Esperança e ajuda em tempos difíceis

Other Manual Translations: español

As medidas impostas em conexão com a crise de Corona têm um forte impacto na vida dos países da Europa Central e dos Balcãs. No entanto, a UMC não pode ser desestimulada de continuar dando sinais de esperança e fornecendo assistência concreta.

Legenda: Máscaras caseiras, produzidas na República Tcheca
 
A vida mudou drasticamente na Polônia, República Tcheca, Eslováquia, Hungria, Sérvia, Albânia, Macedônia do Norte, Bulgária e Romênia nos últimos dias. Não apenas as fronteiras foram fechadas, mas também escolas, instalações públicas de lazer e lojas. Especialmente nos países dos Balcãs, muitas pessoas agora estão preocupadas com o futuro. Como o sistema de saúde inadequado será capaz de lidar com a crise sem entrar em colapso? Será possível garantir o fornecimento de bens essenciais? E quais serão as consequências em termos de trabalho e renda, se o Estado não montar pacotes de medidas no valor de milhões ou até bilhões?

As congregações Metodistas Unidas nesses países estão tentando responder à situação atual com confiança, criatividade e grande compromisso. Os cultos da igreja e outros eventos tiveram que ser cancelados. Instituições como o jardim de infância KORAB, em Pivnice (Sérvia), o Christian Family Center PASTELKA, em Protivín (República Tcheca) ou o centro escolar e de aconselhamento para crianças ciganas, em Ohrid (Macedônia do Norte) também foram forçados a suspender temporariamente suas operações. Vários funcionários da UMC tiveram que passar por quarentena.
 
Mas isso não significa que a voz da Igreja tenha sido silenciada ou que não haja mais nenhum ato concreto de amor ao próximo. Pelo contrário. Em muitos países, os cultos da igreja são transmitidos na forma de transmissões ao vivo ou disponibilizados como arquivos de áudio / vídeo nos sites apropriados. Nesse contexto, a Comissão de Mídia da UMC na Hungria havia desenvolvido e publicado muito rapidamente um guia para eventos on-line da igreja. As experiências feitas até agora são muito positivas. Na Bulgária, por exemplo, mais pessoas são alcançadas hoje em dia do que nunca, como resultado do uso de meios técnicos.
 
Aqui e ali formas criativas são encontradas para ajudar as pessoas necessitadas. Na República Tcheca, por exemplo, onde existe uma obrigação geral de usar máscaras em público, as máscaras foram costuradas e distribuídas - especialmente para os sem-teto. Os funcionários do jardim de infância KORAB, em Pivnice (Sérvia) agora também produzem máscaras faciais. Em alguns lugares, foi oferecida ajuda para as tarefas e atividades diárias para ajudar os necessitados e, especialmente, os membros dos grupos de risco. E com a distribuição de alimentos, é feita uma tentativa de aliviar a necessidade.
 
No entanto, permanece um grande "mas". Onde as pessoas em todos os países da Europa Central e dos Balcãs não podem comprar o equipamento apropriado, as palavras de esperança transmitidas eletronicamente não chegam até elas. Onde as famílias ciganas com até nove filhos vivem em habitações sociais de um cômodo, as regras do "distanciamento social" dificilmente podem ser seguidas porque as crianças se movimentam ao ar livre, sem controle, apesar de tudo, ou o convívio próximo possui um grande potencial de conflito. Por parte dos funcionários da igreja, também é difícil manter os contatos pessoais anteriores com crianças individuais. Uma combinação de escassez de alimentos, além de produtos de higiene (máscaras, luvas, jalecos  descartáveis) e um aumento maciço de preços ameaçam a existência do Miss Stone Center em Strumica (norte da Macedônia).
 
Talvez especialmente em tempos como esses, fique claro se "igreja" é um substantivo ou um verbo.
 
*Urs Schweizer, Assistente do Bispo Patrick Streiff

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected] Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

Área Geral da Igreja
Mais de sete meses após o início da pandemia COVID-19, as perspectivas financeiras para conferências são decididamente místicas. Além da redução de doações, os tesouros da conferência afirmam que a situação não é terrível como parecia na primavera. Foto de Kathryn Price, Comunicações Metodistas Unidas. Gráfico de Laurens Glass, versão em português Rev. Gustavo Vasquez. Notícias MU.

Conferências perseveram sob pressão financeira

As conferências Metodistas Unidas estão oferecendo alívio às igrejas e encontrando maneiras de continuar a ministrar em meio às dificuldades causadas pela pandemia.
Área Geral da Igreja
Com o prazo final para o registro de eleitores se aproximando rapidamente em muitos estados, os Metodistas Unidos estão ajudando a registrar os eleitores para o dia da eleição em 3 de novembro nos EUA. Foto: Kathleen Barry; gráfico por Laurens Glass, Notícias MU.

Quer dar sua opinião? Igrejas incentivam votação

As igrejas Metodistas Unidas estão registrando eleitores nos EUA. “Podemos postar memes nas redes sociais. Mas se não comparecermos no dia da eleição, não teremos dito nada ", disse um pastor.
Missão
Rev. Boaventura Alfredo Mazive (o primeiro à esquerda), superintendente da Área de Maputo Cidade, na Liberdade, Província do Maputo. Mais de 15 igrejas reabriram em Maputo desde o fim do estado de emergência em Agosto, no entanto as medidas de segurança para protecção contra COVID-19 ainda devem ser observadas. Foto do arquivo, por João Sambo, UM News.

Métodos de biossegurança dão esperança para a reabertura de igrejas

No início de Agosto de 2020, quando o chefe de estado moçambicano anunciou a reabertura das escolas do ensino superior e os locais de cultos, muitos moçambicanos agradeceram a medida, porém conscientes de que os métodos de biossegurança são a esperança e o que garante a protecção do povo de Moçambique.