A Comissão Permanente Afirma a Necessidade de Mais Bispos em África

Comissão Permanente Sobre Assuntos da Conferência Central

9 de fevereiro de 2015 – Comunicado de Imprensa

other languages

Maputo, Moçambique: Reunido em Moçambique esta semana, a Comissão Permanente sobre Assuntos da Conferência Central votou para recomendar a Conferência Geral de 2016, a adição de mais cinco novos Bispos em África, apartir do quadriénio 2021-2024.

A recomendação surge depois da equipa de avaliação apreciar a necessidade e o potencial das três áreas episcopais – Norte de Katanga, Sul do Congo e Zimbabwe – ter relatado no geral que a necessidade em África vai para além das áreas avaliadas. Três subgrupos da equipa conduziram a avaliação durante a semana de 26 de Janeiro. Os subgrupos reunira-se com os Bispos, pessoal, superintendentes distritais, presidentes da SMM e SMH, jovens e jovens adultos, guia-leigos, autoridades escolares e locais, pastores e membros das igrejas locais e outros.

A Conferência Geral de 2012 estabeleceu um conjunto de critérios para as áreas episcopais nas conferências centrais e solicitou a realização de avaliações no potencial da missão. Estes critérios ajudam a avaliar a carga de trabalho atribuída ao Bispo, sobretudo em relação ao número de clérigos ativos e conferências do cargo. Outros fatores no conjunto de critérios incluem a extensão e diversidade da área geográfica, a dificuldade de transporte, o número de línguas faladas, o papel do Bispo na área e o potencial da missão.

A equipa de avaliação concluiu que seria insuficiente a recomendação de apenas uma nova área episcopal para o Congo; que a necessidade de bispos adicionais em África afeta mais regiões e conferências centrais para além dos que foram avaliados; e que os tornou disfuncionais pela grandeza e territórios cobertos pelas conferências centrais. Entretanto, a Comissão Permanente unanimemente votou em planificar, organizar e implementar um plano colaborativo e compreensivo em quanto aos números e demarcações das conferências centrais e das áreas episcopais em África.

A Comissão Permanente votou em propor o seguinte:

  • Um enfoque em África, suas conferências centrais e áreas episcopais, irá acontecer entre 2017-2019, sob liderança da Comissão Permanente, com a participação de uma equipa representativa das Conferências Centrais de África (a ser composta de representantes de todas as 30 conferências provisionais e anuais, eleitas pelas suas conferências centrais e todos os bispos Africanos ativos)
  • A Participação da Comissão Permanente está limitada a 10 membros que não sejam de África.
  • A Legislação a ser submetida à Conferência Geral de 2020, recomendando a revisão do número e demarcações das conferências centrais em África e das áreas episcopais em cada conferência central, incluindo possibilitar ações para organizar as “sessões constitutivas” das conferências centrais e aumentar o total das áreas episcopais em África de 13 a 18.


###

Para mais informações: Bispo Patrick Streiff, presidente – bishop@umc-europe.org

Sign up for our newsletter!

SUBSCRIBE

Latest News

Daily Digest - May 21, 2019

Summit plans inclusive Methodist movement; Hiwassee dental program saved; Venezuelan migrants
General Church
The Revs. Anna Blaedel and Alex da Silva Souto officiate at a communion service concluding the Our Movement Forward conference. The event was geared toward starting a new Methodist movement centered on the voices of people of color and LGBTQ individuals. Photo by Heather Hahn, UM News.

Summit plans inclusive Methodist movement

Some 350 U.S. United Methodists gathered May 17-18 to discuss what a new Methodist expression centered on the marginalized might look like.

Daily Digest - May 20, 2019

Church continues grappling with GC2019 vote; Retiree finds bliss in mission work; Discipline addendum