Grupos de base falam sobre a Igreja Metodista Unida

Translate Page

Pontos chave:

  • Em uma época de desfiliação da igreja, algumas conferências viram grupos de base surgirem para defender a permanência na Igreja Metodista Unida.
  • Os grupos têm nomes como Stay UMC (Permaneça UMC), Celebrate UMC (Celebrar UMC), That We May Be One (Que possamos ser um), Arkansans Staying United (Arkansans Permanecendo Unido) e Abide South Georgia (Manter South Georgia).
  • Fornecer informações e combater o que eles veem como desinformação é um objetivo fundamental para os grupos.

O Rev. Cory Smith é pastor na Conferência Alabama-West Florida, onde mais do que algumas igrejas tradicionalistas estão prestes a se desfiliar da Igreja Metodista Unida e outras estão avaliando suas opções.

Mas Smith é um líder determinado do Celebrate UMC (Celebrar UMC), um grupo de clérigos e leigos do Alabama-West Florida que estão agitando a bandeira Metodista Unida.

“O objetivo do Celebrate UMC é apoiar, encorajar e fornecer recursos para aqueles que desejam permanecer na UMC”, disse Smith, pastor da Igreja Metodista Unida Auburn, em Auburn, Alabama.

Celebrar a UMC patrocinou um evento em 13 de junho no Huntingdon College, afiliado aos Metodistas Unidos, em Montgomery, Alabama. Cerca de 400 pessoas quase encheram a capela para ouvir o Rev. Tom Berlin, um veterano delegado da Conferência Geral e candidato endossado a bispo da Conferência da Virgínia – e um forte defensor da Igreja Metodista Unida.

Smith considera aquela noite um ponto de virada para ele e para os membros do Alabama-West Florida. 

“Havia uma grande energia na sala porque um evento focado em permanecer na UMC nunca havia sido realizado em nossa conferência”, disse ele. “Foi o ponto de partida para uma nova narrativa em nossa conferência. Desde então, os clérigos que desejam permanecer na UMC se sentiram mais conectados e empoderados”.

O Alabama-Oeste da Flórida é uma das poucas conferências dos EUA que veem discussões e ações consideráveis em torno da desfiliação, mas também o surgimento de coalizões de base que defendem a permanência na Igreja Metodista Unida. 

Eles, de fato, intensificaram-se para combater as mensagens de grupos tradicionalistas e pró-desfiliação, como Good News (Boas Notícias) e a Wesleyan Covenant Association (Associação do Pacto Wesleyano). 

Na Conferência do Norte do Alabama, há o Stay UMC (Permanecer UMC), que existe desde 2020 e tem uma presença robusta na Internet. 

“Todo o nosso site tem como objetivo persuadir as pessoas a considerarem permanecer na denominação”, disse o Rev. Steve West, líder da Stay UMC e pastor da Primeira Igreja Metodista Unida em Jacksonville, Alabama.

Na Conferência da Geórgia do Sul, há um grupo recém-formado chamado Abide South Georgia (Manter South Georgia), que lançou seu próprio site de informações.

Abide South Georgia, a grassroots group formed within the South Georgia Conference, has launched an information website advocating for remaining in The United Methodist Church. Logo courtesy the Rev. Jon Brown. 
Abide South Georgia, um grupo de base formado dentro da Conferência da Geórgia do Sul, lançou um site de informações defendendo a permanência na Igreja Metodista Unida. Logo cortesia do Rev. Jon Brown.

Os sul-georgianos foram inspirados pelo Stay UMC.

“Eles realmente foram o impulso”, disse o Rev. Jon Brown, um dos organizadores de Abide South Georgia e pastor associado da Igreja Metodista Unida de Vineville em Macon, Geórgia. “Gostamos muito do que eles fizeram, mas parecia focado em sua própria conferência. Nós dissemos: 'Bem, e se fizéssemos o nosso próprio?'”

A Conferência do Arkansas tem o Arkansans Staying United (Arkansas Permanecendo Unido), que tem uma página no Facebook com mais de três mil seguidores, e a Conferência do Texas é o lar do That We May Be One (Que possamos ser um).

Este último grupo começou em 2016 com o objetivo de promover a unidade e o entendimento entre os membros da conferência com diferentes perspectivas teológicas.

Mas hoje em dia, That We May Be One está tentando garantir que informações precisas e uma perspectiva pró-Metodista Unida cheguem às reuniões onde decisões difíceis estão sendo consideradas. 

“O que estamos trabalhando principalmente é tentar ajudar as igrejas que estão no processo de discernimento”, disse a Revda. Lindsay Kirkpatrick, pastora da Igreja Asbury (Metodista Unida) em Pasadena, Texas.

Kirkpatrick acredita que o #BeUMC e outros esforços amplos para defender a denominação são vitais, mas não podem substituir grupos locais.

“O que temos que eles não têm são relacionamentos”, disse ela. 

Ninguém contesta que a Igreja Metodista Unida está em uma época difícil. 

Décadas de conflito interno, especialmente sobre como aceitar ser homossexual, levaram um grupo diversificado de líderes da igreja a propor uma divisão denominacional formal em janeiro de 2020. O Protocolo Reconciliation and Grace Through Separation (Reconciliação e Graça Através da Separação) permitiria que as igrejas tradicionalistas deixassem suas propriedades e formassem uma nova denominação, recebendo US$ 25 milhões para começar.

Mas a pandemia adiou até 2024 a Conferência Geral na qual qualquer proposta de separação poderia ser aprovada. Enquanto isso, uma denominação dissidente tradicionalista, a Igreja Metodista Global, começou a operar no início deste ano.

As igrejas que desejam se desfiliar podem se valer do § 2.553 do Livro de Disciplina, que lhes permite ser liberadas da cláusula fiduciária da denominação e sair com seus bens — desde que cumpram determinadas obrigações processuais e financeiras. Essa oportunidade expira no final de 2023.

Desde 2019, as conferências anuais aprovaram cerca de 680 desfiliações, de acordo com uma revisão da Notícias Metodista Unida dos relatórios das conferências anuais dos EUA, jornais de conferências publicamente disponíveis e as sessões especiais da conferência anual realizadas até agora. Isso representa uma pequena porcentagem das mais de 30.000 igrejas Metodistas Unidas nos EUA.

Ainda assim, as conferências onde os grupos de base pró-Metodistas Unidos estão ativos tendem a ver uma ação significativa de desfiliação. 

A Conferência da Geórgia do Sul aprovou 62 resoluções de desfiliação da igreja em uma sessão especial de 20 de agosto. Alabama-West Florida espera lidar com cerca de 30 quando se reunir em sessão especial em 12 de novembro. A grande Conferência do Texas, que tem sua sessão especial em 3 de dezembro, relata que 71 de suas igrejas votaram pela desfiliação. 

Há cerca de uma dúzia de sessões especiais anuais programadas este ano para consideração de resoluções de desfiliação.  

À medida que muitas igrejas locais continuam a pesar o seu futuro, os grupos de base procuram assegurar às igrejas tradicionalistas que a Igreja Metodista Unida continuará a acolhê-las e valorizá-las. 

Os grupos também estão lutando para compartilhar fatos sobre o processo de desfiliação e combater o que consideram representações distorcidas da Igreja Metodista Unida.

“Estávamos cientes de que algumas igrejas estavam no processo de discernimento e estavam recebendo informações tendenciosas ou incompletas do pastor ou da liderança leiga”, disse West da Stay UMC. “Assumimos a responsabilidade de oferecer algum equilíbrio.”

O site da Stay UMC oferece material original, como um FAQ, bem como links para outras fontes, inclusive da Conferência do Norte do Alabama. O grupo também enviou oradores quando as igrejas em discernimento solicitaram um representante pró-Metodista Unido.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

O site de That We May Be One oferece uma ampla gama de recursos, incluindo um extenso documento “UMC Mythbusting” (Desvendando Mitos da UMC). A primeira seção refuta a alegação, feita por alguns defensores da desfiliação, de que a Igreja Metodista Unida está se afastando das crenças cristãs centrais. 

Outra seção contraria a ideia de que as igrejas que consideram a desfiliação precisam agir imediatamente. O That We May Be One enfatiza que o parágrafo 2553 ainda está em operação por mais 15 meses, e o grupo diz que está explorando se a Conferência do Texas poderia aprovar uma resolução estendendo um caminho de saída financeiramente suave além dessa data, para dar às igrejas todo o tempo necessário para fazer uma decisão importante.

“Em nossa opinião, há uma enorme sensação de falsa urgência”, disse Kirkpatrick.

Junto com informações escritas, o site do That We May Be One tem videoclipes com pastores da conferência, mas também com o Rev. Adam Hamilton, pastor da Igreja Metodista Unida da Ressurreição de 15.000 membros em Leawood, Kansas.

O grupo patrocinou Hamilton em conversas recentes na Igreja Metodista Unida Chapelwood de Houston e na Primeira Igreja Metodista Unida em Lufkin, Texas.

Após o evento de Houston, Hamilton postou isso no Facebook: “Multidão muito maior do que esperávamos e muito entusiasmo por Cristo e pela UMC”.

O trabalho dos grupos de base resultou em alguma igreja se afastando da desfiliação? 

Os grupos não estão alegando isso, mas acreditam que estão surtindo efeito.

“Definitivamente houve algumas igrejas que retardaram seu processo”, disse West.

Cory Smith e outros do Celebrate UMC certamente sentem que ajudaram a mudar a conversa na Conferência Alabama-West Florida. O grupo publicou recentemente uma carta aberta que está coletando assinaturas de apoio de clérigos e leigos e circulando nas mídias sociais.

“Acreditamos que nenhuma instituição ou denominação é perfeita, incluindo a Igreja Metodista Unida”, diz a carta, “mas esta Igreja nos chamou, nos nutriu e nos colocou em conexão com os filhos de Deus de nossa conferência e trabalharemos para torná-la melhor a cada dia.”

 

*Hodges é um escritor baseado em Dallas para o Notícias Metodista Unida. Heather Hahn contribuiu. Entre em contato com Hodges pelo telefone 615-742-5470 ou [email protected]. Para ler mais notícias dos Metodistas Unidos, assine os resumos quinzenais gratuitos.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected].

Church Leadership
O Rev. Bryant Phelps fala como parte de um painel de jovens clérigos em “Espaço à Mesa: Conversas de Esperança para o Futuro da IMU”. O evento de 16 de novembro foi na Igreja Metodista Unida Lovers Lane, em Dallas. Foto por Sam Hodges, Notícias MU.

Encontrando o 'próximo de Deus' para o Metodismo Unido

Centenas se reúnem em Dallas e online para o evento estimulado pela pandemia e desfiliações da igreja local: “Space at the Table: Conversations of Hope for the UMC Future" (Espaço à Mesa: Conversas de Esperança para o Futuro da IMU).
Conferência Anual
A Conferência Anual da Flórida tem cerca de 574 igrejas e 300 novas comunidades e ministérios de fé. A partida das 106 igrejas deixaria algumas comunidades da Flórida sem a presença Metodista Unida. Ilustração Rev. Gustavo Vasquez, Noticias MU.

Atualização sobre uma Moção para Arquivar os Processos de Desfiliação

Em meados de julho, 106 igrejas locais entraram com uma ação contra a Conferência da Flórida da Igreja Metodista Unida, buscando reivindicar seis acusações contra o bispo Carter e 12 outros líderes da igreja.
Área Geral da Igreja
Este gráfico, que foi criado para a Conferência Anual Mountain Sky, ilustra a intenção de colocar a missão e o ministério antes das conversas sobre desfiliação. A palavra "Belong" significa "Belong" em espanhol e é a mensagem deste processo de diálogo da conferência. Cortesia gráfica da Conferência Anual Mountain Sky.

Igrejas discernem se devem ficar ou partir

É um processo difícil para muitos decidir se devem ficar ou sair da Igreja Metodista Unida, e ainda mais difícil não ferir os outros ao fazê-lo. Pastores e líderes da igreja refletem sobre como estão tentando ser fiéis enquanto trabalham em uma decisão difícil.