Ministério que ajuda sobreviventes de violência sexual é homenageado com prêmio

Translate Page

Pontos chave:

  • Kit Evans-Ford, uma das vencedoras do Prêmio Investidor Wesleyano Tom Locke em 2022, iniciou uma organização para empregar mulheres sobreviventes de violência sexual.
  • Investidor Wesleyano, anteriormente o Fundo de Desenvolvimento Metodista Unido, é uma organização sem fins lucrativos nacional de 50 anos que investe em liderança espiritual inovadora.
  • Os ganhadores do Prêmio Locke recebem US$ 50.000 para aumentar sua liderança e seu potencial inovador.

Kit Evans-Ford, fundadora da Argrow’s House of Healing and Hope (Casa de Cura e Esperança de Argrow), é uma dos quatro líderes espirituais diversos que receberão o Prêmio de Líder Inovador Tom Locke 2022 do Wesleyan Investive (Investidor Wesleyano) em uma cerimônia virtual em 22 de maio.

A Casa Argrow, nomeada em homenagem à avó de Evans-Ford, começou em 2017 em Davenport, Iowa. A empresa social fabrica produtos de banho e corpo e emprega mulheres vítimas de violência. A Casa Argrow também oferece serviços gratuitos para sobreviventes de abuso.

“Esse trabalho não é fácil. É um compromisso vitalício que exige muita energia e recursos pessoais”, disse Evans-Ford. “Ser abençoada por este prêmio é muito afirmativo e me permite saber que este trabalho não é em vão.”

Kit Evans-Ford e sobreviventes de mãos dadas em frente à Casa de Cura e Esperança de Argrow em Davenport, Iowa. A empresa social, que fabrica e vende produtos de banho e corpo, foi fundada para fornecer um lugar seguro para mulheres que se recuperam de abuso doméstico para ganhar um salário digno. Foto cortesia de Kit Evans-Ford.  
Kit Evans-Ford e sobreviventes de mãos dadas em frente à Casa de Cura e Esperança de Argrow em Davenport, Iowa. A empresa social, que fabrica e vende produtos de banho e corpo, foi fundada para fornecer um lugar seguro para mulheres que se recuperam de abuso doméstico para ganhar um salário digno. Foto cortesia de Kit Evans-Ford.
Uma seleção de produtos de banho e corpo disponíveis na Casa de Cura e Esperança de Argrow, Davenport, Iowa. Foto cortesia da Casa de Argrow. 
Uma seleção de produtos de banho e corpo disponíveis na Casa de Cura e Esperança de Argrow, Davenport, Iowa. Foto cortesia da Casa de Argrow. Para saber mais sobre a Casa de Argrow, clique aqui.

Evans-Ford cresceu em Mebane, Carolina do Norte, e a maioria das mulheres de sua família eram ativas na Igreja Episcopal Metodista Africana. No entanto, levou muitos anos até que sua mãe e sua avó pudessem se tornar uma anciã local e diaconisa local. Sua mãe não foi ordenada como anciã local até seus 50 anos e sua avó se tornou uma diaconisa local apenas alguns meses antes de falecer aos 70 anos.

Ela disse que ver sua avó pregando seu primeiro sermão em uma cadeira de rodas foi uma imagem poderosa: “Isso me mostrou como é esse compromisso com Cristo mesmo em circunstâncias difíceis”.

Prêmios de Líder Inovador Tom Locke

Os outros vencedores de 2022 do Prêmios de Líder Inovador Tom Locke são:

  • David M. Bailey, fundador da Arrabon em Richmond, Virgínia, uma organização sem fins lucrativos que cultiva a cura e a reconciliação em um mundo racialmente dividido.
  • Coté Soerenes, cofundador e co-proprietário da Resistencia Coffee (Café Resistência) em Seattle.
  • Shannon Hopkins, cofundadora e líder de cultivo da Rooted Good (Bem enraizado), Londres, Reino Unido.

Wesleyan Investive (Investimento Wesleyano), anteriormente o United Methodist Development Fund (Fundo de Desenvolvimento Wesleyano), é uma organização sem fins lucrativos nacional de 50 anos que investe em liderança espiritual inovadora. Tom Locke é presidente da Investimento Wesleyano e este é o segundo ano que a organização realiza essas premiações.

Locke disse que esses prêmios se destinam a “promover a coragem de experimentar coisas novas e aprender”. Os destinatários recebem US$ 50.000 para aumentar sua liderança e potencial inovador.

Os vencedores dos prêmios são convidados a participar de uma coorte com outros destinatários para aprender e crescer juntos.

Evans-Ford também testemunhou abuso em sua família.

“Minha avó se casou com 14 anos. Meu avô tinha 27 anos e tinha problemas com alcoolismo. Havia a realidade do abuso no casamento”, disse ela. “Eu cresci vendo isso, então ainda jovem me envolvi com organizações de prevenção da violência.”

Em seu caminho para trabalhar pela não-violência, ela se juntou ao Peace Corps (Corpo da Paz), onde se tornou uma sobrevivente de uma agressão sexual “extremamente violenta”.

“A maior parte do meu ministério estava evoluindo em meio à minha própria cura”, disse ela. “A Argrow's House era na verdade meu último trabalho no seminário.”

Enquanto ainda trabalhava no Corpo da Paz, ela também estava testemunhando no julgamento do homem que a agrediu. O homem, que ela disse ser um estuprador em série, foi condenado e sentenciado a 46 anos de prisão.

“Fazer esse trabalho e entender o que seria útil para os sobreviventes de trauma teve um significado mais profundo para mim, porque eu precisava entender o que me ajudaria a sobreviver”, disse ela.

Evans-Ford é treinadora e ativista há 14 anos na área de educação não-violência.

Ela é professora adjunta no departamento de teologia da Universidade St. Ambrose e é organizadora de ação evangelística para o Pace e Bene Nonviolence Service (Serviço de Não Violência Pace e Bene – ou do italiano, “Paz e Bem”). Ela organizou milhares de ações de paz em todo o mundo.

Evans-Ford também é autora de “101 Testemunhos de Esperança: Histórias de Vida para Incentivar Sua Fé em Deus” e “Um Livro Infantil sobre o Bispo Richard Allen: Uma Jornada Não-Violenta”. Allen fundou a Igreja Episcopal Metodista Africana.

Ela quer fornecer mais moradia para mulheres sobreviventes e expandir seu empreendimento social.

“A Igreja Metodista Unida está muito ligada à minha jornada”, disse ela. “Foi a Igreja Metodista Unida, através de uma doação da Junta Metodista Unida da Igreja e Sociedade, que me deu os fundos para comprar nosso primeiro balde de óleo de coco”, disse ela, rindo.

“Eu amo a Igreja Metodista Unida, que me apoiou em todas as etapas do meu ministério.”

Kit Evans-Ford, uma das vencedoras do Prêmio Investidor Wesleyano Tom Locke para 2022, trabalha na fabricação de um produto de bálsamo de banho na Casa de Cura e Esperança de Argrow, Davenport, Iowa. Os produtos de banho e corpo totalmente naturais são feitos e ajudam a apoiar mulheres sobreviventes de abuso. Foto cortesia de Kit Evans-Ford.  
Kit Evans-Ford, uma das vencedoras do Prêmio Investidor Wesleyano Tom Locke para 2022, trabalha na fabricação de um produto de bálsamo de banho na Casa de Cura e Esperança de Argrow, Davenport, Iowa. Os produtos de banho e corpo totalmente naturais são feitos e ajudam a apoiar mulheres sobreviventes de abuso. Foto cortesia de Kit Evans-Ford.

*Gilbert é um escritor freelance em Nashville, Tennessee.Contato da mídia de notícias: Julie Dwyer em [email protected]. Para ler mais notícias dos Metodistas Unidos, assine os resumos quinzenais gratuitos.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected].


Gostou do que está lendo? Apoie o ministério da Notícias MU! Seu apoio garante que as últimas notícias denominacionais, histórias dinâmicas e artigos informativos continuem a conectar nossa comunidade global. Faça uma doação dedutível de impostos em ResourceUMC.org/GiveUMCom.

Conferência Anual
O Rev. Andrew C. Kjorlaug, um ancião da Conferência do Arkansas e capelão do Exército dos EUA, apresenta uma resolução na Conferência Anual do Arkansas que convida a delegação do Congresso do estado a agir sobre a “legislação responsável sobre armas de fogo”. Em um ano que viu vários tiroteios em massa, o Arkansas estava entre várias conferências Metodistas Unidas pedindo aos líderes eleitos que fizessem mais para regular as armas. Captura de tela cortesia da Conferência do Arkansas via YouTube pela Notícias MU.

Conferências agem a respeito da violência armada

Mesmo que as conferências anuais se encontrem no meio de discussões sobre desfiliações da igreja local e desacordos sobre a inclusão LGBTQ, elas estão pedindo ação e aprovando resoluções, além da retórica e dos chamados necessários à oração, sobre o grave problema da violência armada na sociedade americana.
Preocupações Sociais
Durante uma vigília de oração em 5 de julho, o Rev. Cal Haines de Lake Bluff, Diácono Patricia Bonilla de Grace UMC e o Rev. Esther Lee, da Christ UMC em Deerfield, segure velas e lembre-se das vítimas e feridos no desfile de 4 de julho em Highland Park. Foto cortesia da Conferência Anual do Norte de Illinois.

Comunidades religiosas se reúnem para lamentar, lembrar e orar após a tragédia do Desfile de Highland Park

A IMU Cristo abriu suas portas para a comunidade para uma vigília de oração no dia 5 de julho, cantando o hino “Amazing Grace”, com leitura das escrituras, iluminação de velas e um momento para lembrar as vítimas e suas famílias.
Preocupações Sociais
Para a organização de mulheres, a decisão do Tribunal levanta muitas incertezas e pode afetar não apenas o clima, mas a capacidade do governo de fazer cumprir as leis relacionadas à saúde pública, direitos dos trabalhadores, ar e água potável e muito mais. A decisão pode resultar na redução do financiamento para a transição nacional de energia limpa. Foto cortesia do Wikimedia Commons.

Mulheres Unidas na Fé se opõem à decisão da EPA da Suprema Corte

A decisão da Suprema Corte em West Virginia v. A EPA marca um grande revés na luta contra a crise climática, limitando a capacidade da EPA de estabelecer padrões eficazes e necessários para reduzir a poluição por gases de efeito estufa de usinas de energia.