Melhores perspectivas para Editora Metodista Unida

Translate Page

As perspectivas da UMPH, United Methodist Publishing House’s (Editora Metodista Unida), parecem melhores, graças à recuperação das vendas e a um acordo de compra para a sua sede em Nashville, Tennessee.

A agência histórica e autossustentável viu as vendas diminuírem gradualmente durante décadas, à medida que a Igreja Metodista Unida encolheu nos EUA e as igrejas locais procuraram recursos noutros locais.

Mas a pandemia de COVID-19 atingiu a Editora, pois as igrejas - incapazes de se reunir pessoalmente - optaram por limitar ou renunciar aos pedidos de escola dominical, currículo de escola bíblica de férias e outros materiais.

As vendas em abril de 2020 caíram 64% em relação ao ano anterior, e a tendência sombria continuou durante grande parte do ano, levando a demissões e outras medidas econômicas.

Agora, porém, muitos nos Estados Unidos estão vacinados e a pandemia diminuiu consideravelmente. Mais igrejas estão se reunindo presencialmente e a Editora está sentindo os efeitos.

“A medida em que retornam os cultos presenciais, estamos vendo um aumento marcante na compra de suprimentos e ferramentas de planejamento”, disse o Rev. Brian K. Milford, presidente e editor da agência, em uma entrevista por e-mail. “Também há uma aceleração nas compras do currículo da escola dominical das crianças para os recursos da escola bíblica de verão e férias.”

A Editora divulgou em um comunicado à imprensa que a receita da última semana de março cresceu 167% em relação ao mesmo período de 2020, quando despencou. As vendas de abril de 2021 por meio da Cokesbury.com - o braço de varejo online da agência - chegaram a US $ 1 milhão.

The Rev. Brian Milford is president and publisher of the United Methodist Publishing House in Nashville, Tenn. 2015 file photo by Kathleen Barry, UM News. 

O Rev. Brian Milford é presidente e editor da United Methodist Publishing House (Editora Metodista Unida) em Nashville, Tennessee. Foto de arquivo de 2015 por Kathleen Barry, Notícias MU.

Isso não havia acontecido em nenhum mês desde o início da pandemia.

Enquanto isso, a Editora chegou a um acordo na semana passada para vender seu escritório e campus em Nashville, conhecido como New House Commons.

Como medida de segurança, a agência teve sua equipe trabalhando remotamente durante os primeiros meses da pandemia. A mudança correu bem o suficiente para fazer Milford e outros líderes decidirem que a propriedade poderia ser colocada no mercado.

Um acordo de compra foi alcançado com uma empresa de investimento que deverá arrendar o prédio como espaço de escritório. Milford disse que dinheiro sério foi investido, desencadeando etapas como inspeção de construção e engenharia e decisões sobre vendas de móveis.

Ele espera que a propriedade seja oficialmente transferida dentro de dois a três meses, com o preço de compra tornado público.

A propriedade foi avaliada em cerca de US $ 17,6 milhões, mas funcionários da Editora disseram anteriormente que um mercado imobiliário aquecido em Nashville deve render consideravelmente mais.

O conselho da agência decidiu que o produto da venda será usado para garantir benefícios de pensão para mais de 1.200 funcionários antigos e atuais. O financiamento será para um plano de benefícios definidos para funcionários cobertos antes de 2009, quando a agência fez a transição para um tipo diferente de plano.

A Editora irá transferir os ativos necessários para financiar o plano de pensões mais antigo, bem como a responsabilidade pela gestão contínua para Benefícios e Investimentos do Wespath, que opera programas de pensões e outros benefícios para a Igreja Metodista Unida.

“Na Wespath, nossa missão é cuidar daqueles que servem”, disse Barbara Boigegrain, principal executiva da Wespath, no comunicado à imprensa da Editora. “Temos o prazer de estender a missão aos funcionários e aposentados da UMPH por meio da gestão de seu fundo de pensão. Acreditamos que todos os que trabalham na conexão UMC devem ter acesso a benefícios de pensão que apoiam sua aposentadoria após anos de serviço dedicado.”

A Editora empregava cerca de 300 pessoas pouco antes da pandemia e agora conta com 130 funcionários.

Milford disse que a pandemia e as tendências na vida da igreja e nas publicações forçaram a agência a reorientar o desenvolvimento de produtos e se tornar mais enxuta.

“Reduzimos intencionalmente as despesas gerais contínuas, o número de funcionários e nossa pegada física, tornando a organização mais ágil para se ajustar mais rapidamente às mudanças no mercado e responder às oportunidades de ministério emergentes”, disse ele.

A Editora continua comprometida com um acordo de trabalho remoto, mas, com a venda iminente da propriedade, está negociando o que Milford descreveu como uma “quantidade modesta” de espaço funcional para colaboração da equipe e outras atividades.

Hoje em dia, muitos conhecem a Editora por meio de sua editora Abingdon Press, que oferece livros sobre fé e liderança cristã. Mas, desde sua fundação em 1789, a Editora tem fornecido recursos com foco Wesleyano, bem como hinários, traduções da Bíblia e vários suprimentos para igrejas.

À medida que as atividades pessoais da igreja estão aumentando, a agência relata vendas rápidas de itens de comunhão, velas, hinários e livros de canções.

Milford disse que um webinar recente da Cokesbury sobre planejamento de opções de programas, incluindo escola bíblica de férias ao ar livre, foi visto por mais de 7.000 líderes da igreja local.

 

* Hodges é redator do United Methodist News em Dallas. Contate-o em 615-742-5470 ou [email protected]. Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

Missão
Membros da Capital City Christian Church (Igreja Cristã da Capital) em Frankfort, Kentucky, comemoram a campanha da congregação para eliminar as dívidas médicas de alguns de seus vizinhos em parceria com a RIP Medical Debt, uma organização sem fins lucrativos com sede em Long Island, Nova York. Como Capital City, as igrejas Metodistas Unidas em Michigan, Tennessee e Nebraska realizaram campanhas bem-sucedidas de perdão de contas médicas. Foto cedida pela Capital City Christian Church.

Igrejas ajudam a pagar dívidas médicas

As campanhas de angariação de fundos por várias congregações Metodistas Unidas levaram ao perdão de milhões de dívidas médicas através do RIP Medical Debt.
Área Geral da Igreja
Cynthia Bond Hopson lidera uma meditação para os membros e convidados do Conselho Geral de Finanças e Administração durante um culto na Capela do Cenáculo em Nashville, Tennessee. Hopson pediu que a agência financeira seja ousada em um momento de incerteza. “O amanhã é incerto”, disse ela. “Hoje é tudo o que temos.” Ela atua como diretora de patrimônio e secretária geral assistente do Conselho Metodista Unido de Ensino Superior e Ministério. Foto de Mike DuBose, Notícias MU.

Em meio a saídas de igrejas, obras começam com recorde de orçamento baixo

Os líderes metodistas unidos concordam que grandes mudanças estão por vir, à medida que a denominação luta com crescentes desfiliações. Mas persistem divergências sobre a melhor forma de equilibrar a incerteza financeira com os compromissos da missão.
Área Geral da Igreja
O Conselho Geral de Finanças e Administração, em sua reunião on-line de 19 de agosto, designou como usar o produto da venda da sede da agência em Nashville, Tennessee. Os membros da equipe da agência estão se mudando para o Edifício Harry Denman, nas proximidades, que também abriga os Ministérios de Discipulado e a Junta Metodista Unida de Educação Superior e Ministério. Foto por Mike DuBose, Notícias MU.

Lidando com notícias diversas sobre doações e saídas da igreja

Os membros do conselho da agência financeira da Igreja Metodista Unida discutiram o impacto potencial das crescentes desfiliações da igreja, enquanto comemoravam um aumento nas contribuições e da venda de edifícios por algumas agências.