Rev. Joseph Lowery, líder dos direitos civis, falece aos 98 anos

Other Manual Translations: English español

O reverendo Joseph Echols Lowery, um pastor metodista unido que adorava pregar e nunca teve medo de dizer a verdade quando podia, morreu em sua casa em Atlanta em 27 de março. Ele tinha 98 anos.

Lowery caminhava com o reverendo Martin Luther King Jr. e deu a bênção na primeira posse do presidente Barak Obama. Obama também o presenteou com a Medalha Presidencial da Liberdade em 2009. "Enquanto o Rev. Joseph Lowery foi, sem dúvida, uma figura importante no Movimento dos Direitos Civis, pode ser menos conhecido por muitos que seu maior amor era ser pastor", disse o bispo aposentado Woodie W. White .

The Rev. Joseph E. Lowery 2009 file photo by Mike DuBose, UM News.
The Rev. Joseph E. Lowery
2009 file photo by Mike DuBose, UM News.

White e Lowery eram amigos íntimos e ele falou com carinho de um homem que ele admirava e amava.

O famoso senso de humor de Lowery foi um de seus maiores presentes, disse White. “Ele podia fazer as pessoas rirem enquanto entregava uma mensagem importante. Ele sempre tratou as pessoas com respeito”, disse White.

White lembrou de Lowery falando no funeral de Coretta Scott King, com a presença dos presidentes George W. Bush, George HW Bush, Jimmy Carter e Bill Clinton.

Rindo, White disse: "Eu disse a ele: Joe, seja legal". Lowery respondeu que havia escrito um poema sobre o casal se reunindo no céu.

Mas ele também aproveitou a oportunidade para criticar o presidente George W. Bush, que estava a poucos metros de distância.

"Sabemos, agora, que não havia armas de destruição em massa por lá", disse ele em um protesto verbal da guerra no Iraque. "Mas Coretta sabia, e sabemos, que existem armas de desvio de direção bem aqui".

Lowery era um dos maiores ativos da Igreja Metodista Unida, disse o Rev. Gilbert H. Caldwell. “Eu não acho que nós o apreciamos tanto quanto deveríamos. Ele era um ícone dos direitos civis".

O Rev. William B. McClain falou sobre como Lowery o inspirou.

“O ministério de Joe era meu modelo para o meu próprio ministério: ver o ministério como uma combinação dos proféticos e evangélicos, o evangelho da graça e o evangelho da justiça social. Tentei fazer isso nos meus pastores”, disse McClain, Professor Emérito nomeado para a Cadeira Mary E. Joyce em Pregação e Adoração no Seminário Teológico Wesley.

McClain, co-autor de "Songs of Sion" (Canções de Sion), disse que foi Lowery quem o encorajou a escrever o livro e o ensinou a apreciar os hinos da igreja, especialmente os hinos espirituais negros.

“Sim, Joseph Echols Lowery era um pregador metodista especial. Um verdadeiro gigante da fé e uma voz pela justiça social e pelo Evangelho ditado por Aquele que veio ungido para trazer libertação aos deserdados”, disse McClain. Em seu aniversário de 90 anos, o Instituto Joseph e Evelyn Lowery de Justiça e Direitos Humanos realizou uma festa de aniversário repleta de estrelas para Lowery, que incluiu Stevie Wonder, Cicely Tyson e os Blind Boys do Alabama, entre outros. Em uma carta de aniversário, o presidente Obama chamou Lowery de "um gigante da geração Moisés".

Read more, watch video

The Rev. Joseph Lowery preaches at Cascade United Methodist Church in Atlanta on Feb. 13, 2011, the day and place of the launching of his first book, “Singing the Lord’s Song in a Strange Land.” File photo by Kathy L. Gilbert, UM News. 

"Sua carreira notável desafiou nossa nação a cumprir sua promessa fundamental, e sua liderança ensinou aos americanos de todas as raças que nenhum sonho é grande demais e nenhum futuro está fora de alcance", escreveu Obama.

Lowery foi chamado de decano do movimento dos direitos civis pela NAACP e nomeado um dos 15 maiores pregadores negros do país pela Revista Ebony.

Conselho Nacional de Igrejas divulgou uma declaração de gratidão por sua vida e serviço.

Ele se envolveu no trabalho de direitos civis no início dos anos 50. Lowery e King formaram a Conferência de Liderança Cristã do Sul em 1957.

Em 1965, King pediu a Lowery para presidir a delegação, entregando as demandas da Marcha de Selma a Montgomery ao governador do Alabama, George Wallace. Wallace ordenou às tropas estaduais que parassem os manifestantes usando quaisquer meios necessários. Quando os manifestantes foram atacados com gás lacrimogêneo e espancados, o dia ficou conhecido como "Domingo Sangrento".

Em 1995, Lowery liderou a encenação do 30º aniversário da marcha histórica e Wallace se desculpou pessoalmente por sua conduta como governador.

Lowery nasceu em Huntsville, Alabama, em 6 de outubro de 1921. Ele se casou com Evelyn Gibson Lowery em 1950. Ela morreu em 2013. Ele deixa três filhas e dois filhos de um casamento anterior com Agnes Moore.

Ele serviu igrejas em Birmingham, e Mobile, Alabama e em Atlanta.

A família de Lowery escreveu: “Toda a nossa família sente-se humilde e abençoada pelo esmagador derramamento de amor e apoio que veio de todo o mundo. Agradecemos por amar nosso pai, Dr. Joseph E. Lowery, e por suas orações contínuas durante esse período.”

Em vez de flores, cartões ou alimentos, a família solicita que sejam feitas doações ao Instituto Joseph & Evelyn Lowery de Justiça e Direitos Humanos no endereço PO Box 92801, Atlanta, GA 30314, ou doando on-line .

Alinhando-se às diretrizes do Centers for Disease Control and Prevention (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) sobre prevenção e distanciamento social do COVID-19, estão em andamento planos para um serviço familiar privado. Um memorial público será realizado no final do verão ou início do outono.

President Barack Obama (left) meets with civil rights movement leader the Rev. Joseph Lowery and his family in the Oval Office, Jan. 18, 2011. Official White House Photo by Pete Souza, public domain photo courtesy of Wikimedia Commons.
O presidente Barack Obama (à esquerda) se reúne com o líder do movimento pelos direitos civis, o Rev. Joseph Lowery e sua família no Salão Oval, em 18 de janeiro de 2011. Foto oficial da Casa Branca por Pete Souza, foto de domínio público cortesia do Wikimedia Commons 

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

Lowery compilou uma coleção de seus sermões, discursos e comentários no livro "Singing the Lord’s Song in a Strange Land" (Cantando a canção do Senhor em uma terra estranha), em 2011.

“Singing the Lord’s Song in a Strange Land é como tentei existir e servir”, ele escreveu na introdução. “Não é apenas música. É a minha testemunha. É minha verdade ao poder. É assim que eu gostaria de ser lembrado".

"Espero manter a voz da força moral e do poder ético em um nível de decibéis que foi ouvido nos corredores do poder."

*Gilbert é redatora de notícias do Serviço Metodista Unido de Notícias, entre em contato com ela (615) 742-5470 ou [email protected]s.org . Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

Missão
Parados defronte da capela recém-aberta, estão membros da conferência anual e de Langueka. Foto de João Nhanga.

Angola Leste igreja reergue-se dos escombros

Passaram quase 50 anos depois do encerramentoda capela de Langueka, situada no município de Kiwaba Nzoji província de Malanje, por motivo de guerra civil. Elafoi reaberta para a comunidade local nodia 26 de Setembro no corrente ano.
Área Geral da Igreja
O Rev. Gil Caldwell defende Black Lives Matter em uma manifestação pacífica, poucos meses antes de morrer. À direita de Caldwell está sua esposa há mais de 60 anos, Grace Caldwell. À esquerda de Caldwell está a Rev. Vanessa Wilson, presidente da Comissão de Raça e Religião da Grande New Jersey e pastora da Igreja Metodista Unida Good Shepherd em Willingboro, Nova Jersey. Foto de arquivo de Aaron Wilson Watson.

O Rev. Gil Caldwell, pioneiro dos direitos civis, morre

O pastor Metodista Unido juntou-se aos eventos históricos do movimento pelos direitos civis e à luta pela igualdade e reconhecimento da comunidade LGBTQ na América.
Preocupações Sociais
O Rev. Gilbert Caldwell, pastor aposentado Metodista Unido e ativista dos direitos civis que marchou ao lado do Rev. Martin Luther King Jr., fala durante uma reunião do Black Lives Matter em 7 de junho em Willingboro, NJ. À direita de Caldwell está sua esposa, Grace Caldwell. À esquerda de Caldwell está a Revda. Vanessa Wilson, presidente da Comissão de Raça e Religião da Conferência Greater New Jersey e pastora da Igreja Metodista Unida Good Shepherd em Willingboro. O protesto foi um dos muitos ocorridos nos EUA em cidades menores envolvendo metodistas unidos. Foto de Aaron Wilson Watson.

Comunidades menores são afetadas por protestos

Os Metodistas Unidos se envolveram em comícios da Black Lives Matter em pequenas cidades e cidades de médio porte.