Estimando o impacto financeiro das saídas da igreja

Other Manual Translations: English 한국어 español

Durante o ano passado, os líderes financeiros Metodistas Unidos enfrentaram o enigma de tentar descobrir o que uma divisão potencial da igreja significa para os resultados financeiros da denominação.

A Conferência Geral, a principal assembleia legislativa da denominação, enfrenta várias propostas para resolver o antigo debate da Igreja sobre a inclusão LGBTQ, dividindo a denominação. O grande ponto de interrogação: quantas congregações deixariam a denominação se a Conferência Geral aprovasse uma separação formal?

Embora ainda não haja uma resposta definitiva, o General Council on Finance and Administration (Conselho Geral de Finanças e Administração) teve uma ideia de por onde começar seus cálculos durante sua reunião online de 19 de novembro.

Com base em uma pesquisa das 54 conferências dos EUA, a agência de finanças agora estima que a denominação perderá cerca de 20% dos gastos líquidos da igreja local dos EUA entre 2021 e 2024. Quarenta e sete conferências responderam à pesquisa da agência.

Os resultados da pesquisa não significam que as conferências estão prevendo que 20% das igrejas Metodistas Unidas dos EUA partirão ou fecharão durante os próximos quatro anos. As despesas líquidas podem variar amplamente por congregação.

O que os resultados significam é que a agência espera que as saídas e fechamentos de igrejas resultem em um declínio de 20% em um dos fatores-chave na determinação do orçamento para ministérios da denominação.

E os bispos?

O Conselho Geral de Finanças e Administração também discutiu a recomendação do Conselho dos Bispos de que nenhum novo bispo dos Estados Unidos seja eleito até 2024.

Mesmo antes do COVID-19 começar sua disseminação mortal, o GCFA advertiu os bispos que, sem algumas mudanças, o Fundo Episcopal que apoia seu trabalho ficaria sem dinheiro nos próximos quatro anos.

A agência, que administra o fundo, tem mergulhado em reservas para cobrir os custos do bispo - usando cerca de US $ 7 milhões a US $ 8 milhões desde 2017. Até o final deste ano, a agência projeta que o Fundo Episcopal terá de US $ 12 milhões a US $ 13 milhões em reservas.

“Onde estamos neste ponto, se o GCFA diz a uma jurisdição que este é o número de bispos que você pode ter, não há mecanismo de aplicação para isso”, disse o Bispo da Conferência do Norte do Texas Michael McKee, presidente do conselho do GCFA.

Os bispos disseram que trabalhariam com as cinco jurisdições, os órgãos que lidam com as eleições para os bispos dos EUA, para colocá-los a bordo sem novas eleições para os bispos.

As opções para reduzir os bispos incluem fundir áreas episcopais ou ter bispos aposentados servindo em funções provisórias. Quando isso acontece, o Fundo Episcopal paga a diferença entre o valor da pensão do bispo aposentado e o nível de salário atual do bispo.

Em última análise, a Conferência Geral determina o financiamento e, portanto, o número de bispos Metodistas Unidos.

Por enquanto, o conselho do GCFA aprovou um plano de gastos do Fundo Episcopal 2021 que assume uma taxa de arrecadação de 65% e mantém o atual subsídio de habitação, subsídio de escritório e salários de 66 bispos nos mesmos níveis de 2020. 

Leia o comunicado de imprensa do GCFA.

Leia a atualização financeira do GCFA de outubro.

Notícias MU: O que é necessário para financiar os bispos? 

O CGFA solicita distribuições - cotas de doações da igreja - de cada conferência dos EUA com base em uma fórmula que inclui os gastos da igreja local, os custos da igreja local, a força econômica da conferência e uma porcentagem base aprovada pela Conferência Geral.

O conselho da agência está pedindo à próxima Conferência Geral para diminuir a parte econômica da fórmula e reduzir substancialmente a porcentagem base.

Isso ainda deixa os gastos líquidos da igreja como um fator importante na determinação das distribuições. O GCFA define despesas líquidas como o que uma igreja gasta após despesas de capital, repartições e doações benevolentes.

A agência multiplica um total de despesas líquidas das igrejas locais da conferência pela porcentagem base aprovada pela Conferência Geral para determinar as repartições daquela conferência.

Neste ponto, o GCFA está projetando que uma redução de 20% nas despesas líquidas resultará em cerca de US $ 41 milhões a menos em distribuições solicitadas até 2024.

Como os gastos da igreja local variam de ano para ano, o GCFA sempre usa dados de anos anteriores. Por exemplo, a agência calculou as distribuições solicitadas em 2020 usando as despesas da igreja local de 2017.
“Para as igrejas que sabemos que saíram no final do ano, nós as tiraríamos da equação para as distribuições para o ano seguinte”, disse Rick King, o diretor financeiro da agência, ao conselho.

“Portanto, no final de 2021, quaisquer igrejas que tenham saído serão deduzidas das contribuições para 2022.”

As doações nos Estados Unidos também ajudam a determinar as solicitações de distribuição do CGFA de conferências centrais, regiões eclesiais na Europa, África e Filipinas. As contribuições dos EUA fornecem 99% do financiamento para ministérios de denominação, como agências gerais e bispos.

O planejamento para o próximo orçamento de quatro anos continua em andamento. A pandemia COVID-19 resultou no adiamento da Conferência Geral de maio deste ano para 29 de agosto a 07 de setembro de 2021. A diretoria do GCFA planeja fazer ajustes no orçamento pelo menos duas vezes antes da Conferência Geral adiada.

Por enquanto, o conselho aprovou por unanimidade os planos de gastos de 2021 para agências e outros ministérios apoiados por repartições da igreja geral.

Quase todos são baseados em uma taxa de arrecadação de distribuição de 50% - não apenas por causa das saídas de igrejas esperadas, mas também por causa do número ainda não contado da pandemia COVID-19. 

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

“Este é um plano que, em um ano de incertezas, deve ser conservador porque não sabemos o que vai acontecer”, disse King ao conselho.

O GCFA recomendou que as agências e outros ministérios usassem as taxas de cobrança drasticamente reduzidas no desenvolvimento de seus planos de gastos.

Ainda assim, o reverendo Moses Kumar, principal executivo da agência, enfatizou que os planos de gastos das agências já haviam sido aprovados pelos respectivos conselhos antes da reunião de 19 de novembro.

“Não o escolhemos para eles”, disse Kumar. “Recomendamos.”

Se mais dinheiro entrar, disse King, os fundos adicionais serão distribuídos aos ministérios nas proporções determinadas pela Conferência Geral.

“A verdadeira responsabilidade do GCFA aqui é garantir que as agências não gastem dinheiro que não têm”, disse King.

O Rev. Steve Court, membro do conselho GCFA da Conferência de East Ohio, disse que aceitou o processo em espírito de oração, mas exortou seus colegas membros do conselho a manterem em mente que os orçamentos reduzidos significariam reduções "significativas" de pessoal.

“A maioria dos custos de agência está relacionada com pessoal”, disse Court. “Estou ciente de que este é um plano para 2021, não um plano para 2020, então temos um ano para que a implementação aconteça”.

Ministérios em toda a denominação já estão enfrentando dificuldades financeiras.

No final de outubro, as receitas de distribuição dos EUA caíram US $ 11,6 milhões em comparação com o mesmo período do ano passado. Neste ponto, o GCFA está projetando uma taxa de coleta de 70% para 2020 - significativamente menor do que durante o pior da recessão global de 2008-2010.

“Temos duas coisas colidindo ao mesmo tempo”, disse o Bispo da Conferência do Norte do Texas, Michael McKee, presidente do conselho do GCFA. “Ainda não sabemos o impacto da pandemia e o que quer que aconteça no próximo ano na Conferência Geral.”

*Hahn é um repórter de notícias multimídia do Notícias Metodista Unida. Contate-a pelo telefone (615) 742-5470 ou [email protected]. Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

 

Igreja Local
A Igreja Metodista Unida Concord em Lewisville, NC, está apresentando uma Estações da Cruz ao ar livre este ano para que as pessoas na igreja e na comunidade percorram diferentes lembretes da paixão de Cristo. Neste segundo ano de pandemia, as igrejas continuam a ser criativas enquanto observam com segurança esta época sagrada do calendário cristão. Fotos de Teresa Reece, Igreja Metodista Unida Concord.

Uma pandemia persistente estimula a criatividade da Páscoa

Neste segundo ano da pandemia COVID-19, as igrejas Metodistas Unidas estão a abraçar novas formas de ajudar as pessoas a ligarem-se à crucificação e ressurreição de Cristo.
Conferência Geral
A bispa Sally Dyck preside uma discussão sobre o orçamento da igreja durante a Conferência Geral Metodista Unida de 2016 em Portland, Oregon. Depois que a Conferência Geral de 2020 foi adiada, o conselho da agência de finanças da denominação pediu ao Conselho Judicial Metodista Unido uma decisão declaratória sobre como calcular o orçamento denominacional em andamento e a fórmula de repartição. Foto de arquivo: Maile Bradfield, Notícias MU.

Novo orçamento deve esperar pela Conferência Geral

A agência financeira da Igreja Metodista Unida não tem autoridade para definir novas diretrizes, apesar do adiamento da reunião legislativa mais importante da igreja.
Missão
Tia Moore, uma enfermeira, prepara uma dose da vacina COVID-19 durante uma clínica de vacinação no Meharry Medical College em Nashville, Tenn. Foto Mike Dubose, Notícias MU.

Meharry oferece vacinas e tranquilidade

A United Methodist School of Medicine serve como um centro de vacinação COVID-19, em um bairro tradicionalmente mal atendido, o que está aliviando as preocupações dos médicos céticos.