Aumento do número de vítimas no Equador

Até agora, existem mais de 400 mortos pelo terremoto no sábado 16 de abril de 2016.

Um terremoto de magnitude 7.8 na escala Richter atingiu o Equador na noite de sábado (16) deixando centenas de mortos e milhares de feridos. Os tremores foram sentidos em todo o país, e ainda não é possível dimensionar o tamanho dos estragos que são atualizados a cada momento.

Já são 443 mortos e pelo menos 4.027 feridos, mas ainda há pessoas soterradas que não estão nessa contagem. O presidente Rafael Correa acredita que o número das vítimas aumente consideravelmente. O terremoto começou às 18h58 (20h58 em Brasília), no noroeste do Equador e foi sentido em todo país. As equipes de socorro só conseguiram chegar nas áreas mais afetadas depois de um dia.

A Cruz Vermelha, igrejas e entidades em geral se mobilizam para ajudar feridos e desalojados, e se organizam na arrecadação de doações que circulam por diversas cidades. 

A Igreja Metodista no Brasil presta solidariedade aos nossos irmãos equatorianos. Conclamamos a Igreja no Brasil, na América Latina e no mundo a interceder pelas famílias e amigos das vítimas da catástrofe, pedindo que Deus os ajude na reconstrução de cada comunidade, cidade, igreja e história.

O Bispo da Igreja Metodista no Equador, Rev. Silvio Cevallos, conversou ontem com a nossa equipe no Brasil, e explicou que agora eles farão o possível para buscar ajuda humana e financeira. "Nestes tempos de crises, estamos solicitando ajuda econômica à todas as igrejas irmãs, para que possamos ajudar as zonas afetadas onde estão nossas igrejas", conta o bispo que agradece pela preocupação dos irmãos brasileiros nesse momento.

Mensagem do Rev. Silvio Cevallos, Bispo da Igreja Evangélica Metodista Unida do Equador

Be sure to add the alt. text

Rev. Silvio Cevallos, Bispo da Igreja Evangélica Metodista Unida do Equador. Foto cortesía do Bispo Silvio Cevallos.  

Saudações da metade do mundo
Obrigado pela sua solidariedade, e agradeço a nossa igreja. É bom saber que nossos/as irmãos/as em Cristo estão acompanhando de perto a triste situação que vive nosso país.

Até esta manhã foram confirmados 350 mortos e o número é ainda maior porque ainda existem famílias inteiras sob os escombros.

Na cidade litorânea de Pederneiras a maioria das edificações foram destruídas, e nesse lugar perderam-se muitas vidas. Há danos materiais e pessoas feridas em vários lugares onde estão as nossas congregações, como em Santo Domingo, Calceta, Manta e Guayaquil.

No momento estamos pedindo ajuda tanto a nível nacional como internacional para sermos solidários com as pessoas mais necessitadas e em locais onde a ajuda não chega.

Por favor, continuem a segurar o nosso país em oração, as réplicas não cessaram e a angústia é constante na população. Os organismos de socorro estão trabalhando nos lugares do desastre mas é muito difícil chegar lá porque as estradas estão engarrafadas em várias direções.

Obrigado por estar conosco
Juntos em Cristo Jesus

Bispo Silvio Cevallos

* Sara de Paula é jornalista na Expositor Cristão.

- Para ver a mensagem original em espanhol publicado pela  Agência de Comunicação da Igreja Metodista Unida Acesse aqui

- Para ver o artigo original publicado no  Expositor Cristão acesse aqui

Relacionado

Temas Sociales
Ramiro Ramírez tocó la campana en la Iglesia Metodista Unida de Jackson Chapel en San Juan, Tejas. La familia de Ramírez donó el terreno para la iglesia, que se estableció en 1874. El muro fronterizo propuesto por el presidente Trump está programado para que atraviese la propiedad de la iglesia, incluido su cementerio histórico. Foto por Mike DuBose, SMUN.

El muro fronterizo podría destruir parte de iglesia metodista hispana de valor histórico

El muro fronterizo propuesto por el presidente Donald Trump podría destruir una parte de la historia metodista y perturbar los cementerios sagrados en esta pequeña zona rural, a solo una milla del Río Bravo.
Temas Sociales

Líder laica metodista hispana asesinada en masacre en Florida

La comunidad metodista unida en el centro de la Florida está de luto, por la absurda muerta de una de muy querida hermana de la Iglesia Metodista Unida (IMU) Nuevo Pacto, un banco local del condado de Highlands.
Inmigración
"El obispo Felipe Ruiz Aguilar de la Iglesia Metodista de México (frente) y Roberto Casares de la Iglesia Metodista El Divino Redentor ayudan a servir la cena a los/as migrantes y otras personas que viven en la calle en Mariachi Plaza en Mexicali, México, en agosto de 2018. Ruiz estaba entre los seis obispos de la Iglesia Metodista de México, que firmaron una declaración para pedir un mejor trato a los/as refugiados/as. Foto de archivo por Mike DuBose, SMUN".

Obispos metodistas de México exhortan a brindar trato digno a inmigrantes

Los/as obispos/as José Antonio Garza Castro, Felipe Ruiz Aguilar, Raquel Balbuena Osorio, Rodolfo Rivera de la Rosa, Rogelio Hernández Gutiérrez y Moisés Morales Granados, firmaron la declaración, dirigida a la Iglesia Metodista de México, a las iglesias hermanas y "a todas las personas de buena voluntad".