Metodistas Unidos mortos em enchentes no Congo

Translate Page

Pontos chave:

  • Mais de 175 pessoas, incluindo 15 Metodistas Unidos, morreram após chuvas torrenciais terem feito transbordar o rio Chibira no Kivu Sul. Uma família da igreja perdeu 13 membros.
  • O Rev. Clément Kingombe Lutala, superintendente do distrito de Bukavu, disse que 300 pessoas ficaram feridas e mais de 500 casas foram destruídas na aldeia de Bushushu.
  • O Bispo do Congo Oriental, Gabriel Yemba Unda, apelou à oração e à intervenção dos parceiros da Igreja para ajudar as pessoas afetadas pela catástrofe.

Mais de 175 pessoas, incluindo pelo menos 15 Metodistas Unidos, foram mortas depois que chuvas torrenciais transbordaram o rio Chibira em Kivu do Sul, disse o superintendente distrital da igreja em Bukavu.

O Rev. Clément Kingombe Lutala disse que as inundações noturnas de 4 e 5 de maio foram catastróficas na aldeia de Bushushu, onde uma família da igreja perdeu 13 membros. Ele disse que 300 pessoas ficaram feridas e mais de 500 casas foram destruídas.

Herve Cibugi Eli, a 26-year-old United Methodist student at the Higher Pedagogical Institute of Bukavu, lost his parents and 11 other family members after flooding May 4 and 5 in Kalehe, Congo. Photo by Philippe Kituka Lolonga, UM News. 
Herve Cibugi Eli, um estudante Metodista Unido de 26 anos do Instituto Pedagógico Superior de Bukavu, perdeu os seus pais e 11 outros membros da família após as inundações de 4 e 5 de maio em Kalehe, Congo. Foto de Philippe Kituka Lolonga, Notícias MU.

Herve Cibugi Eli, um estudante da Metodista Unida de 26 anos do Instituto Pedagógico Superior de Bukavu, perdeu os pais e 11 outros membros da família. “Tornei-me órfão na sequência desta catástrofe natural e não posso fazer nada porque é a vontade de Deus”, disse ele. O Pastor Henock Museura Sage, que lidera o Circuito de Kalehe, disse que a Igreja Metodista Unida tem estado presente na aldeia de Bushushu desde 2020.

Há um quarteirão na aldeia “onde acabamos de perder tudo”, disse ele.

“É uma desolação total para a Igreja Metodista Unida, que acabou de perder os seus combatentes no meio dos campos missionários de evangelismo”, disse Sage.

Moise Mwango, um voluntário do Distrito de Bukavu treinado pelo Gabinete de Gestão de Catástrofes local apoiado pelo Comissão Metodista Unida de ajuda, examinou os danos na aldeia. Mwango disse que as necessidades são enormes porque os sobreviventes estão vivendo em condições desumanas.

O governo declarou um dia de luto nacional em 8 de maio, disse Patrick Muyaya, Ministro da Comunicação do Conselho de Ministros, presidido pelo Presidente congolês Felix Tshisekedi Tshilombo.

O Bispo do Congo Oriental, Gabriel Yemba Unda, solidarizou-se com as famílias afetadas pela catástrofe. O bispo disse que a região tem sido afetada pela agitação civil e pela devastadora erupção do vulcão em 2021.

“As inundações (estão) a piorar a situação, esfregando a faca nas feridas ainda abertas e a sangrar”, disse, acrescentando que a catástrofe causa a deslocação maciça de populações já destituídas.

“Exorto-vos a olhar para o Senhor, o nosso Deus, o Todo-Poderoso, o qual é o nosso consolador neste tempo de grande angústia e crise de esperança, e quando desesperamos, que a mão poderosa do Senhor se manifeste na nossa vida", disse Unda.

Como Ajudar

As doações podem ser feitas para o International Disaster Response and Recovery Advance #982450 do do Comitê Metodista Unido de Socorro.

" Peço uma mobilização total em oração, e a intenção é que o Senhor da paz cure os corações despedaçados das viúvas e dos órfãos, e de todos os que vivem atualmente numa situação de privação total. Porque ele é o protetor das viúvas e dos órfãos (Salmos 146:9).

Unda acrescentou que a igreja no leste do Congo precisa de ajuda para ajudar este povo de Deus em crise. "É por isso que me dirijo aos nossos parceiros tradicionais e a todos os homens e mulheres de boa vontade para uma intervenção urgente em Kalehe, Uvira Isangi, Kisangani e Kindu.

“Que o Eterno, nosso Deus, Mestre dos tempos e das circunstâncias, nos abençoe abundantemente a todos e conforte as famílias provadas por esta catástrofe.”

Roland Fernandes, alto executivo dos Ministérios Globais Metodistas Unidos e UMCOR, ofereceu orações para os afetados e observou que os esforços de socorro começaram na região.

"Na sequência desta inundação catastrófica, lamentamos ao lado das famílias congolesas que perderam entes queridos e oramos pela segurança daqueles que estão agora deslocados. Através da UMCOR, a Igreja Metodista Unida tem coordenadores locais de gestão de desastres no leste do Congo que apoiam os esforços de socorro à medida que a escala deste desastre é avaliada", disse ele.

Kituka Lolonga é um comunicador na Conferência de Kivu

 

*Contacto de comunicação social: Julie Dwyer, editora de notícias, [email protected] ou 615-742-5469. Para ler mais notícias da Igreja Metodista Unida, subscreva os resumos diários ou semanais gratuitos.

**Amanda Santos é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para Rev. Gustavo Vasquez, editor de notícias, [email protected]

Missão
Bispa Joaquina Filipe Nhanala da Área Episcopal de Moçambique faz o lançamento da pedra para a construção do aviário em Gondola. Foto de Eurico Gustavo.

Iniciativa Bispo Yambasu oferece esperança no Norte

Os membros da Igreja estao ajudando no combate a inseguranca alimentar no Norte de Mocambique, atraves da Iniciativa Agricola Yambasu. Uma subvencao de $245,000 ajudara na formacao dos membros da igreja na plantacao de novas culturas, processamento, comercializacao e para o consumo familiar.
Missão
Roland Fernandes, executivo de alto nível dos Ministérios Globais, dirige-se aos delegados da Consultação da Missão em África em Maputo, Moçambique, de 17 a 19 de Abril. A reunião permitiu à agencia ouvir e envolver os bispos, delegados e parceiros na missão no continente. Foto do Rev. Isaac Broune, Notícias da UM.

Consultação traça caminho para a igreja missional

A Junta dos Ministérios Globais da Metodista Unida reuniu-se em Maputo, Moçambique, para ouvir e envolver parceiros em África sobre os programas de missão.
Agências gerais
O Companheiro da Missão Global Steven Chigandza (centro) recebe bênçãos durante um culto de comissionamento em 20 de abril na Igreja Metodista Unida de Malanga em Maputo, Moçambique. Impondo as mãos em Chigandza estão (no sentido horário da esquerda) Hannah Hansen, directora de serviço missionário de jovens adultos nos Ministerios Globais, a Rev. Judy Chung, directora executiva de serviço missionário no Ministerios Globais. Alto executivo dos Ministérios Globais, Roland Fernandes, Bispo Hee-Soo Jung e Bispa Joaquina Nhanala. Foto de Roque Facela.

Reuniões dos Ministérios Globais focam na missão na África

A Junta dos Ministerios Globais da Metodista Unida reuniu-se este mês em Moçambique para colaborar com os Metodistas Unidos Africanos no trabalho missionário e o objectivo comum de ajudar a igreja em África a tornar-se autossustentável.

 

United Methodist Communications is an agency of The United Methodist Church

©2023 United Methodist Communications. All Rights Reserved