Grupos de pacto reúnem estudantes isolados do seminário de Moscou

Translate Page
Students at Moscow Theological Seminary of The United Methodist Church have been leading online covenant groups for several years. Pictured are, from left:  Irina Rushkevich, Katerina Tokareva, Anna Klimina and Natalya Zaitseva. Photo courtesy of Sergei Nikolaev.
Os estudantes do Seminário Teológico de Moscou da Igreja Metodista Unida lideram grupos de pacto on-line há vários anos. Na foto estão, da esquerda: Irina Rushkevich, Katerina Tokareva, Anna Klimina e Natalya Zaitseva. Foto cedida por Sergei Nikolaev.

Leia a história em russo

 

Quando o auto-isolamento e as quarentenas obrigatórias se tornaram parte do distanciamento social necessário para impedir a disseminação do coronavírus, os estudantes do Seminário Teológico de Moscou da Igreja Metodista Unida se voltaram para seus grupos de pacto on-line para manter contato e comunhão.

Essas reuniões virtuais, baseadas na ideia original das “bandas” de John Wesley, foram apresentadas aos alunos do Seminário de Moscou por funcionários e leigos da Mt. Igreja Metodista Unida de Pisgah, Johns Creek, na Conferência da Geórgia do Norte. A existência e reuniões regulares desses grupos permitiram uma continuação contínua da comunhão e das disciplinas espirituais, mesmo durante o isolamento.

A escola sempre teve que lidar com o problema da distância. A Área Episcopal da Eurásia abrange 11 fusos horários na Rússia, com um território de 7 milhões de milhas quadradas. John Wesley declarou: "O mundo é minha paróquia", e os metodistas da Eurásia gostam de dizer que seu bispo, Eduard Khegay, tem a maior paróquia do mundo.

How to Help

To support the ministry of the Moscow Seminary (Advance # 12174A), please go to The Advance website.

Para proporcionar unidade e conexão entre os alunos do seminário e permitir que eles vivam e trabalhem em suas cidades natais, o seminário encontrou soluções criativas para lidar com as vastas distâncias da Eurásia.

Uma solução foi fazer com que os estudantes se reunissem em Moscou quatro vezes por ano, durante duas semanas por vez. No restante do ano, os alunos trabalham em cursos, servem às igrejas locais e são empregados localmente em suas cidades nativas na Rússia, Ucrânia, Bielorrússia, Cazaquistão ou Quirguistão.

No entanto, a irmandade classicamente oferecida nos seminários com um modelo acadêmico tradicional precisava ser apoiada enquanto os estudantes estavam fora do prédio do seminário. Um modelo para essa irmandade durante todo o ano surgiu em 2015 através da Ponte da Missão da Conferência do Seminário de Moscou-Geórgia do Norte na forma de grupos de pacto.

O modelo é para os grupos de pacto se reunirem semanalmente por cerca de 90 minutos. Os membros de cada grupo se comprometem a tornar o grupo uma prioridade e se comprometer por um ano. Cada reunião começa com a clássica pergunta wesleyana: "Como está sua alma?" Muitos grupos usam as perguntas de auto-exame de Wesley, escritas por ele inicialmente para o "Holy Club" (Clube Santo). Eles estudam a Bíblia para discernir como ela deve ser aplicada em suas vidas. Orações comuns são uma parte importante da reunião e metas pessoais de crescimento espiritual são estabelecidas para a próxima semana.

"Para mim, o valor dos grupos de pacto é que temos a oportunidade de aconselhamento mútuo, confissão de pecados, enriquecimento espiritual e crescimento junto com outros irmãos - alguns dos quais também são ministros, que às vezes enfrentam desafios semelhantes aos meus", disse o Dr. Alexander Shevchenko, que é pastor da Igreja Metodista Unida de Luhansk, no leste da Ucrânia, e também médico de uma clínica de reabilitação. Ele deve se formar no seminário em junho.

As mulheres se reúnem com mulheres e os homens se reúnem com homens para alcançar uma atmosfera de profunda confiança e segurança. Eles compartilham os desafios que enfrentam em suas vidas espirituais e pessoais. A confissão em um círculo confidencial de amigos de confiança e uma oração de apoio tem um efeito libertador.

“Muitas alegrias das mulheres e os desafios da maternidade, casamento, beleza e saúde só podem ser compreendidos pelas mulheres. O Grupo de Pacto no Skype cria um ambiente seguro para esse tipo de abertura e vulnerabilidade”, disse Elena Melnikova, vice-presidente de Desenvolvimento e Administração do Seminário de Moscou e líder de um dos grupos.

Os alunos do seminário são a primeira onda de líderes e membros de grupos de pacto. Alguns estudantes e funcionários do seminário recrutaram outros pastores e membros da igreja fora do corpo discente.

Após três anos de disciplina espiritual, cada membro do Grupo de Pacto do Skype está preparado para receber seu próprio grupo. Vários estudantes já começaram seus próprios grupos de pacto em suas igrejas. Alguns deles normalmente se reúnem pessoalmente, mas com medidas de quarentena em vigor, eles já têm um modelo comprovado de reunião no Skype.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

“A igreja e outras organizações só enfrentaram a necessidade de comunicação online como o principal meio de comunicação após a infecção por coronavírus. Estamos orando e apoiando um ao outro on-line em nossos Grupos de Pacto do Skype há um tempo”, disse Shevchenko. "O valor dessa experiência nas condições sociais de distanciamento devido ao coronavírus aumentou dramaticamente".

Embora alguns grupos estivessem se reunindo pessoalmente, a transição para o Skype não foi difícil.

"É claro que a situação do coronavírus teve um grande impacto em nosso grupo. As pessoas idosas do grupo não têm a capacidade de usar o Skype. Nosso pensamento inicial era anunciar férias, mas decidimos nos encontrar remotamente por Skype de qualquer maneira, e com aqueles que podem, e apenas ora pelo restante (especialmente os idosos) nessas reuniões", disse Yelena Lyovushkina, advogada de Volgograd, no sul da Rússia, e estudante do segundo ano do seminário.

A Revda. Natalya Prokhorova, pastora sênior da Igreja Metodista Unida Samara em Samara, Rússia, disse que a exigência de ficar em casa durante o coronavírus permite mais tempo para as reuniões do Grupo de Pacto do Skype e “reflexão sobre a Palavra".

“Você não se sente isolado apenas na sua família. Em nosso grupo, também oramos pela cura desse desastre em nosso país e em todo o mundo”, disse Prokhorova. Ela foi recrutada por uma equipe do seminário para seu grupo e depois abriu dois grupos em sua igreja por conta própria.

Atualmente, existem mais de 30 grupos de pacto na Rússia, Ucrânia, Bielorrússia, Cazaquistão e Quirguistão. A maioria deles se encontra no Skype. No clássico espírito Wesleyano de conexão, eles fornecem um modelo para crescimento e desenvolvimento espiritual, mesmo quando os cristãos não podem se reunir pessoalmente - seja devido à distância em circunstâncias normais ou em momentos extraordinários que exigem isolamento e quarentena.

Hoje, na Rússia e em todo o mundo, a pandemia de coronavírus ofereceu uma oportunidade única de olhar para as origens do renascimento wesleyano e de reimaginar como seus elementos constitutivos poderiam proporcionar um caminho bem-sucedido para o futuro mundo pós-coronavírus.

 

* Nikolaev é presidente do Seminário Teológico de Moscou da Igreja Metodista Unida e E. Stanley Jones Professor de Evangelismo no Seminário. Contato com a mídia: Vicki Brown, Nashville, Tennessee, (615) 742-5470 ou [email protected] . Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

Faith Sharing
Kayla Alexander (à esquerda), que frequentou a Primeira Igreja Metodista Unida de Baton Rouge quando criança, frequentou a igreja virtualmente enquanto sua família estava trancada por causa do COVID-19 na Austrália, onde agora moram. Alexander e Jamie (à direita dela) trouxeram seu terceiro filho Brady Alexander para Louisiana para ser batizado pelo Rev. Brady Whitton na Primeira Igreja Metodista Unida. Foto cortesia de Kayla Alexander.

Igreja virtual continuará após o COVID-19

Realizar a igreja na internet não vai desaparecer mesmo que o COVID-19 desapareça, de acordo com um pastor Metodista Unido em Louisiana.
Área Geral da Igreja
O Rev. Gary Graves dá instruções aos delegados durante a Conferência Geral Metodista Unida de 2019 em St. Louis. Os organizadores da Conferência Geral estão formando duas equipes para analisar vistos e logística na esperança de evitar mais atrasos na assembleia legislativa da denominação após seu adiamento para 2024. Graves é secretário da Conferência Geral. Foto de arquivo por Mike DuBose, Notícias MU.

Esforço visa impedir atrasos na Conferência Geral

Os organizadores da principal assembleia legislativa da Igreja Metodista Unida procuram abordar as principais questões que os levaram a adiar a Conferência Geral pela terceira vez.
Área Geral da Igreja
Nesta foto de arquivo, os delegados consideram a legislação durante a Conferência Geral Metodista Unida de 2016 em Portland, Oregon. Citando preocupações em torno do COVID-19 e da disponibilidade de vistos, um grupo de 170 delegados enviou uma carta aos organizadores pedindo que a próxima Conferência Geral seja adiada para 2024. Um grupo de advocacia africano está pedindo que a Conferência Geral avance este ano. Foto por Mike DuBose, Notícias MU.

Delegados pedem adiamento da Conferência Geral

Uma carta assinada por 170 delegados à Conferência Geral pediu à comissão organizadora que adiasse a assembleia legislativa até 2024. Entretanto, outro grupo em África apela a que se realize este ano conforme previsto.