Igrejas ajudam a pagar dívidas médicas

Translate Page

Pontos chave:

  • RIP Medical Debt sem fins lucrativos ajuda igrejas e outras instituições comprando dívidas médicas de agências de cobrança, hospitais e grupos de médicos em grandes portfólios agrupados por centavos de dólar.  
  • Ao arrecadar $ 15.000 durante sua campanha, a Okemos Community Church retirou mais de $ 2,2 milhões em dívidas médicas de longo prazo das famílias de Michigan. 
  • As igrejas no Tennessee e Nebraska estão entre outras congregações metodistas unidas que realizaram campanhas de perdão de contas médicas bem-sucedidas.

Algo não estava certo com a congregação da Okemos Community Church depois que eles gastaram US$ 1,6 milhão em reformas muito necessárias em seu prédio de quase 185 anos.

“Realmente precisávamos ter a redução estrutural, de acessibilidade e de amianto e uma série de questões resolvidas”, disse o Rev. Rick Blunt, metodista unido e pastor sênior da igreja interdenominacional Okemos, Michigan. “É que não está no DNA desta congregação gastar dinheiro consigo mesma.”

Como contrapeso, Blunt estabeleceu a meta de perdoar $ 1,6 milhão em dívidas médicas em sua comunidade por meio da RIP Medical Debt, uma organização sem fins lucrativos com sede em Long Island, Nova York. 

Ao arrecadar $ 15.000 durante sua campanha, Okemos retirou mais de $ 2,2 milhões em dívidas médicas de longo prazo para famílias de Michigan que ganham menos de $ 55.000 para uma família de quatro pessoas ou cuja dívida médica é superior a 5% da renda familiar. 

RIP Medical Debt ajudou Okemos a realizar essa façanha comprando dívidas médicas de agências de cobrança, hospitais e grupos de médicos em grandes portfólios agrupados por centavos de dólar.  

“Quando entrei, havíamos acabado de atingir US $ 1 bilhão em dívidas médicas de aposentados”, disse Allison Sesso, uma metodista unida que é presidente e CEO da RIP desde 2020. “No final de (2022) ou início de 2023, vamos chegar a US$ 10 bilhões.”

Allison Sesso, president and CEO of RIP Medical Debt, is pictured with RIP co-founder Jerry Ashton. Sesso, a United Methodist, said the nonprofit is on track to hit $10 billion in retired medical debt. Photo courtesy of RIP Medical Debt.
Allison Sesso, presidente e CEO da RIP Medical Debt, é retratado com o co-fundador da RIP, Jerry Ashton. Sesso, uma metodista unida, disse que a organização sem fins lucrativos está a caminho de atingir US$ 10 bilhões em dívidas médicas de aposentados. Foto cortesia de RIP Medical Debt.

A RIP foi fundada em 2014 por Craig Antico e Jerry Ashton, dois ex-executivos de cobrança de dívidas que se inspiraram no movimento Occupy Wall Street para protestar contra a desigualdade econômica. Ashton está aposentado, mas ainda faz parte do conselho do RIP. Antico é agora CEO da ForgiveCo em Fort Collins, Colorado, que recruta empresas para pagar dívidas em troca da boa vontade que eles ganham do consumidor. 

O RIP foi apresentado no programa “Last Week Tonight” de John Oliver, quando o programa do comediante utilizou o RIP para pagar dívidas de consumidores de quase US$ 15 milhões em 2016.

Desde 2018, o RIP tem colaborado com 130 igrejas Metodistas Unidas na abolição de dívidas médicas, doando $ 608.000. Esse é um impacto nominal de mais de $ 60 milhões em dívidas médicas aliviadas, disse Daniel Lempert, vice-presidente de comunicações da RIP.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

A Revda. Harriet Bryan, pastora sênior da Igreja Metodista Unida Madison Street em Clarksville, Tennessee, descobriu o programa durante um noticiário local. 

“Pensei: 'As igrejas também podem fazer isso'”, disse Bryan. A igreja fez duas campanhas RIP até agora, arrecadando o suficiente para eliminar US$ 4 milhões em dívidas médicas no Tennessee e no Mississippi. 

“Tenho a sorte de servir uma igreja com recursos”, disse ela. “Portanto, eu não diria que há um grande número de pessoas que lutam contra dívidas médicas, mas há uma consciência de que esse é um fardo esmagador para muitas pessoas.”

Na Primeira Igreja Metodista Unida de Wahoo em Wahoo, Nebraska, o Rev. Michael Carpenter disse que o 150º aniversário da igreja levou a uma campanha com a RIP Medical Debt

“Queríamos fazer algo pelos outros também (para o aniversário), não apenas abençoar as pessoas da igreja”, disse Carpenter. “Durante nosso brainstorming, surgiu o conceito de Jubileu em Levítico.”

Em Levítico 25, as pessoas são instruídas a perdoar dívidas a cada 50 anos.

“A igreja se apegou a esse conceito na Bíblia do Jubileu”, disse ele. “Isso me levou a um amigo meu na Conferência de Oklahoma … que havia feito uma campanha de perdão de dívidas médicas, provavelmente em 2018.

“Entrei em contato com eles e, em seguida, entrei em contato com a RIP Medical Debt.”

A congregação arrecadou mais de $ 15.000 para o esforço.

RIP Medical Debt promete perdoar pelo menos 100 vezes o que você arrecadar, então $ 1,5 milhão ressoou com nosso 150º aniversário.”

The Rev. Michael Carpenter, pastor of Wahoo First United Methodist Church in Nebraska, looks on as children from the church display the amount of medical debt ($3,526,733) the congregation helped pay off through its RIP Medical Debt campaign. Photo courtesy of Wahoo First United Methodist Church.

O Rev. Michael Carpenter, pastor da Primeira Igreja Metodista Unida Wahoo em Nebraska, observa enquanto as crianças da igreja exibem o valor da dívida médica (US$ 3.526.733) que a congregação ajudou a pagar por meio de sua campanha RIP Medical Debt. Foto cortesia de Primeira Igreja Metodista Unida Wahoo.

No caso da Primeira IMU de Wahoo, disse Carpenter, a RIP Medical Debt conseguiu comprar significativamente mais por causa de fatores como a idade da dívida e as diferentes condições de mercado. A campanha da igreja resultou em mais de US$ 3,5 milhões em perdão de dívidas médicas. 

"Tem sido enorme para a nossa congregação", disse ele.

Na maioria das vezes, as igrejas não sabem exatamente quem ajudaram, a menos que sejam contatadas pelos destinatários. 

“As pessoas sempre dizem: 'Quem estamos ajudando?'”, disse Blunt. “Se um deles entrasse em contato com a igreja, você saberia, mas isso dependeria totalmente deles. … Mas, em última análise, isso protege a dignidade das pessoas.”

O RIP pode visar uma área geográfica específica para uma campanha e também fornecer uma análise de quantos foram ajudados em cada município de um estado, acrescentou. 

A primeira IMU de Wahoo foi energizada para fazer mais com o esforço da dívida médica, disse Carpenter. Um ministério de verão “Pizza in the Park” alimentou cerca de 4.500 crianças na comunidade no verão passado.

“Isso foi bem recebido, e então lançamos há alguns meses um novo ministério chamado 'Laundry Church'”, disse Carpenter. “Tínhamos um monte de gente na igreja apenas trazendo todos os seus trocados, convertendo-os em quarters (ou ¼ e dólar), acampados na lavanderia local, pagando pela lavanderia das pessoas e (então estávamos) em comunidade com eles.”

O objetivo final é que o RIP se torne desnecessário porque o problema social é resolvido, disse Sesso.

“(RIP) sempre será focado na questão da dívida médica porque, francamente, estamos muito ocupados com isso”, disse ela. “Por um lado, quero ajudar as pessoas porque sei que o sistema está falido. Ao mesmo tempo, quero ter certeza de que estamos falando sobre o fato de que não deveríamos existir como instituição e que deveria haver soluções maiores para esse problema que estão além de mim.

“Quero participar ativamente de conversas sobre soluções maiores e o impacto que não resolver esse problema está tendo nas pessoas.”

 

* Patterson é repórter da Notícias MU em Nashville, Tennessee. Entre em contato com ele em 615-742-5470 ou [email protected]  Para ler mais notícias Metodistas Unidas, assine os resumos quinzenais gratuitos.

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

Church Leadership
A Revda. Grandon-Mayer, que é a primeira clériga de origem chilena a servir como superintendente distrital na Conferência Anual do Norte de Illinois, foi nomeada como a nova diretora dos Ministérios Conexionais pelo Bispo Dan Schewerin. Foto gentilmente cedida pelo Rev. Fabíola Grandon-Mayer.

Bispo anuncia duas novas nomeações de liderança da Conferência

O bispo Dan Schwerin anunciou duas nomeações, a partir de 1º de julho de 2023: o Revd. Fabiola Grandon-Mayer para o cargo de Diretora dos Ministérios Conexionais e o Revd. Arlene Christopherson como Assistente do Bispo.
Missão
Dulce, 10 anos, vive com uma doença grave chamada anemia de fanconi. Foto cortesia da Conferência Anual da Carolina do Sul.

Healing Guatemala espera trazer 'Uma nova vida para Dulce'

Sanando Guatemala conseguiu encontrar um hospital na Coréia do Sul, onde os custos são um terço em comparação com os Estados Unidos, onde Dulce poderia ser operada, e está ajudando a arrecadar fundos para ajudar a família a cobrir o procedimento.
Missão
Os voluntários da "festa de boas-vindas" da Neighborly criam cartazes que dizem "bem-vindo" em árabe, pashto e dari, para usar nos desembarques do aeroporto quando refugiados do Afeganistão e da Síria chegam a Tallahassee, Flórida. James Barnett está sentado na parte traseira direita. Foto cortesia de Kristin Barnett.

Encontro em lixão na Nicarágua realiza mudança de vida

Lendo as Escrituras com novos olhos, James Barnett decidiu deixar uma carreira lucrativa e ministrar com seus vizinhos sem-teto.