metodista Unida decidiu que o Conselho dos Bispos tem autoridade para convocar conferências jurisdicionais para eleger e designar novos líderes episcopais nos EUA, mas não tem autoridade para alterar a data em que esses novos bispos assumem o cargo.
Conselho Judicial
Participantes da Conferência Anual de Kentucky de 2017 em Bowling Green, Kentucky, levantam os braços em oração durante uma "Plenaria com Culto de Adoracao". Em 10 de Maio, o Conselho Judicial divulgou uma decisão que diz que as conferências anuais dos EUA não podem se desfiliar da denominação sob a lei actual da igreja. Foto de arquivo de Kathleen Barry, Noticias da UM.

Tribunal da Igreja: Conferências não podem sair unilateralmente

O tribunal superior da Igreja Metodista Unida decidiu que a lei actual da igreja não permite que as conferências anuais nos EUA se retirem da denominação.
Área Geral da Igreja
O Bispo Metodista Unido Gregory Palmer (à direita) e o bispo presidente da Igreja Episcopal, Michael Curry, discutem a plena comunhão entre as duas denominações em 2019. O acordo proposto está suspenso por enquanto após o adiamento da Conferência Geral Metodista Unida para 2024. Captura de tela do arquivo do vídeo cortesia do Conselho de Bispos da Igreja Metodista Unida.

Planos de plena comunhão com os Episcopais permanecem em espera

Com a Conferência Geral adiada até 2024, a Igreja Episcopal nos EUA decidiu esperar até que a Igreja Metodista Unida possa se reunir e decidir sobre seu futuro e os planos de comunhão plena. Uma preocupação é a posição da Igreja Metodista Unida sobre a inclusão da comunidade LGBTQ na liderança da igreja.
Loading