Pastores de Angola Oeste Recebem Formação Sobre a COVID-19


Dr. Franco Mufinda, Secretário de Estado Para a Saúde Publica da República de Angola falando aosnossos microfones. Luanda, foto de Augusto Bento.
Dr. Franco Mufinda, Secretário de Estado Para a Saúde Publica da República de Angola falando aosnossos microfones. Luanda, foto de Augusto Bento.
Os Metodistas na ConferênciaAnual do Oeste de Angola têm estado a apoiar a luta para conter a propagação do vírus da Covid-19 desde o surgimento da pandemia em Fevereiro deste ano.
 
Para preparar os seus obreiros, a Conferênciapromoveu um seminário onde mais 150 pastores aperfeiçoaram os seus conhecimentos sobre as medidas de prevenção e combateaoCOVID-19 nos arredores onde se encontram as locais. A capela de Icolo e Bengo na capital do país Luanda,foi o lugar escolhido pelo Conselho Geral do Programa para albergar a actividade. 

O objectivo desta formação é formar os pastores que serão posteriormente formadores de agentes de sensibilização em suas igrejas locais e distritos.

“O país conta actualmente com cerca de 270 casos confirmados dos quais já dez (10) pessoas perderam a vida, 148 estão em tratamento e 93 foram recuperados,´´ disse Dr. Franco Mufinda secretário de sstado para a Saúde Pública da República de Angola.
 
Dr. Cláudia Sicato, Técnica da Direcção Provincial de Saúde de Luanda. Fazendo a demonstração da lavagem das mãos. Luanda, foto de Augusto Bento.
Dr. Cláudia Sicato, Técnica da Direcção Provincial de Saúde de Luanda. Fazendo a demonstração da lavagem das mãos. Luanda, foto de Augusto Bento.
´´Com esta formação, acreditamos que,os pastores da Metodista Unida poderão passar melhora informação aos membros e as comunidades a respeitarem as regras de biossegurança,” expressou Mufinda.

“A não violação das cercas sanitárias e fazer sempre o uso das mascaras bem como a lavagens das mãos,´´ explicou Mufinda, durante a sua intervenção aqueles pastores em Icolo e Bengo.
 
Durante o seminário foi feita a demonstração correcta da lavagem das mãos com água e sabão e a desinfecção com álcool em gel pela Dra. Cláudia Sicato.

“As nossas mãos durante o dia passam em muitas partes do nosso corpo, todo cuidado é pouco, ao higienizarmos as mãos, o movimento deve ser feito de forma direccionada e cobrindo toda mão até acima dos pulsos,´´ aconselhou a Dra. Cláudia Sicato, médica do hospital provincial de Luanda.
 
Revº. Mateus Afonso, Pastor da Igreja Metodista “Professora Juliana de Almeida.” Luanda, foto de Augusto Bento.
Revº. Mateus Afonso, Pastor da Igreja Metodista “Professora Juliana de Almeida.” Luanda, foto de Augusto Bento.
´´As pessoas hipertensas, crianças, e os diabéticos,estãopropensas a contrair o vírus da Covid-19,dai que devem cuidar-se e cumprir as regras e, em caso de sintomas como tosse e febre alta, devem logo isolar-se e ligar para as urgências médicas para buscar conselho e auxílio,” aconselhou Sicato.

A sessão de abertura contou com a presença do Dr. Franco Mufinda, secretário de estado para a Saúde Pública de Angola, de Sua Excelência senhor Máro Júnior Comissário-Chefe da Policia Nacional em Luanda e também deMembros da Direcção Provincial da Saúde de Luanda que foram convidados para o efeito.
 
Foram capacitados neste treinamento, os superintendentes dos Distritos Eclesiásticos de Cabinda, Zaire, Bengo, Kwanza Norte, Cunene e Uíge, uma vez que os mesmos se encontram retidos em Luanda devido a cerca sanitária que já dura mas de 90 dias.

Revª. Rosa Valentim, Pastora do Distrito do Bengo. Luanda, foto de Augusto Bento.
Revª. Rosa Valentim, Pastora do Distrito do Bengo. Luanda, foto de Augusto Bento.
Na entrada do templo da Igreja de Icolo e Bengo, os Pastores foram submetidos a medição da temperatura do corpo com termómetro conforme orienta o Ministério da Saúde e a OMS (organização Mundial da Saúde), e receberam cada uma mascara e um frasco de álcool para desinfectar as mãos.
 
“Todos nós saímos daqui com a missão de despertarmos os nossos concidadãos e membrosda igrejasobre os cuidados a terem com a saúde em tempo de pandemia,” afirmou Mateus Afonso, pastor da Igreja de Professora Juliana de Almeida e participante da formação.

“É bem verdade que depois de tudo que aprendemos aqui, vamos fazer a réplica nas nossas igrejas de modo que a mensagem e o conhecimento cheguem a todos,´´ afirmou Rosa Valentim, uma das Pastoras da Intendência de Nambuagongo.

No final da formação,o presidente do Conselho Geral do Programa da CAOA RevºVladmir Agostinho, apresentou a área de produção de máscaras que é coordenada pela direcção Geral de Mulheres da Conferência, tendo dito: “Os Metodistas em Angola e no mundo, estão dando o seu máximo. Este treinamento é mais uma acção dentre várias que temos vindo a desenvolver para dar resposta na luta contra a pandemia da COVID-19. Antes do projecto das máscaras, nós já distribuímos também mais de 800 cestas básicas a irmãos de outras denominações religiosas.”

Revº. Vladmir Agostinho, Presidente do Conselho Geral do Programa. Luanda, foto de Augusto Bento.
Revº. Vladmir Agostinho, Presidente do Conselho Geral do Programa. Luanda, foto de Augusto Bento.
As mulheres do Oeste até ao momento já produziram mais de 3.000 máscaras que foram distribuídas nas comunidades mais carentes nos arredores das nossas igrejas.
 
De acordo com o Jornal de Angola na sua edição de 30.06.20 diz que o total de amostras recebidas, desde o inicio da pandemia no país é de 23.963. Destas 259 são positivas, 18.372 negativas e as restantes em processamento.

Até ao momento, as igrejas em Luanda e Kwanza Norte vão permanecer encerradas por serem as únicas onde a doença se manifestou.
 
*Bento é o comunicador da Conferência de Angola Oeste das Notícias Metodista Unida.Contacto com a imprensa: Revº Gustavo Vasquez, editora de notícias, [email protected] Para ler mais notícias da Metodista Unida, inscreva-se nos resumos quinzenais gratuitos.

Contacto com a imprensa: Revº. Gustavo Vasquez, editora de notícias, [email protected] ou 615-742-5400. Para ler mais notícias da Metodista Unida, inscreva-se nos resumos quinzenais gratuitos.
Igreja Local
Linda Dobbyn, paroquiana da Primeira Igreja Metodista Unida de Vincennes, em Vincennes, Indiana, usa um novo serviço chamado Sermão por Telefone para ouvir um sermão do Rev. Matt Swisher intitulado “Liderando por Servir”. Foto de Richard Dobbyn.

Igrejas avaliam opções para alcançar idosos

Em algumas igrejas pequenas ou rurais, o correio tradicional e os telefones ainda desempenham um papel importante para manter o contato com os membros da congregação.
Missão
Irmão José Lunda explicando à uma anciã da Aldeia do Mbango sobre COVID-19 e sobre o que deve fazer para prevenir-se dela. Foto de João Nhanga.

Metodistas Unidos e o estado angolano lutam pela mesma causa

Em meio ao caos, mortes, fome e a busca de bens essenciais de primeira necessidade, do confinamento e da grande crise económica mundial, a Igreja e o Estado angolano (Ministério da Saúde) formam mais de 40 facilitadores voluntários, dentre jovens, líderes comunitários e tradicionais, leigos, pastores e professores da Faculdade de Teologia do Quéssua, sobre a matéria de prevenção para servirem à populações mais vulneráveis durante a pandemia de COVID-19.
Igreja Local
Américo Nhassengo à esquerda e Valmi Isaías à direita, demarcando o pátio da paróquia da Beira. Foto de Eurico Gustavo.

No norte de Save, igreja alegremente prepara-se para a retoma dos cultos

As medidas de relaxamento que incluirão a retoma dos cultos trazem esperança a milhares de fiéis da Metodista Unida no Norte do Save, que se encontram fisicamente distanciados desde março.