Desfiliações da Igreja e processos judiciais aumentam

Translate Page

Pontos chave:

  • Como a Conferência Geral continua a ser adiada, um número crescente de congregações está se separando da Igreja Metodista Unida. Alguns estão levando seu caso a tribunais civis.
  • No entanto, o número de desfiliações é apenas uma pequena fração das mais de 31.000 Igrejas Metodistas Unidas nos EUA
  • Um historiador aponta que o povo chamado metodista já viu e prosperou entre tais rupturas antes.

Com uma proposta de separação dos Metodistas Unidos em espera, um número crescente de congregações está avançando com seus próprios planos de deixar a denominação.

A Igreja Metodista Unida Frazer Memorial, uma das maiores igrejas da Conferência Alabama-West Florida, está entre as congregações em negociações para se separar. 

A igreja em maio passado sediou o quinto Encontro Global da Wesleyan Covenant Association (Associação do Pacto Wesleyano), um grupo de defesa que está formando uma nova denominação teologicamente conservadora chamada Igreja Metodista Global. Em vez de esperar pelo lançamento dessa nova denominação, a congregação Frazer votou em 30 de janeiro para trabalhar para ingressar na Igreja Metodista Livre – uma denominação que tem mais de 160 anos.

“Não é sem tristeza que contemplamos a saída de nossos laços denominacionais com a UMC”, disse a igreja em um comunicado.

“A Conferência Anual Alabama-West Florida da Igreja Metodista Unida tem sido nossa casa por muitos anos e honramos a conexão que compartilhamos e o trabalho que realizamos juntos. No entanto, acreditamos que a Igreja Metodista Livre é mais adequada para nossa identidade presente e frutificação futura.”

Sair da Igreja Metodista Unida global não é tão simples quanto fazer um voto congregacional. Durante séculos,  a denominação manteve uma cláusula de confiança , que afirma que as igrejas mantêm propriedade em confiança para toda a denominação.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

Para sair com propriedade, a maioria das congregações de saída – como Frazer – está usando os procedimentos de desfiliação descritos no Livro de Disciplina, o livro de políticas da denominação. 

No entanto, alguns casos de desfiliação estão chegando ao tribunal civil. 

A Conferência do Missouri está trabalhando com várias congregações considerando a desfiliação. O Bispo Robert Farr em 31 de janeiro, divulgou uma declaração e um documento de perguntas frequentes explicando como funciona o processo. 

“Embora a Conferência tenha trabalhado consistentemente com congregações que exploraram o processo, fiquei cada vez mais preocupado com as afirmações feitas a essas congregações”, disse a declaração de Farr.

Sua declaração continua dizendo que alguns advogados “se envolveram em práticas decepcionantes”, incluindo manter as congregações no escuro sobre os custos da desfiliação. 

Atualmente, a Conferência do Missouri está enfrentando ações judiciais de três congregações que buscam contornar o processo de desfiliação da denominação. 

Enquanto isso, a Conferência da Geórgia do Norte e sua igreja de maior número, Mt. Bethel, continuam envolvidas em uma ação civil e contra-ação no tribunal do condado sobre a propriedade da igreja.

Em Wisconsin, uma congregação desfiliada entrou com uma ação no tribunal federal dos EUA, argumentando que uma lei estadual que incorpora a cláusula de confiança Metodista Unida viola a Primeira Emenda da Constituição dos EUA e deve ser revogada. 

De sua parte, a Associação do Pacto Wesleyano está pedindo às congregações teologicamente conservadoras que esperem e se unam à Igreja Metodista Global sob os termos do Protocolo de Reconciliação e Graça por Separação, uma proposta negociada por um grupo teologicamente diverso de líderes.

O protocolo permite que igrejas e conferências saiam com propriedades e US$ 25 milhões em fundos denominacionais para formar uma nova “denominação tradicionalista”. 

No entanto, o protocolo precisa ser adotado pela Conferência Geral para entrar em vigor. A pandemia do COVID-19 já adiou duas vezes a Assembleia Legislativa Metodista Unida e colocou em dúvida se a reunião internacional pode prosseguir conforme programado para acontecer de 29 de agosto até 2 de setembro em Mineápolis.

O reverendo Walter Fenton da Associação do Pacto Wesleyano escreve que a adoção do plano evitaria “o amargo litígio civil que custou dezenas de milhões de dólares a outras denominações principais”.

Cada vez mais, porém, as igrejas não estão esperando para agir. Uma revisão feita pela Notícias Metodista Unida dos relatórios da conferência anual dos EUA e de periódicos disponíveis publicamente, descobriu que as conferências anuais - órgãos regionais da igreja - aprovaram cerca de 100 desfiliações em 2021. Isso é superior às 32 desfiliações dos EUA registradas em 2020 pelo Conselho Geral de Finanças e Administração, que coleta dados da igreja. 

Ainda assim, o número total de desfiliações nos dois anos é menos da metade dos cerca de 280 fechamentos de igrejas aprovados em 2021 porque as congregações não eram mais sustentáveis. O número de desfiliações também é apenas uma pequena fração das mais de 31.000 igrejas Metodistas Unidas nos EUA.

Embora pequenas, as perdas já estão tendo impacto. O Conselho Geral de Finanças e Administração calcula que as 32 desfiliações em 2020 resultarão em uma redução de US$ 241,093 nas receitas de rateio este ano. 

O processo de desfiliação é demorado, estressante e caro para as igrejas e suas conferências. As conferências estão sujeitas a despesas como responsabilidades com pensões, compensação equitativa do clero e repartições – quotas de doações da igreja – que apoiam os ministérios regionais, nacionais e internacionais. As igrejas que partem também devem pagar uma parte de suas responsabilidades de pensão, pelo menos dois anos de rateios e pagar quaisquer dívidas que tenham com a associação.

Uma disposição disciplinar permite que as igrejas saiam com propriedade, caso se juntarem a “outra denominação evangélica, sob uma alocação, troca de propriedade ou acordo de cortesia”, desde que a conferência e outras partes interessadas concordem. Dois anos atrás, Grace Fellowship - uma igreja no subúrbio de Houston -  deixou a Igreja Metodista Unida para a Igreja Metodista Livre sob esta parte da Disciplina.  

Outra disposição disciplinar permite que as congregações se dissolvam até 31 de dezembro de 2023, por “razões de consciência” relacionadas à homossexualidade se atenderem a certos critérios. Essa disposição foi aprovada durante a mesma Conferência Geral  que fortaleceu as proibições da igreja contra casamentos entre pessoas do mesmo sexo e clérigos gays “praticantes confessos”

Sob ambas as provisões, as congregações podem estar sob pesadas obrigações financeiras com sua conferência, variando de mais de US$ 100.000 a milhões de dólares, dependendo do tamanho da igreja. Ambos também dão aprovação final às conferências anuais sobre se uma igreja pode sair. 

As pessoas chamadas metodistas já viram rupturas antes. Ao longo do século 19 e no início do século 20, os metodistas dos EUA viram vários grupos se separarem em várias disputas. 

“Na maioria das vezes, no caminho, o que quer que tenha causado a divisão desaparece, e muitas vezes voltamos a ficar juntos”, disse o reverendo Kevin Newburg, professor sênior de história metodista na Faculdade de Teologia Metodista Unida Drew. 

“Mas outra coisa, os grupos divididos se saem muito melhor separados. Eles prosperam.”

A Igreja Metodista Livre, com a qual Frazer planeja se afiliar, é um exemplo. Metodistas Livres se separaram da Igreja Metodista Episcopal em 1860 em oposição à crescente prática de aluguel e venda de assentos de igreja. Aqueles que se separavam chamavam a si mesmos de Metodistas Livres porque pediam assentos gratuitos para todos e queriam dízimos e ofertas – não renda coletada por assentos – para sustentar os ministérios da igreja.

Os precursores da Igreja Metodista Unida eventualmente abandonaram o aluguel de bancos como uma ferramenta de arrecadação de fundos. 

A Igreja Metodista Livre continua sendo sua própria denominação,  mas mantém laços ecumênicos com a Igreja Metodista Unida através do Conselho Metodista Mundial

Hoje, a Igreja Metodista Livre tem cerca de 1,2 milhão de membros em todo o mundo. A Igreja Metodista Unida tem mais de 12 milhões em todo o mundo.

Mesmo com essas conexões, os frequentadores da igreja ainda lamentam as partidas atuais.  

Em um comunicado, a Conferência Alabama-West Florida disse lamentar a saída planejada de Frazer.

“A Igreja Frazer é uma testemunha notável de Jesus Cristo”, disse a conferência. “Por muitos anos eles têm sido líderes na Igreja Metodista Unida e na Conferência Alabama-West Florida. Embora estejamos tristes por eles estarem explorando opções denominacionais, é nosso forte desejo e oração que cada igreja e clérigo honrem o que Deus genuinamente os está chamando a fazer”.

A Conferência Alabama-West Florida planeja votar a saída de Frazer em sua sessão anual de 12 a 15 de junho.

Como historiador, Newburg disse que viu movimentos irem e virem. 

“E Deus parece sempre encontrar uma maneira de encontrar alguém ou corpos que vão ouvir quando Deus diz: 'É isso que estou tentando fazer'”, disse Newburg. “Deus está trabalhando em cada uma de nossas comunidades ao redor do mundo e nos convidando a fazer parte disso.”

 

*Hahn é editora assistente de notícias da Notícias MU. Entre em contato com ela em (615) 742-5470 ou [email protected]. Para ler mais notícias dos Metodistas Unidos, assine os resumos quinzenais gratuito.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

Conselho de Bispos
A bispa LaTrelle Easterling, à esquerda, e Bonnie Marden, presidente da comisao episcopal da Jurisdição do Nordeste, oferecem uma visão geral das recomendações sobre quantos bispos a jurisdição deve eleger. Os bispos da jurisdição não recomendaram eleições e a comissao do episcopado recomendou uma. Em última análise, os delegados votaram para eleger dois quando a conferência jurisdicional se reunir de 2 a 5 de novembro. Captura de tela cortesia da Greater New Jersey Conference via YouTube pela Noticias da MU.

Jurisdicoes aconselhadas a elegerem 14 Bispos dos EU

Diante das incertezas denominacionais, os líderes jurisdicionais estão recomendando que os Metodistas Unidos elejam menos bispos dos E.U. do que vagas disponíveis. Mas após uma sessão especial da Jurisdição do Nordeste, todas as cinco jurisdições dos E.U. esperam realizar eleições episcopais em Novembro.
Área Geral da Igreja
O Conselho Geral de Finanças e Administração, em sua reunião on-line de 19 de agosto, designou como usar o produto da venda da sede da agência em Nashville, Tennessee. Os membros da equipe da agência estão se mudando para o Edifício Harry Denman, nas proximidades, que também abriga os Ministérios de Discipulado e a Junta Metodista Unida de Educação Superior e Ministério. Foto por Mike DuBose, Notícias MU.

Lidando com notícias diversas sobre doações e saídas da igreja

Os membros do conselho da agência financeira da Igreja Metodista Unida discutiram o impacto potencial das crescentes desfiliações da igreja, enquanto comemoravam um aumento nas contribuições e da venda de edifícios por algumas agências.
Área Geral da Igreja
A Conferência Anual da Flórida tem cerca de 574 igrejas e 300 novas comunidades e ministérios de fé. A partida das 106 igrejas deixaria algumas comunidades da Flórida sem a presença Metodista Unida. Ilustração Rev. Gustavo Vasquez, Noticias MU.

106 igrejas da Flórida processam para sair da denominação

A Conferência da Flórida está enfrentando uma ação movida por mais de 100 igrejas que querem alienar a Igreja Metodista Unida de sua propriedade e transferi-la para uma denominação separatista teologicamente conservadora.