Metodistas unidos apoiam a limpeza de Luanda

Superintendente Distrital de Luanda, Rev. Bernardo Neto, carregando a carrinha de mão durante a limpeza. Luanda, foto de Augusto Bento. 
Superintendente Distrital de Luanda, Rev. Bernardo Neto, carregando a carrinha de mão durante a limpeza no município de Cazenga auxiliado pelo irmão Mauro de Oliveira. Luanda, foto de Augusto Bento.

Os Metodistas Unidos da Conferência Anual do Oeste de Angola mobilizaramna capital Luanda, mais de mil fiéis para a realização de uma megacampanha de limpeza em toda extensão da cidade. Os participantes receberam no princípio da campanha de limpeza, iniciada em  21 de Março, palavras de encorajamento do líder do Oeste Bispo Gaspar Domingos, que juntou-se ao grupo na Capela de Bethel na companhia de sua esposa, Reverenda Lucrécia Domingos.

“Os metodistas são chamados a fazer o bem a todos e em todo o momento,” afirmou Gaspar Domingos no início da actividade de limpeza e saneamento.

“Não podemos conviver com o lixo que nos rodeia, para não nos sentirmos como lixo também,” explicou Gaspar aos voluntários presentes e sob o olhar atento dos membros do governo de Luanda.

A campanha teve o apoio do Governo Provincial que forneceu alguns meios técnicos e humanos para o sucesso desta causa. A campanha de limpeza que envolveu Metodistas e moradores, teve como objectivo aliviar os focos de lixo a nível de Luanda.A crise da coleta de resíduos começou em dezembro de 2020 na capital, quando o Governo Provincial de Luanda (GPL) suspendeu o contrato com as empresas que efetuavam o serviço. Apenas em fevereiro desse ano foi concluída a contratação das empresas que prestarão o serviço a partir de agora, porém o intervalo sem a coleta somado às chuvas na região, levaram o acúmulo de lixo ao nível atual, fazendo com que as mobilizações com voluntários fossem necessárias.

Segundo o portal oficial do Governo de Angola, a governadora da província de Luanda,Joana Lina, confirmou que as empresas contratadas já estão a operar.

"A grande questão que se coloca é que, como não foi feita a recolha de resíduos com a regularidade necessária, houve um acumular nos municípios, uns mais do que outros, e é para esta actividade de eliminação dos focos de lixos a nível dos vários municípios que se vai dirigir a atenção,” justificou, tendo igualmente reiterado que não houve anulação do concurso público.

“Os metodistas unidos aqui em Luanda são chamados a fazer o bem”, disse a governadoraJoana Lina, que também participante da campanha.

A governante agradeceu a intervenção e participação dos metodistas na mega campanha de limpeza onde disse que, “em nome do governo de Luanda e de meu pessoal, agradeço a IgrejaMetodista Unida, e em particular a pessoa do Seu Revmo. Bispo Gaspar João Domingos, por este trabalho maravilhoso que fazeis aqui.”

A campanha teve como ponto de partida a capela de Bethel localizada na Avenida Hoji Ya Henda – Luanda.

A campanha, esta inserida na responsabilidade social, civil e cívica dos metodistas unidos, e em resposta ao problema da falta de recolha de resíduos sólidos na cidade capital do país.

“Amados, só quem está habituado a conviver com o lixo é que não se sente incomodado com as condições nas quais a cidade de Luanda esta hoje. Ela clama por ti e por todos nós, precisa do apoio dos metodistas,” incentivou Gaspar.

Os jovens e adultos membros da Igreja em Luanda compareceram em massa mesmo diante do isolamento social imposto pelo coronavírus, e a presença dos membros mobilizou outros moradores aos arredores das principais ruas. Nas imediações da Bethel o Bispo Gaspar Domingos e a governadora deram a abertura da campanha com vassoura nas mãos enquanto os membros louvavam.

 “Durante este tempo todo mesmo não vos vendo eu senti o apoio e o calor vosso. Muito obrigada ao Bispo, a vocês,” frisou a Lina.

Embora não seja membro da Metodista Unida, a governadora de Luanda louvou a Deus cantando, momentos antes do inicio da campanha e durante a jornada de limpeza, o hino 45 em português do hinário “Povo cantai.”

Estradas bloqueadas por falta de recolha de resíduos sólidos na cidade de Luanda. Luanda, foto de Augusto Bento. 
Estradas bloqueadas por falta de recolha de resíduos sólidos na cidade de Luanda. Luanda, foto de Augusto Bento.

“Tenho o hino 45 como meu hino de inspiração nas horas de tristezas, vocês nem imaginam as provações e desafios com que tenho passado neste últimos dias.Vosso gesto é louvável para mim e para minha equipa de trabalho,” falava alegremente da agovernante.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

O responsável do Distrito de Luanda, Reverendo Bernardo Neto que também foi um dos grandes intervenientes da campanha, teve a responsabilidade de acompanhar a distribuição do material de apoio como carrinhos de mão, pás, enxadas e vassouras às brigadas espalhadas nas vias principais, nos municípios de Luanda, Cacuaco, e Viana, este último onde terminou a jornada.

“Esta campanha é parte da acção social que cabe a cada Metodista Unida fazer,” disse Neto.

O distrito eclesiástico de Luanda, tem aproximadamente 350 mil membros confessos e é o maior entre os demais distritos na Conferência Anual do Oeste de Angola.

“A participação de cada Metodista demostra o respeito pelo cumprimento das ordem do nosso líder, e o Distrito de Luanda está presente para levar avante esta campanha de limpeza,” explicou Neto. “Pois precisamos salvaguardar o bem mais precioso que é a vida,” concluiu Neto.

“A campanha vem em boa altura, apesar dos meios virem com atraso, mas nós mulheres da Galileia estamos prontas e preparadas para apoiar a nossa cidade, que muito precisa de nós,” disse Nazaré Mavinga, membro da capela de Galileia no município do Cazenga.

A cidade e arredores de Luanda tem uma população estimada em 8,5 milhões de habitantes, subdivididos por 9 municípios, nomeadamente Cazenga, Icolo e Bengo, Viana, Cacuaco, Belas, Kissama, Kilamba Kiaxi, Talatona e Luanda.

Já a Directora conferencial de saúde disse que “este gesto vem contribuir para a diminuição das doenças de origem hídrica neste tempo chuvoso e serve também para o combate à pandemia da Covid -19, e é importante mantermos a higiene em todos os lugares,” explicou Maria Manuela.

 

* Bento é o comunicador da Conferência de Oeste de Angola das Notícias Metodista Unida. Contacto com a imprensa: Rev. Gustavo Vasquez, editor de notícias, [email protected]. Para ler mais notícias da Metodista Unida, inscreva-se nos resumos quinzenais gratuitos.

Evangelismo
Reverendo José Malhado - Historiador da Conferencia Anual do Oeste de Angola.  Luanda, foto de Augusto Bento.

Pegadas dos missionários metodistas em Angola são retratadas em livro

A história da vida e missão dos missionários metodistas que serviram em Angola nas décadas passadas, já está retratada num livro que hoje é visto como fonte de consulta e inspiração para os angolanos e particularmente dos Metodistas Unidos desta e de futuras gerações.
Missão
Parte dos sobreviventes que vem se beneficiar dos kits preparados pela Igreja. No chao, vendo-se alguns vestígios de lodo deixado para fúria das aguas Cambambe-Dondo. Foto de Orlando da Cruz.

Metodistas Unidos em Angola apoiam sobreviventes das enxurradas

Em meio a pandemia do Covid-19, Metodistas Unidos do Oeste de Angola arregaçaram suas mangas em apoio às vítimas das enxurradas que assolaram a zona centro da Conferência.
Missão
Bispo Gaspar João Domingos fazendo a entrega dos elementos de reconhecimento ao Comandante Geral da Polícia Nacional de Angola Paulo Gaspar de Almeida. Luanda,  foto de Augusto Bento.

Metodistas Unidos em Angola homenageiam profissionais da saúde

A Conferência Anual de Angola Oeste homenageou os profissionais da saúde durante as celebrações dos 136 anos do Metodismo Unido em Angola, acto dirigido pelo Bispo Gaspar João Domingos.