Relatório divulga os esforços net-zero da igreja

Translate Page

Pontos chave:

  • Um novo relatório mostra que a Igreja Metodista Unida ainda está nos estágios iniciais de redução das emissões de gases de efeito estufa.
  • A meta é ser net-zero até 2050, o que significa que agências, conselhos e comissões estão efetivamente deixando de prejudicar o meio ambiente por meio do uso de energia.
  • O equilíbrio entre reduzir as emissões e manter ministérios vitais é delicado.

Já se passou um ano desde que a maioria das agências da Igreja Metodista Unida se comprometeu a reduzir as emissões de gases de efeito estufa até um ponto em 2050, em que não adicionem nada – net-zero – para causar o aquecimento global.

A lição mais importante aprendida até agora? É um empreendimento extremamente complicado. 

“Um foco importante deste trabalho é a equidade e a justiça”, disse a Revda. Jenny Phillips, consultora técnica sênior para sustentabilidade ambiental nos Ministérios Globais Metodistas Unidos, que é uma co-organizadora do esforço net-zero das agências.

“Queremos ter certeza de que as intervenções que fazemos são aquelas que não descarregam mais sofrimento nas comunidades que já estão passando por dificuldades devido à poluição e ao clima”, disse ela. “Todos nós poderíamos simplesmente correr e comprar quaisquer compensações que estejam no mercado, mas se são compensações que têm impactos negativos em certas comunidades, essa não é a solução certa.”

A bumblebee, its legs laden with pollen, draws nectar from an Aquilegia bloom near Glacier View, Alaska. Photo by Mike DuBose, UM News. 

Uma abelha, com as pernas carregadas de pólen, extrai néctar de uma flor de Aquilegia perto de Glacier View, no Alasca. Foto por Mike DuBose, Notícias MU.

 

As compensações envolvem atividades como o financiamento do plantio de árvores e fontes de energia renovável para compensar a liberação de gases de efeito estufa. Uma organização pode comprar tais compensações no mercado. 

“Estamos contando as emissões, mas como também vamos rastrear e contar nosso impacto de injustiça patrimonial?” disse Phillips. “Esse é um quebra-cabeça para o qual ainda não temos uma resposta.”

O compromisso net-zero foi anunciado no Dia da Terra em 2021 e um  relatório do esforço do primeiro ano foi divulgado pela United Methodist Interagency Just and Equitable Net-Zero Coalition (Coalizão Net-Zero Justa e Equitativa Interagências Metodistas Unidas), em 19 de abril, três dias antes da celebração do Dia da Terra deste ano .

As iniciativas do primeiro ano incluíram treinamento sobre como usar o Portfólio EnergyStar, uma ferramenta que rastreia o uso de energia e as emissões de edifícios, e algumas discussões exploratórias sobre como manter as preocupações de equidade e justiça em mente ao fazer mudanças para reduzir as emissões.

"Net-zero é uma meta importante que exigirá colaboração e inovação mais ampla dentro da igreja e além", disse Jake Barnett, diretor de administração de investimentos sustentáveispara os benefícios e investimentos Wespath da igreja, em um comunicado à imprensa.

Junto com Phillips, Barnett é um co-organizador para o trabalho net-zero das agências. “Nossas agências esperam continuar a fazer parcerias e aprender com a experiência diferenciada umas das outras enquanto trabalhamos para trazer a mudança sistêmica que apoiará um futuro net-zero justo e equitativo”, disse ele.

Todos os conselhos, comissões e agências da Metodista Unida assumiram o compromisso net-zero, com exceção da Editora Metodista Unida, cujo resultado foi severamente reduzido pela pandemia de coronavírus.

Mais sobre
esforço líquido zero

As agências Metodistas Unidas se comprometeram com o esforço de redução de emissões na esperança de garantir que os ministérios hoje apoiem o florescimento da criação de Deus para o futuro.

Leia o comunicado de impresa.

Leia o relatório de progresso. 

“O número e a natureza das atividades presenciais para todas as agências foram significativamente interrompidos para a maioria das igrejas e, como resultado, exigiram menos recursos de adoração, educação e programas”, disse o reverendo Brian Milford, presidente e editor do editora. 

A receita caiu 43% durante a pandemia, disse Milford. A Editora também não recebe alocações da denominação. No ano passado, reduziu sua equipe de 300 para cerca de 130 e vendeu seu prédio, mudando-se para escritórios muito menores e transferindo a maioria dos funcionários para o trabalho remoto. Essas mudanças quase certamente reduziram as emissões de efeito estufa da agência.

Mas, embora a Editora não tenha conseguido se comprometer com emissões net-zero até 2050, está trabalhando ativamente nisso.

“Eles têm participado dos treinamentos e das conversas”, disse Phillips. “Eles são muito engajados.”

Outras agências, como a Comissão Metodista Unida de Arquivos e História, também têm desafios únicos. Arquivos de papel e artefatos precisam de controles climáticos específicos para se manterem preservados.

“Contamos com energia para manter os controles exatos de umidade e temperatura para preservar nosso repositório, mas também não somos donos de nosso prédio”, disse Ashley Boggan Dreff, executivo-chefe. A comissão está localizada no campus da Universidade Drew em Madison, Nova Jersey.

“Este ano, Drew está instalando um novo sistema (aquecimento, ventilação e ar-condicionado) e controle de umidade, que deve ser mais eficiente em termos energéticos”, disse Dreff. “Estamos trabalhando continuamente com nosso conselho e com a Drew para encontrar maneiras criativas de compensar nossa pegada de carbono, garantindo que nosso mandato disciplinar de preservação seja cumprido.”

The United Methodist Cross and Flame logo lies in pieces after Hurricane Laura tore through Wakefield United Methodist Church in Cameron, La., in 2020. Scientists have attributed an increase in storm activity to unusually warm surface temperatures in the Atlantic Ocean. File photo by Mike DuBose, UM News. 

O logotipo da Cruz e Chama Metodista Unida está em pedaços depois que o furacão Laura atravessou a Igreja Metodista Unida Wakefield em Cameron, Louisiana, em 2020. Os cientistas atribuíram um aumento na atividade das tempestades a temperaturas de superfície excepcionalmente quentes no Oceano Atlântico. Foto de arquivo por Mike DuBose, Notícias MU.

 

Cortar abruptamente o uso de combustíveis fósseis em instalações médicas apoiadas pelos Ministérios Globais, que estão em todo o mundo, seria catastrófico. 

“Eu não quero, por exemplo, dizer: 'Bem, não vamos mais fornecer combustível para nossas instalações de saúde'”, disse Phillips. “Queremos reduzir as emissões, mas essa não é uma solução correta para reduzir as emissões.”

Em vez disso, disse ela, o cérebro dos Ministérios Globais está pensando a longo prazo, avaliando as necessidades de energia e as atuais fontes de energia de alguns hospitais e clínicas na África e em outros lugares.  

“Estamos… desenvolvendo uma estratégia de longo prazo sobre como vamos atender a essas necessidades de energia de forma sustentável”, acrescentou.

Funcionários dos Ministérios Globais Metodistas Unidos, Igreja e Sociedade, Ensino Superior e Ministério, Comunicações,  Mulheres Unidas na Fé  e  Benefícios e Investimentos Wespath  formam a equipe principal que trabalha no projeto net-zero. Há um convite aberto a outros representantes de agências que desejem participar.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

As viagens de negócios, que foram reduzidas significativamente durante a pandemia, são uma preocupação, pois os eventos anuais retornam aos seus agendamentos normais.

“Estamos em profunda discussão sobre... como podemos equilibrar as necessidades missionais de contato humano e relacionamento humano com as necessidades missionais relacionadas a garantir o florescimento de uma Terra saudável para a igreja do futuro”, disse Phillips. 

Embora a crise climática precise ser tratada com urgência, outras necessidades precisam fazer parte da equação, disse ela.

“Precisamos agir rapidamente (para atingir o status net-zero até 2050), mas também estamos lidando com pessoas em crise agora e trabalhando para aliviar o sofrimento agora. 

“Temos que realmente trilhar esse caminho com muito cuidado. … Então, eu quero que você saiba, nós levamos isso com seriedade.”

 

* Patterson é repórter da Notícias MU em Nashville, Tennessee. Entre em contato com ele pelo telefone 615-742-5470 ou [email protected]. Para ler mais notícias dos Metodistas Unidos, assine os resumos diários ou semanais gratuitos.

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

Preocupações Sociais
Para a organização de mulheres, a decisão do Tribunal levanta muitas incertezas e pode afetar não apenas o clima, mas a capacidade do governo de fazer cumprir as leis relacionadas à saúde pública, direitos dos trabalhadores, ar e água potável e muito mais. A decisão pode resultar na redução do financiamento para a transição nacional de energia limpa. Foto cortesia do Wikimedia Commons.

Mulheres Unidas na Fé se opõem à decisão da EPA da Suprema Corte

A decisão da Suprema Corte em West Virginia v. A EPA marca um grande revés na luta contra a crise climática, limitando a capacidade da EPA de estabelecer padrões eficazes e necessários para reduzir a poluição por gases de efeito estufa de usinas de energia.
Preocupações Sociais
Sobreviventes do tufão Haiyan vasculham os destroços empilhados pela tempestade em Tacloban, Filipinas, em 2013, enquanto procuram seus pertences perdidos. Jovens metodistas de todo o mundo estão trabalhando juntos para combater o aquecimento global e têm se concentrado em equipar comunidades vulneráveis na linha de frente da mudança climática com os recursos de que precisam para se adaptar ao mundo em mudança. Foto de arquivo por Mike DuBose, UM News.

Jovens Metodistas aumentando a conscientização sobre as mudanças climáticas

Camila Ferreiro teve um despertar ambiental quando passou um ano na Alemanha. Irene Abra se apaixonou por justiça climática ao participar de um programa de escotismo. Mollie Pugmire considera a justiça social fundamental para sua fé.
Agências gerais
O Wespath Investment and Benefits Office é uma agência sem fins lucrativos que serve a Igreja Metodista Unida (IMU) há mais de um século. Grafico cortesia de Wespath.

Comunicado à imprensa: Wespath lança novo relatório de investimento sustentável

O relatório é baseado na crença de Wespath de que os investidores devem criar e apoiar uma economia global sustentável que promova a prosperidade de longo prazo para todos, com oportunidades iguais de avanço; coesão social, com acesso confiável às necessidades básicas e saúde ambiental, com ecossistemas O relatório se baseia na crença de Wespath de que os investidores devem criar e apoiar uma economia global sustentável, promovendo prosperidade de longo prazo para todos, com oportunidades iguais de avanço; coesão social, com acesso confiável às necessidades básicas e de saúde, e ambientes fortalecidos.