Declaração do Bispo sobre a morte de George Floyd

Translate Page

O bispo Bruce R. Ough emitiu a seguinte declaração após a  morte de George Floyd. Floyd, um homem negro, morreu em 25 de maio sob a custódia da polícia de Minneapolis, depois que um policial foi flagrado prendendo-o enquanto ele lutava para respirar.

Bispo Bruce Ough, Líder Episcopal da Conferência Anual de Minnesota. Foto: Mike DuBose, Notícias 

Bispo Bruce Ough, Líder Episcopal da Conferência Anual de Minnesota. Foto: Mike DuBose, Notícias MU.

Atualmente, há mais de uma pandemia devastando Minnesota e nosso país. Além de combater o COVID-19, somos assediados por uma pandemia de racismo, supremacia branca e violência branca sobre marrom ou preto. A morte trágica, carregada de raça e desnecessária de George Floyd nas mãos de quatro policiais de Minneapolis é apenas o mais recente surto dessa pandemia - e o Sr. Floyd é apenas a vítima mais recente. A lista de vidas negras que foram mortas desnecessariamente cresce a cada dia. A cultura difusa do racismo e da supremacia branca, cada vez mais incitada pela retórica política, cresce a cada dia. O medo entre os pais de crianças negras cresce a cada dia. A exibição de nossas leis contra perfis raciais e discriminação cresce a cada dia.

Aplaudo o prefeito Jacob Frey e a chefe da polícia de Minneapolis, Medaria Arradondo, por agirem de forma decisiva e rápida para demitir os policiais. Sou grato pelo FBI estar lançando uma investigação sobre direitos civis. Uno-me a muitos outros para exigir que a justiça prevaleça nesta situação. Estou orando pela família Floyd e pelos policiais e suas famílias.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

Agora, é nossa responsabilidade como pessoas de fé, e particularmente como seguidores de Jesus na tradição metodista, abordar essa pandemia generalizada de racismo. Somos compelidos a lidar com essa pandemia com a mesma intensidade e intencionalidade com a qual estamos lidando com o COVID-19.

Começamos reconhecendo que o racismo é pecado e antitético ao evangelho. Confessamos e denunciamos nossa própria cumplicidade. Nos posicionamos contra toda e qualquer expressão de racismo e supremacia branca, começando com as disparidades raciais, culturais e de classe em nosso estado e país, destacadas pela pandemia de coronavírus. Nós soamos o clarim em apelo a erradicação do racismo. Desafiamos os líderes governamentais que acendem as chamas da divisão racial em busca de ganhos políticos. Examinamos nossas próprias atitudes e ações; toda mudança começa com corações transformados, cedendo continuamente à justiça e ao amor de Deus. 

Não vamos nos afastar ou ignorar a doença que vem destruindo nosso país e destruindo vidas há séculos. Essa doença - o pecado do racismo e da supremacia branca - nega os ensinamentos de Jesus e nossa humanidade comum, criada. Vamos renovar nossos esforços para erradicar a doença que realmente ameaça nossos ideais e as vidas, meios de subsistência e dignidade de muitos de nossos vizinhos.

Peço que você se junte a mim e continue orando pela família Floyd, bem como pelas muitas famílias cujas vidas foram tragicamente alteradas ou cujos medos foram aumentados como resultado dessa tragédia imperdoável. Que a graça, paz, justiça e visão de Deus da Comunidade Amada, dominem as forças do mal e da morte.

 

* Bispo Bruce R. Ough. Bispo Residente, Dakotas-Minnesota e Região, Igreja Metodista Unida

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected] Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

Conselho de Bispos
A Revda. Sharon Austin, candidata a bispa da Conferência da Flórida, é apoiada por outra delegada durante a reunião da Conferência Jurisdicional do Sudeste em Lake Junaluska, NC. Austin retirou sua candidatura em 3 de novembro e descreveu o processo como “humilhante”. Duas jurisdições Metodistas Unidas em lados opostos dos EUA lutaram com o problema do racismo em seu meio. Foto de Ben Smith, Jurisdição Sudeste.

2 jurisdições combatem o racismo nas eleições para bispos

Tanto a Jurisdição Ocidental quanto a Jurisdição Sudeste abordaram a questão de como a intolerância prejudicou o processo eleitoral episcopal, para o qual a Jurisdição Ocidental realizou uma rara sessão a portas fechadas.
Área Geral da Igreja
Durante o seu primeiro discurso como presidente do Conselho dos Bispos, o Bispo Thomas J. Bickerton exortou os colegas Metodistas Unidos a começarem a girar em direção ao que esperam que a Igreja Metodista Unida seja no futuro. O discurso de Bickerton foi transmitido ao vivo no dia de abertura da reunião virtual do Conselho dos Bispos, que estará em sessão aberta novamente em 26 de agosto. Captura de tela cortesia do Conselho dos Bispos via Zoom por Notícias MU.

Bispo pede fim de falsidades e giro para o futuro

No seu primeiro discurso como presidente do Conselho dos Bispos, Thomas J. Bickerton apelou aos apoiantes de uma denominação separatista para que parem de descaracterizar a Igreja Metodista Unida.