Igreja Metodista em Arkansas torna-se centro de registro para vacinação COVID-19

Translate Page

Vacinas de grandes fabricantes como Pfizer, Moderna e, recentemente, Johnson & Johnson estão agora chegando aos braços de pessoas elegíveis em todo o estado do Arkansans. No entanto, um grande obstáculo que impede a população idosa de receber vacinas é a confusão sobre como se inscrever para uma injeção, bem como as limitações com o uso da tecnologia atual.

A Igreja Metodista Unida Oaklawn em Hot Springs, Arkansas encontrou uma maneira simples de contornar esse problema fazendo parceria com uma organização local de ajuda aos idosos e usando o prédio da igreja como um centro de inscrição de vacina para sua comunidade.

“Entramos em contato com o Oaklawn Center on Aging (Centro de Envelhecimento Oaklawn) e perguntamos como poderíamos ajudar a fazer com que as pessoas se inscrevessem para as vacinas, e descobrimos que haviam recebido mais de 2.000 cadastros de pessoas que queriam a vacina”, disse o reverendo Russell Breshears, pastor sênior da Igreja Metodista Unida de Oaklawn.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

Breshears disse que se ofereceu para usar o Centro de Vida Familiar na igreja, que quase não é usado desde o início da pandemia, para manter clínicas de inscrição de vacinas para os residentes idosos que estivessem interessados em ser vacinados.

Breshears disse que um grupo de cerca de oito voluntários da igreja montou mesas dentro de seu Centro de Vida Familiar e ajudou pessoas com idades entre 70 e 94 anos em suas consultas de vacinação.

Na época dos primeiros atendimentos, apenas adultos com 70 anos ou mais tinham permissão para receber a vacina, mas recentemente, o Arkansas reduziu a exigência de idade para adultos com 65 anos ou mais.

O boca a boca, além de postagem nas redes sociais sobre os horários de inscrição e a colocação de anúncios no jornal local, ajudou a informar as pessoas da comunidade de quando elas poderiam ir à igreja e se inscrever.

Breshears disse que uma vez que as pessoas chegam à igreja, o processo para inscrevê-las para receber a vacina é bastante simples.

“Temos que obter uma fotocópia da carteira de motorista e do cartão do Medicare. E temos que ajudá-los a preencher alguns papéis e, em seguida, dizer-lhes a hora da consulta e dar-lhes um adesivo de lembrete.”

Ele mencionou que as cópias em papel funcionam muito melhor para indivíduos mais velhos que podem não estar tão familiarizados com a tecnologia.

“O que as igrejas podem fazer é ajudá-los a se inscrever, porque muitos idosos não estão familiarizados com a Internet. Então, se eles têm um portal online como um Walgreens ou Baptist Hospital, eles não têm as habilidades para entrar nesse portal online.”

 

Kent Bard, Joe Jordan y Diana Breshears, voluntarios/as que apoyan el proceso de vacunación de la IMU Oaklawn. Foto cortesía de la Conferencia Anual de Arkansas.

Kent Bard, Joe Jordan e Diana Breshears, voluntários que apoiam o processo de vacinação da IMU Oaklawn. Foto cortesia da Conferência Anual do Arkansas.

 

Kathy Packard, Diretora Executiva do Centro de envelhecimento Oaklawn, disse que Breshears e a Igreja Metodista Unida Oaklawn apareceram para ajudar na hora certa.

“Deus colocou Russ Breashears no lugar certo. Ele nos ligou quando soube que estávamos anotando nomes em uma lista de uma clínica de vacinas. Pensamos que talvez 500 pessoas apareceriam com seu formulário de consentimento para conseguir um lugar na fila para uma vacina. Nós estávamos errados! Mais de 2.000 em dois dias. Ficamos maravilhados e liguei de volta para Russ e pedi ajuda. Sem hesitar, ele disse ‘é claro que vamos ajudar’. ”

Até agora, as clínicas de inscrição para vacinas têm sido um grande sucesso para a comunidade de Hot Springs. Packard disse que sem a ajuda da Igreja Metodista Unida Oaklawn, muitas pessoas não teriam conseguido se inscrever para receber uma vacina.

“Juntas, todas as organizações envolvidas conseguiram ajudar mais de 1.300 pessoas com mais de 70 anos a obter a vacina COVID e trazer esperança para suas vidas”, disse Packard.

A participação de Oaklawn não só levou a inscrever pessoas para serem vacinadas, mas também a ajudar em uma clínica de vacinação drive-through que aconteceu em fevereiro no Garland County Fairgrounds.

Breshears disse que a Divisão de Gerenciamento de Emergências de Arkansas pediu a Oaklawn, assim como outras organizações em todo o condado, para ajudar com uma clínica de vacinação local na arena de rodeio Garland County Fairgrounds. O primeiro foi realizado no Dia da Marmota, 2 de fevereiro, e outro no dia 23 de fevereiro. Breshears disse que foi capaz de ajudar mais de 1.800 pessoas a receber uma dose da vacina.

Estudantes de enfermagem do National Park College também fizeram parte do grupo que trabalhou com Oaklawn para ajudar nas vacinações, disse Breshears.

Oaklawn agora foi aprovado para hospedar uma clínica de vacinação em seu Centro de Vida Familiar, e essa clínica será realizada das 9h às 15h em 9 de março. O registro antecipado é necessário no Centro de Envelhecimento Oaklawn.

Breshears disse que a Igreja Metodista Oaklawn tem sido capaz de ajudar muitas pessoas por causa da disposição de seus membros e voluntários para ajudar a conseguir que as pessoas se inscrevam e sejam vacinadas.

A maior atitude que pastores e igrejas podem ter para se envolver, disse Breshears, é entrar em contato com suas farmácias e clínicas de saúde locais e perguntar como podem ajudar com as inscrições de vacinas.

“A maioria dos lugares está desesperado por mais voluntários porque geralmente são apenas algumas pessoas que têm a tarefa de inscrever milhares de pacientes para consultas. Portanto, entrar em contato com a agência patrocinadora local é o melhor lugar para começar.”

Para Packard, a disposição da Igreja Metodista Unida Oaklawn de estender a mão e ajudar sua comunidade local é algo de que ela se lembrará por muito tempo.

“O Centro de envelhecimento Oaklawn continuará a fazer parceria com a Igreja Metodista Unida Oaklawn para programas futuros para melhorar a qualidade de vida para adultos mais velhos”, disse ela.

 

*Caleb Hennington é editor de conteúdo digital da Metodista Unida de Arkansas. Para ver a publicação original em inglês clique aqui

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected] Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

Faith Sharing
Kayla Alexander (à esquerda), que frequentou a Primeira Igreja Metodista Unida de Baton Rouge quando criança, frequentou a igreja virtualmente enquanto sua família estava trancada por causa do COVID-19 na Austrália, onde agora moram. Alexander e Jamie (à direita dela) trouxeram seu terceiro filho Brady Alexander para Louisiana para ser batizado pelo Rev. Brady Whitton na Primeira Igreja Metodista Unida. Foto cortesia de Kayla Alexander.

Igreja virtual continuará após o COVID-19

Realizar a igreja na internet não vai desaparecer mesmo que o COVID-19 desapareça, de acordo com um pastor Metodista Unido em Louisiana.
Área Geral da Igreja
O Rev. Gary Graves dá instruções aos delegados durante a Conferência Geral Metodista Unida de 2019 em St. Louis. Os organizadores da Conferência Geral estão formando duas equipes para analisar vistos e logística na esperança de evitar mais atrasos na assembleia legislativa da denominação após seu adiamento para 2024. Graves é secretário da Conferência Geral. Foto de arquivo por Mike DuBose, Notícias MU.

Esforço visa impedir atrasos na Conferência Geral

Os organizadores da principal assembleia legislativa da Igreja Metodista Unida procuram abordar as principais questões que os levaram a adiar a Conferência Geral pela terceira vez.
Área Geral da Igreja
Nesta foto de arquivo, os delegados consideram a legislação durante a Conferência Geral Metodista Unida de 2016 em Portland, Oregon. Citando preocupações em torno do COVID-19 e da disponibilidade de vistos, um grupo de 170 delegados enviou uma carta aos organizadores pedindo que a próxima Conferência Geral seja adiada para 2024. Um grupo de advocacia africano está pedindo que a Conferência Geral avance este ano. Foto por Mike DuBose, Notícias MU.

Delegados pedem adiamento da Conferência Geral

Uma carta assinada por 170 delegados à Conferência Geral pediu à comissão organizadora que adiasse a assembleia legislativa até 2024. Entretanto, outro grupo em África apela a que se realize este ano conforme previsto.