A Questão Metodista: Como John Wesley capacitou os leigos?

Translate Page

Quase todos os líderes das primeiras sociedades metodistas eram leigos. John Wesley estabeleceu um sistema para desenvolvê-los e capacitá-los, organizando-os em pequenos grupos, para prestar contas e apoiar a vida cristã. A intenção era ajudar as pessoas a se tornarem discípulos que vivem seu amor a Deus e ao próximo.

A cada semana, os pequenos grupos - ou “classes” - de 12 a 15 membros de uma sociedade metodista se reuniam semanalmente com seu líder para relatar como estavam vivendo sua fé quando respondiam à pergunta: “Como está sua alma?”, guiado pela regra metodista da vida, as Regras Gerais.

Os líderes de classe, nomeados por Wesley, eram mulheres e homens leigos que podiam confiar na formação espiritual e no cuidado de outras pessoas. Eles serviram como modelos, mentores e treinadores de discipulado para os metodistas em sua busca pela santidade do coração e da vida. Os líderes de classe participaram do trabalho pastoral que precisava ser realizado quando o clero ou coordenador do circuito estava ausente. Eles foram os discípulos que fizeram discípulos.

As Regras Gerais são práticas simples e diretas destinadas a ajudar as pessoas a viverem os ensinamentos de Jesus, conforme resumido em Mateus 22: 37-40 (NRSV):

“'Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente.'” Este é o maior e primeiro mandamento. E um segundo é o seguinte: 'Amarás o teu próximo como a ti mesmo'. Sobre estes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.”

Os alunos formaram hábitos de (1) não fazer mal, evitando todo tipo de mal; (2) fazer o bem a todas as pessoas; e (3) participar de todas as ordenanças de Deus, como participar do culto, receber comunhão, ler a Bíblia, orar e jejuar.

Não fazer mal e fazer o bem ajudou os metodistas a amarem seus vizinhos como a si mesmos. Ao “cumprir todas as ordenanças de Deus”, eles aprenderam a amar a Deus com todo o coração, alma e mente.

E, ao se reunir dessa maneira toda semana, eles estavam "cuidando um do outro em amor".

Wesley observou: “Conselhos ou repreensões eram dados conforme a necessidade, disputas decididas, desentendimentos removidos: e depois de uma ou duas horas gastas nesse trabalho de amor, eles concluíam com oração e ação de graças.” (Um relato claro do povo chamado metodista II.6)

Exigir que todos os metodistas se encontrassem semanalmente em sua classe e depois na reunião da sociedade em geral no domingo à noite era a principal maneira de John Wesley equipar e capacitar os leigos. Essa disciplina semanal de responsabilidade mútua, incentivo e apoio para viver a vida cristã mudou a vida das pessoas e equipou os leigos a participar com Cristo na missão de Deus no mundo.


Tem perguntas? Pergunte ao UMC  ou converse com um pastor  perto de você. E confira outras  perguntas e respostas recentes.

 

* Este conteúdo foi produzido por Pergunte à UMC, um ministério da Comunicações Metodista Unida.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

Membros e apoiadores da Coalition of Immokalee (Fla.) Workers (Coalizão de Trabalhadores de Immokalee) oram em Nashville, Tennessee, na conclusão de um protesto contra a recusa da rede de supermercados Publix em aderir a um programa trabalhista de direitos dos trabalhadores agrícolas. O Livro de Resoluções da Igreja Metodista Unida exige que os empregadores "tratem os trabalhadores agrícolas e suas famílias com dignidade e respeito". Foto por Mike DuBose, Notícias MU.

A Questão Metodista: A Igreja Metodista Unida apoia os direitos dos trabalhadores?

A Igreja Metodista Unida apoia os direitos dos trabalhadores como parte de uma herança histórica que remonta aos primórdios do Metodismo na Inglaterra.
Agências gerais
Membros da comunidade passam por um local de distribuição de alimentos para o Comitê Metodista Unido de Alívio após o tufão Haiyan em Dagami, Filipinas. Foto por Mike DuBose, Notícias MU.

A Questão Metodista: Como posso ajudar quando ocorre um desastre?

Você pode se tornar um voluntário, ser treinado como atendente de emergência, contribuir com dinheiro ou suprimentos através da UMCOR (Comitê Metodista Unido de Ajuda).
Missão
Jejuar limitando comida e bebida, acompanhado de oração e leitura devocional, é uma prática espiritual importante para se aproximar de Deus. Foto por congerdesign, cortesia de Pixabay.

A Questão Metodista: O que a UMC diz sobre o jejum?

Os Metodistas Unidos praticam jejum e abstinência. Aprenda por que o jejum é importante para os cristãos.