Bispos filipinos apoiam unidade da igreja

Other Manual Translations: English 한국어 español

O Colégio Episcopal da Conferência Central das Filipinas assinou uma resolução que se opõe "intensamente" à dissolução da Igreja Metodista Unida. 

A resolução dos bispos recomendou uma reestruturação que permitisse autonomia regional para lidar com questões de divisão como a homossexualidade.

"Desde o início da igreja no Novo Testamento, a divisão e o cisma na igreja devem ser evitados e a unidade deve ser alcançada e mantida", diz a resolução .

Reunidos em 31 de agosto na sede da Igreja Metodista Unida em Manila, os bispos concordaram em enviar a petição à Associação Geral.

O bispo Rodolfo Alfonso "Rudy" Juan, presidente do Colégio Filipino de Bispos, disse que a Conferência Central das Filipinas é totalmente contra a dissolução da Igreja Metodista Unida.

"Nós, bispos-servos, incentivamos nosso círculo eleitoral filipino a promover continuamente a unidade em nossa denominação", disse ele.

A petição foi assinada por Juan, pelo bispo Ciriaco Q. Francisco (que participou por teleconferência) e pelos bispos aposentados Emerito P. Nacpil, Daniel C. Arichea, Solito K. Toquero e Jose C. Gamboa Jr.

O bispo Pedro M. Torio Jr., secretário do Colégio dos Bispos e os bispos aposentados Leo A. Soriano e Benjamin A. Justo, não compareceram à reunião.

A recomendação da resolução para reestruturar a Igreja Metodista Unida em conferências regionais é semelhante a um plano estabelecido pela Mesa Conexional em relação a uma nova estrutura dos EUA .

“Com nossa proposta de reestruturação em conferências regionais, podemos exercer alguma forma de autonomia para atender às realidades contextuais em nossas regiões específicas. Teremos então um Livro de Disciplina regional”, disse Juan. 

A resolução afirma que a Igreja Metodista Unida “permanecerá como uma igreja global em que as conferências regionais, centrais, anuais e locais são partes orgânicas, mas tem autoridade para decidir seu testemunho, missão e ministério, preservando, assim, a localidade e a conexão”.

A autonomia regional permitirá aos metodistas unidos das conferências centrais - as sete regiões da igreja na África, Europa e Filipinas - lidar com a questão divisória da homossexualidade, disse Juan.

"É nossa oração que, com alguma forma de autonomia regional, possamos encontrar uma solução viável e permanecer com uma denominação global unida", disse ele.

A resolução também pedia a manutenção do Conselho Episcopal para supervisão geral e local da Igreja Metodista Unida.

Os bispos da África também resolveram recentemente não apoiar nenhuma legislação ou plano proposto que possa resultar em uma divisão ou dissolução da igreja.

O bispo aposentado Soriano, que tinha um compromisso prévio e não pôde participar da reunião do Conselho Episcopal Filipino, conversou por telefone com a Notícias MU sobre a resolução. Ele disse que ser discípulo de Cristo é ter uma missão. 

“Seja alguém a favor ou contra a homossexualidade, a missão permanece a mesma: fazer discípulos de Jesus Cristo para a transformação do mundo.

“Acredito que a igreja seria mais eficaz se estivesse unida no cumprimento da missão. No entanto, caso se torne inevitável, eu o aceitarei. A história nos diz que, embora o cisma seja inevitável, as lascas continuam a cumprir a missão”.

 

*Mangiduyos é um comunicador das Filipinas. Contato com a mídia: Vicki Brown, editora de notícias, newsdesk@umcom.org  ou 615-742-5470. 

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para IMU_Hispana-Latina @umcom.org


Missão
Julius Caesar V. Sicat, diretor regional do Departamento de Ciência e Tecnologia das Filipinas, defende um protótipo de veículo de resgate anfíbio projetado para salvar vidas em caso de grandes inundações. Foto cedida por Ryan de Lara.

Metodista Unido trabalha em veículo de resgate anfíbio

O novo veículo pode melhorar a eficiência dos esforços de resgate e socorro, pois se moverá sem problemas da terra para a água e vice-versa.
Preocupações Sociais
Pat Luna fala durante um painel de discussão no Instituto de Liderança, realizado na Igreja Metodista Unida da Ressurreição em Leawood, Kansas, de 25 a 27 de setembro. Ela foi acompanhada pelos Revs. Adam Hamilton, Junius B. Dotson, Ginger Gaines-Cirelli e Michael Bowie. O evento deste ano se concentrou em preservar, mas reformar a Igreja Metodista Unida. Foto de Sam Hodges, Notícias MU.

Evento anual se torna fórum sobre o futuro da igreja

Os centralistas e progressistas se reuniram no Instituto de Liderança para uma sessão de discussão e estratégia.
Igreja Local
O Rev. Shawn Moses (à direita) da Igreja Metodista Unida da Primeira Graça, Nova Orleans, recebe uma nova família que se junta à igreja. Foto de Kathy L. Gilbert, Notícias MU.

A Questão Metodista: O que significa ser um membro?

Para os Metodistas Unidos, a associação exige participação ativa em uma congregação local que busca tornar o mundo mais parecido com o Reino de Deus.