Bispo pede calma e preparação para o Coronavírus

Translate Page

O bispo David Bard pediu às Igrejas Metodistas Unidas em Michigan, que começassem a se preparar para um possível surto generalizado de doença por coronavírus (também conhecido como "COVID-19").

O Centro Federal de Controle de Doenças - Federal Center for Disease Control (CDC) - está respondendo a um surto da doença respiratória detectado pela primeira vez na cidade de Wuhan, província de Hubei, China, que se espalhou para 37 países, incluindo os Estados Unidos. O CDC relata que existem mais de 80.980 casos confirmados em todo o mundo e quase 3.000 morreram.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

O Bispo Bard solicitará aos Coordenadores de Resposta a Desastres da Conferência e ao Comitê de Finanças e Administração da Conferência que explorem como as congregações de Michigan podem se preparar melhor, mas pediu calma e que não se entre em pânico. "Não há necessidade de ação imediata", disse o bispo. "Mas agora é um bom momento para avaliar com calma o possível impacto em nossas igrejas locais, se ocorrer um surto em Michigan".

Um surto generalizado pode ter um impacto significativo nas comunidades religiosas devido a vários fatores, incluindo a idade e o bem-estar dos Metodistas Unidos. O vírus pode se espalhar facilmente durante os cultos e outras reuniões religiosas onde as pessoas estão sentadas próximas umas das outras. As igrejas locais são incentivadas a preencher a Lista de Verificação de Preparação para a Influenza Pandêmica das Organizações Comunitárias e da Comunidade do CDC . Embora essa lista de verificação tenha sido desenvolvida em 2016 para combater a propagação da gripe, ela funcionará bem para planejar o COVID-19.  

A liderança da igreja desejará discutir que ações podem ser necessárias se os cultos forem subitamente interrompidos. É preciso considerar os cuidados emocionais e espirituais dos doentes, saneamento das instalações, comunicação com funcionários e membros, comunhão e segurança alimentar, preocupações com a administração e outros possíveis impactos resultantes de uma pandemia generalizada. Os líderes também precisarão educar os membros sobre como reduzir o risco enquanto estiverem na igreja, incluindo lavagens frequentes das mãos, pedir que os doentes fiquem em casa, e reduzir o contato físico.

Na Igreja Metodista Unida da Holanda, o pastor Brad Bartelmay, que também preside o Comitê de Finanças e Administração da Conferência, diz que sua igreja já está se planejando diante da possibilidade de um surto. "Estamos nos preparando com calma para qualquer possibilidade", disse Bartelmay. “Estamos planejando como 'fazer igreja' em um mundo em que a frequência de adoração é reduzida e onde pequenos grupos e a Escola Dominical podem ser descontinuados. Vamos explorar mais cuidados pastorais e rastreamento de bem-estar de populações vulneráveis.”       

"Encorajo-nos a manter oração às pessoas em todo o mundo que sofrem deste terrível vírus", disse o bispo Bard. "Podemos permanecer calmos enquanto também nos preparamos para o ministério durante um período em que as pessoas sentirão uma crescente necessidade do conforto e da presença de Deus em suas vidas."   

Encontre atualizações diárias da situação do vírus e informações de preparação sobre o coronavírus no site do CDC ( https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/index.html ).

 

** Este material foi produzido pela Conferência Anual do Michigan. Para ver a publicação original em inglês, abra aqui.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected] Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumo quinzenal gratuito.

Missão
Líderes religiosos de todo o mundo discutem questões de HIV enfrentadas pelos jovens na 24ª Conferência Internacional de AIDS, de 29 de julho a 2 de agosto em Montréal. Na foto (da esquerda) Sr. Crina Cardozo, Human Touch, Goa; O Rev. Canon Gideon Byamugisha, sacerdote anglicano em Uganda; Gibstar Makangila, diretor executivo, Circle of Hope, Zâmbia; Dra. Susan Hillis, consultora técnica sênior, Iniciativas de Fé e Comunidades, Escritório do Embaixador Global da AIDS e Diplomacia em Saúde; Gareth Jones, consultor do Programa Jovem, UNAIDS; Suki Beavers, diretora de Igualdade e Direitos para Todos, UNAIDS; e um homem não identificado. Foto de Don Messer.

Líderes religiosos ouvem falar de 'terreno perdido' sobre HIV

A 24ª Conferência Internacional de AIDS destaca o efeito negativo que o COVID-19 e a varíola dos macacos estão tendo nos esforços para reduzir o HIV.
Missão
A Primeira Igreja Metodista Unida de Aransas Pass, Texas, tornou-se um hospital temporário depois que o furacão Celia atingiu a comunidade em 3 de agosto de 1970, e 85 ou 86 bebês (os relatos variam) nasceram na ala educacional da igreja. Mães com 31 desses bebês se reuniram para uma fotografia, assim como o pastor da igreja, o reverendo Milford “Zeke” Zirkel, que está atrás. Foto cedida pela Primeira Igreja Metodista Unida de Aransas Pass.

Furacão transforma igreja em maternidade

Após o furacão Celia em 1970, a Primeira Igreja Metodista Unida de Aransas Pass no Texas tornou-se um hospital temporário para sua comunidade e viu mais de 80 pessoas nascerem em suas instalações. Algumas dessas pessoas são armazenadas para um culto especial.
Saúde Global
Agricultores colhem arroz em Pujehum, no sul de Serra Leoa, em Janeiro. A machamba faz parte da Iniciativa de Agricultura do Bispo Yambasu, nomeada em homenagem ao falecido Bispo John K. Yambasu. Durante a sua reunião de primavera, a Junta dos Ministerios Globais da Metodista Unida aprovou US$ 3,5 milhoes para apoiar o programa dos projectos agrícolas. Foto de arquivo de Phileas Jusu, Noticas da MU.

Mais apoio da igreja para a agricultura Africana

Durante uma reunião virtual dos Ministérios Globais da Metodista Unida, os líderes da igreja votaram para continuar apoiando a Iniciativa da Agricultura do Bispo Yambasu e outras prioridades de longo prazo, tais como a saúde global, resposta a desastres e trabalhadores imigrantes.