Bispo pede calma e preparação para o Coronavírus

Other Manual Translations: 한국어 Español

O bispo David Bard pediu às Igrejas Metodistas Unidas em Michigan, que começassem a se preparar para um possível surto generalizado de doença por coronavírus (também conhecido como "COVID-19").

O Centro Federal de Controle de Doenças - Federal Center for Disease Control (CDC) - está respondendo a um surto da doença respiratória detectado pela primeira vez na cidade de Wuhan, província de Hubei, China, que se espalhou para 37 países, incluindo os Estados Unidos. O CDC relata que existem mais de 80.980 casos confirmados em todo o mundo e quase 3.000 morreram.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

O Bispo Bard solicitará aos Coordenadores de Resposta a Desastres da Conferência e ao Comitê de Finanças e Administração da Conferência que explorem como as congregações de Michigan podem se preparar melhor, mas pediu calma e que não se entre em pânico. "Não há necessidade de ação imediata", disse o bispo. "Mas agora é um bom momento para avaliar com calma o possível impacto em nossas igrejas locais, se ocorrer um surto em Michigan".

Um surto generalizado pode ter um impacto significativo nas comunidades religiosas devido a vários fatores, incluindo a idade e o bem-estar dos Metodistas Unidos. O vírus pode se espalhar facilmente durante os cultos e outras reuniões religiosas onde as pessoas estão sentadas próximas umas das outras. As igrejas locais são incentivadas a preencher a Lista de Verificação de Preparação para a Influenza Pandêmica das Organizações Comunitárias e da Comunidade do CDC . Embora essa lista de verificação tenha sido desenvolvida em 2016 para combater a propagação da gripe, ela funcionará bem para planejar o COVID-19.  

A liderança da igreja desejará discutir que ações podem ser necessárias se os cultos forem subitamente interrompidos. É preciso considerar os cuidados emocionais e espirituais dos doentes, saneamento das instalações, comunicação com funcionários e membros, comunhão e segurança alimentar, preocupações com a administração e outros possíveis impactos resultantes de uma pandemia generalizada. Os líderes também precisarão educar os membros sobre como reduzir o risco enquanto estiverem na igreja, incluindo lavagens frequentes das mãos, pedir que os doentes fiquem em casa, e reduzir o contato físico.

Na Igreja Metodista Unida da Holanda, o pastor Brad Bartelmay, que também preside o Comitê de Finanças e Administração da Conferência, diz que sua igreja já está se planejando diante da possibilidade de um surto. "Estamos nos preparando com calma para qualquer possibilidade", disse Bartelmay. “Estamos planejando como 'fazer igreja' em um mundo em que a frequência de adoração é reduzida e onde pequenos grupos e a Escola Dominical podem ser descontinuados. Vamos explorar mais cuidados pastorais e rastreamento de bem-estar de populações vulneráveis.”       

"Encorajo-nos a manter oração às pessoas em todo o mundo que sofrem deste terrível vírus", disse o bispo Bard. "Podemos permanecer calmos enquanto também nos preparamos para o ministério durante um período em que as pessoas sentirão uma crescente necessidade do conforto e da presença de Deus em suas vidas."   

Encontre atualizações diárias da situação do vírus e informações de preparação sobre o coronavírus no site do CDC ( https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/index.html ).

 

** Este material foi produzido pela Conferência Anual do Michigan. Para ver a publicação original em inglês, abra aqui.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected] Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumo quinzenal gratuito.

Missão
Uma equipa da Comissão Metodista Unida de Socorro, juntamente com agências parceiras, distribui suprimentos de tratamento de água para as pessoas que vivem em um campo improvisado em Gressier, Haiti, em 2010. A directoria dos Ministérios Globais Metodistas Unidos e da Comissão Metodista Unida de Socorro designou US $110.000 para fornecer ajuda humanitária no Haiti. Foto de arquivo por Mike DuBose, UM News.

Ministérios Globais, UMCOR aprova US $10 milhões em subsídios

Embora reconhecendo o cansaço dos trabalhadores humanitários após desastres em todo o mundo, a directoria dos Ministérios Globais da Metodista Unida e da Comissão Metodista Unida de Socorro avançou, aprovando mais de $10 milhões em subsídios na sua reunião de Outono.
Missão
Engenheiro António Sozinho e a missionária Olangi Fatuma, aguardando pelo acto de distribuição das hortícolas no Centro Alegria, Luanda. Foto de Augusto Bento.

Missionária ajuda viúvas de pastores através da agricultura

Uma missionária Metodista Unida se deu conta do sofrimento das viúvas dos pastores na busca pelo sustento de suas famílias, e que deu um passo determinante para auxiliá-las.
Missão
A Igreja Metodista Unida de Bound Brook, em Bound Brook, NJ, está lidando com os danos causados pela enchente do furacão Ida, incluindo na sua loja de artigos usados. Foto cortesia do Rev. Chuck Coblentz.

Conexão Metodista Unida entra em ação depois do Ida

Relatos de danos a igrejas estão aumentando na Louisiana e no Nordeste. Por sua vez, as áreas menos afetadas estão ajudando, incluindo doações da ordem de US $ 100.000 da Conferência Anual do Alabama-West Florida para a Conferência Anual da Louisiana.