Conferência apoia substituição da Cruz e Chama

Other Manual Translations: English 한국어 español
The North Texas Conference voted at its Sept. 19 annual meeting to submit legislation to General Conference 2021 that would begin the process of changing the church’s Cross and Flame insignia. Logo courtesy of United Methodist Communications.

A Conferência do Norte do Texas votou em sua reunião anual de 19 de setembro para submeter a legislação à Conferência Geral de 2021 que iniciaria o processo de mudança da insígnia da Cruz e da Chama da igreja. O logotipo é cortesia da Comunicações Metodista Unida.

O chamado de um pastor para substituir a Cruz e a Chama como insígnia oficial da Igreja Metodista Unida obteve o apoio da Conferência do Norte do Texas.

O Rev. Edlen Cowley escreveu uma coluna neste verão pedindo que a denominação se afastasse da Cruz e da Chama, dizendo que o emblema evoca para ele e para outros afro-americanos o terror das queimadas da cruz de Ku Klux Klan.

A Conferência do Norte do Texas votou 558 a 176 votos em 19 de setembro, em sua reunião anual , para submeter à Conferência Geral de 2021 a legislação elaborada por Cowley que iniciaria o processo de mudança da insígnia.

Cowley disse em uma entrevista que uma reformulação da marca da Igreja Metodista Unida está em ordem, uma vez que a denominação enfrenta uma possível divisão e começou uma campanha antirracismo.

“Esta seria uma mudança monumental em um momento monumental”, disse Cowley sobre a substituição da Cruz e da Chama.

Cowley é pastor da Igreja Metodista Unida Fellowship no subúrbio de Dallas de Trophy Club, e um delegado da Conferência do Norte do Texas para a Conferência Geral de 2021.

The Rev. Edlen Cowley Photo courtesy of the North Texas Conference.
O Rev. Edlen Cowley. Foto cortesia da Conferência do Norte do Texas. 

Ele escreveu em sua coluna que, quando menino viajando de carro com sua família do leste do Texas a Shreveport, Louisiana, viu uma cruz queimando e nunca a esqueceu.

Ao falar na Conferência do Norte do Texas, ele chamou a queima da cruz de "uma imagem historicamente poderosa que por mais de 100 anos foi e ainda está sendo usada hoje para afirmar o domínio e invocar o medo".

Cowley também observou que a Igreja Metodista Unida foi oficialmente criada na Conferência Unitária em Dallas.

“A Igreja Metodista Unida nasceu no norte do Texas em 1968”, disse Cowley aos membros da conferência. “Seria apropriado que a gênese de sua remarcação e, até certo ponto, seu renascimento começasse bem aqui no norte do Texas.”

Em 1966, enquanto a Igreja Metodista e a Igreja Evangélica dos Irmãos Unidos estavam caminhando para a fusão, uma comissão sobre a união foi designada para conceber uma insígnia oficial.

Edward J. Mikula e Edwin H. Maynard trabalharam em várias opções de design. A Cruz e a Chama prevaleceram e foram adotadas pela Conferência Unitária. A insígnia foi registrada no Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos em 1971 e, gradualmente, tornou-se comumente exibida pelas igrejas ao redor da conexão.

A insígnia combina a cruz, como símbolo do sacrifício de Cristo, com duas chamas. Aqueles sugerem as “línguas como de fogo” (Atos 2: 3) presentes através do Espírito Santo no Pentecostes, assim como a Igreja Metodista e a EUB.

Cowley chamou os elementos e ideias individuais por trás deles de "lindos".

“Mas quando você junta isso é problemático, porque à primeira vista é uma cruz em chamas”, disse Cowley.

A delegação da Conferência do Norte do Texas para a Conferência Geral e a Conferência Jurisdicional do Centro-Sul votou unanimemente para endossar a proposta de Cowley antes da votação da conferência anual.

O Rev. Clayton Oliphint preside a delegação e, embora seja branco, ele também tem uma memória de infância de uma cruz queimando.

Seu pai era o falecido bispo Benjamin Oliphint, que em 1963, como pastor metodista em Monroe, Louisiana, acompanhou um homem negro para se registrar para votar. A posição dos direitos civis provou ser controversa em sua congregação, que votou sobre se deveria proibir os afro-americanos de frequentar sua igreja.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

Benjamin Oliphint falou contra esse esforço; falhou, mas cerca de um terço dos membros da igreja foi embora.

“Parte das consequências disso foi a Ku Klux Klan queimando uma cruz em nosso jardim da frente”, disse Clayton Oliphint, pastor da Primeira Metodista Unida em Richardson, Texas.

Mesmo com essa memória, Clayton Oliphint disse que nunca conectou a Cruz e a Chama à queima de cruzes até que entregou seu cartão de visita a um afro-americano, tentando fazer com que ele fosse à igreja, e ouviu de volta: “É interessante que sua igreja tenha uma cruz em chamas como símbolo”.

Esse encontro e o testemunho de Cowley persuadiram Oliphint de que uma nova insígnia é necessária.

“Se o próprio logotipo se tornou um obstáculo para parte da população que estamos tentando alcançar, então é hora de uma mudança”, disse ele.

Na reunião da Conferência do Norte do Texas, não houve oposição vocal à ideia de substituir a insígnia, embora alguns tenham questionado se este é o momento de fazer uma mudança.

O Livro da Disciplina lida com a Cruz e a Chama no parágrafo 807.10 e atribui ao Conselho Geral de Finanças e Administração e às Comunicações Metodistas Unidas a responsabilidade de garantir o seu uso adequado.

A petição que Cowley e a Conferência do Norte do Texas estão apresentando, instruiria as agências a apresentar uma nova insígnia "para ser oficial até 28 de fevereiro de 2023".

Cowley também está liderando uma iniciativa da Conferência do Norte do Texas chamada Journey Toward Racial Justice (Jornada em Direção à Justiça Racial).

“Estamos começando esta jornada para que possamos ser uma conferência que está trabalhando ativamente para erradicar o racismo e criar condições de concorrência iguais para todos”, disse ele.

Cowley está em um encontro intercultural. A Igreja Metodista Unida Fellowship, onde foi pastor por sete anos, é quase toda branca.

“Não importa como eles se sintam sobre os problemas, estou lá para amá-los e cuidar deles”, disse ele. “Eu não pastoreio com nenhum atributo e não sinto que eles me tratem com nenhum atributo. Essa é uma das razões pelas quais adoro servir na Metodista Unida Fellowship.”

 

*Hodges é redator do Notícias Metodista Unida em Dallas. Contate-o em 615-742-5470 ou [email protected] . Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]  

 

Área Geral da Igreja
Mais de sete meses após o início da pandemia COVID-19, as perspectivas financeiras para conferências são decididamente místicas. Além da redução de doações, os tesouros da conferência afirmam que a situação não é terrível como parecia na primavera. Foto de Kathryn Price, Comunicações Metodistas Unidas. Gráfico de Laurens Glass, versão em português Rev. Gustavo Vasquez. Notícias MU.

Conferências perseveram sob pressão financeira

As conferências Metodistas Unidas estão oferecendo alívio às igrejas e encontrando maneiras de continuar a ministrar em meio às dificuldades causadas pela pandemia.
Área Geral da Igreja
O Bispo Kenneth H. Carter profere o sermão e a bênção durante o culto de abertura da Conferência Geral Metodista Unida de 2019, em St. Louis. Foto de arquivo de Kathleen Barry, UM News.

Delegados: use o atraso do GC2020 para obter uma nova visão

Um grupo informal de delegados da Associação Geral está convidando os membros da igreja a usar o adiamento para projetar uma nova visão para a igreja.
Área Geral da Igreja
Os bispos juntam as mãos em oração durante a Conferência Geral da Metodista Unida de 2019 em St. Louis. Na maioria dos casos, os bispos que planificavam aposentar-se este ano ou no início do próximo ano ficam até a realização de novas eleições para os bispos. Foto de arquivo de Kathleen Barry, UM News.

Atraso nas eleições prejudica os planos dos bispos

Com a eleição de novos bispos adiada para 2021 e 2022, os aposentados estão fazendo planos para o interino.