Conheça o programa antirracismo da igreja do Brasil

A Igreja Metodista brasileira vem se posicionando contra a discriminação racial no país, por meio da Pastoral de Combate ao Racismo. No último Concílio Geral, em 2011, foi aprovado o Programa Nacional Antirracismo da Igreja Metodista. O documento foi disponibilizado em maio desse ano para download no site da área nacional.

O documento trata o pecado do racismo por vários pontos de vista, e sugere trabalhar com enfrentamento do problema dentro das igrejas. Um dos destaques do texto, se refere à comunidade cristã como uma organização ainda tímida para esse trabalho.

“Embora a Igreja comunique a mensagem cristã de salvação plena a todos e todas, e de igualdade perante Deus, no caso das pessoas negras, de um modo em geral, ela, a Igreja, tem-se omitido ou tem sido muito tímida quanto ao enfrentamento do racismo cultural e institucional que domina na sociedade e nas instituições religiosas”, afirma uma das justificativas do projeto.

O objetivo geral do documento é tornar a Igreja Metodista um espaço de inclusão e vivência fraternal cristã entre as diferentes etnias, num ambiente de respeito e de consideração.

Para alcançar o objetivo, o programa sugere visibilizar o preconceito, capacitar a igreja sobre os temas ligados ao racismo, produzir material relacionado ao tema e empoderar os oprimidos pelo racismo. Também é necessário monitorar a implementação das ações sugeridas por meio da Pastoral de Combate ao Racismo, para verificar o comprometimento e resultados da igreja. Todas as orientação para que esse processo se desenvolva, estão organizadas no programa.

Acesse o site da Área Nacional da Igreja Metodista no Brasil para baixar o documento.

“Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também. Para que não haja divisão no corpo, mas antes tenham os membros igual cuidado uns dos outros. De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele. Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular.” – 1 Coríntios 12:12,25-27

* Para ver a publicação original do Expositor Cristão, abra aqui

Temas Sociales
El pasado 11 de julio se produjeron protestas públicas en varias ciudades de Cuba, en reclamo por el empeoramiento de la situación económica, la pandemia de Covid-19 y la falta de libertades políticas. Foto cortesía de pxfuel.

Un llamado pastoral a apoyar al pueblo cubano

El Rev. Dr. Rini Hernández Hernández dijo estar siempre pendiente de lo que acontece en su país de origen, por lo que sintió la obligación moral de compartir un mensaje ante lo que acontece.
Misión
Ilustración cortesía de la Iglesia Metodista en Cuba, IMECU.

Declaración de la Iglesia Metodista en Cuba ante la situación que vive el país

En su declaración oficial la IMECU hace un llamado a la paz, al respeto de la diversidad de pensamiento entre la ciudadanía y ratifica su compromiso de trabajo para atender las necesidades del pueblo.
Temas Sociales
Samuel Oliver-Bruno, (izquierda) abraza a su esposa e hijo en una foto tomada a principios de 2018. Oliver-Bruno se había refugiado en la Iglesia Metodista Unida CityWell en Durham, Carolina del Norte, mientras solicitaba permanecer en los Estados Unidos para cuidar de su esposa enferma. Fue arrestado por funcionarios de ICE el 23 de noviembre de 2018 y posteriormente deportado a Méjico. Foto de Anna Carson Dewitt, cortesía de la Iglesia Metodista Unida CityWell.

Mexicano refugiado en iglesia metodista muere en accidente después de ser deportado

El arresto de Oliver-Bruno atrajo la atención nacional y May le dijo a The N&O que había sido "emboscado" mientras trataba de seguir las instrucciones de inmigración.