A Questão Metodista: Qual é o ponto de vista da igreja sobre cremação e doação de órgãos?

Other Manual Translations: español

Cremação

A Bíblia não fala sobre cremação versus enterro, mas geralmente assume que os corpos serão enterrados. Nas culturas que produziram a Bíblia Hebraica, se um corpo fosse queimado, muitas vezes isso seria um sinal de desrespeito à pessoa ou punição pelo pecado (Gênesis 38:24; Levítico 20:14; 21: 9; Josué 7: 25). No entanto, parece que a cremação pode ter ocorrido sem a intenção de desonrar os mortos após uma praga ou um grande massacre (Amós 6: 9-10).

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

Na época de Jesus, a cremação era amplamente praticada pelos romanos, ocasionalmente pelos gregos, mas raramente pelos judeus e cristãos. Isso foi devido à crença de ambas as religiões em uma ressurreição física por vir. Com a expansão do cristianismo, a cremação desapareceu quase inteiramente como uma prática no Ocidente até cerca de 200 anos atrás. Exceções notáveis ocorreram em tempos de peste e guerra, quando um grande número de mortos precisou ser tratado rapidamente.

Alguns dos que se opõem à cremação argumentam que o corpo não deve ser cremado, porque em alguma data futura a alma do crente será reunida com seu corpo. Mesmo alguns que não sustentam que a alma é separáveis do corpo, podem expressar hesitação em abraçar a cerimônia. Outros ainda concluem que, como a cremação só faz rapidamente o que a natureza fará mais lentamente, a cremação é aceitável.

Referências a "urna" e "enterro de cinzas" em nossos Serviços de Morte e Ressurreiçãoindicam que a prática de cremação é considerada um meio aceitável de honrar o falecido.

Doação de órgãos

Os Metodistas Unidos incentivam a doação de órgãos. Nossos Princípios Sociais explicam

"O transplante de órgãos e a doação de órgãos são atos de caridade, amor ágape e auto-sacrifício. Reconhecemos os benefícios da doação de órgãos e outros tecidos e encorajamos todas as pessoas de fé a se tornarem doadoras de órgãos e tecidos como parte de seu amor e ministério a outros necessitados ".(± 162 W).

A igreja incentiva todas as congregações Metodistas Unidas a celebrar o "Domingo da Doação de Órgãos", de preferência no segundo domingo de novembro, como "um momento para se reunir em torno das questões da vida e do Dia de Ação de Graças". Esta data é reconhecida nos círculos inter-religiosos nos EUA como "sábado nacional dos doadores".

Leia mais: Como a cremação e a doação de órgãos são consistentes com a ressurreição do corpo?

Tem perguntas? Pergunte à UMCou converse com um pastor perto de você.
E confira outras perguntas e respostas recentes.

*Este conteúdo foi produzido por Pergunte à UMC, um ministério da United Methodist Communications.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para IMU_Hispana-Latina @umcom.org 

Missão
A tapeçaria Adoration of the Magi (Adoração dos Magos) que data de 1894 da Universidade Metropolitana de Manchester, Inglaterra. Imagem cortesia de Wikimedia Commons.

A Questão Metodista: Como entendemos a epifania?

A Epifania é o dia em que os cristãos se lembram da chegada dos Reis Magos para visitar Jesus, trazendo seus presentes de ouro, incenso e mirra.
Discipulado
A admissão em uma reunião na sociedade exigia um ingresso de uma reunião de classe. Nas bordas deste bilhete de 1814 existem vários lembretes de atos de piedade. Foto cortesia da Comissão Geral de Arquivos e História da Igreja Metodista Unida.

A Questão Metodista: Como John Wesley capacitou os leigos?

John Wesley estabeleceu um sistema para desenvolvê-los e capacitá-los, organizando-os em pequenos grupos, para prestar contas e apoiar a vida cristã.
Igreja Local
O Rev. Shawn Moses (à direita) da Igreja Metodista Unida da Primeira Graça, Nova Orleans, recebe uma nova família que se junta à igreja. Foto de Kathy L. Gilbert, Notícias MU.

A Questão Metodista: O que significa ser um membro?

Para os Metodistas Unidos, a associação exige participação ativa em uma congregação local que busca tornar o mundo mais parecido com o Reino de Deus.