DACA destinatário novo pastor da IMU Crossroad em Wisconsin

Translate Page

À medida que o pastor Luis Velasquez se estabelece em seu novo papel de liderar a congregação da Igreja Metodista Unida Crossroads, ele disse que espera que a igreja possa continuar a se expandir e “viver seu nome” como um lugar onde pessoas de diferentes origens se encontram quando suas vidas se cruzam.

“Uma das coisas que me cativa em termos de ministério é que somos todos filhos de Deus”, disse Velasquez. “Somos todos diferentes, mas somos apenas um corpo. Somos uma comunidade, muito diversificada, mas ainda podemos nos unir; ainda podemos nos reunir como uma comunidade.”

Velasquez tornou-se pastor da igreja em Hogan Road oficialmente em 1º de julho, quando seu antecessor, Scott Walters, se aposentou após 42 anos de ministério.

Velasquez, 31, serviu como ministro de jovens e missionário para o desenvolvimento congregacional.

Ele disse que queria fazer parte da igreja desde o início, quando morava na zona rural da Geórgia e seu pastor encorajou os membros a serem ativos na comunidade. Velasquez começou a ensinar violão para moradores de bairros com poucas oportunidades e formou times de futebol.

O futebol é outra de suas paixões, disse ele, e continua a arbitrar jogos.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

Durante a faculdade, ele começou a ensinar estudos bíblicos e foi um desenvolvedor comunitário na zona rural da Geórgia em torno do condado de Cherokee.

Sua decisão de se tornar um pastor se enraizou quando ele se apresentou em uma conferência de migração em Stuttgart, Alemanha.

“Houve interesse da igreja em ouvir minha história”, disse Velasquez. Na época, a Alemanha vivia uma onda de imigrantes da África.

“E, então, compartilhei minha história do que estávamos fazendo em termos de hospitalidade, em termos de companheirismo espiritual para imigrantes”, disse ele, acrescentando que as pessoas estavam se mudando para a Geórgia da América Latina, África e Europa.

Ele chamou a experiência de poderosa, dizendo que sentiu que Deus o chamou para o ministério, então ele se inscreveu nos seminários depois e em seguida frequentou o Candler College of Theology na Emory University em Atlanta.

“Deus me lembrou o quão fiel Deus foi em minha jornada como imigrante também, e me chamou para servir os outros em hospitalidade, acolhendo, incluindo todos, não importa de onde eles venham, sua etnia, sua raça, sua orientação sexual, seu status de habilidade – apenas todos”, disse ele.

Velasquez é originário de El Salvador e agora tem família lá, na Itália e em outras partes da Europa.

Atualmente, Velasquez disse que está ouvindo outros na comunidade Waunakee e perguntando como a igreja é conhecida entre as organizações comunitárias.

“Uma das coisas que estou perguntando é se eles sabem que estamos aqui e quem somos nós para eles”, disse. Ele espera criar relacionamentos com os outros e deixá-los saber que a igreja está “pronta para andar de qualquer maneira que eles precisem ou queiram que façamos”, disse ele.

Além de um novo emprego, Velasquez e sua esposa Nindik Celeste têm uma filha de 4 meses, Lara. Nindik Celeste trabalha meio período agora para Voces de la Frontera (Vozes da Fronteira), fornecendo recursos para imigrantes.

Com todo o novo começo em sua vida, Velasquez disse que está animado para ver o que a vontade de Deus fará.

“Há tantas coisas acontecendo em nosso mundo, tantas divisões, tantas crises que acho que também podemos defender o amor, defender a inclusão e defender a justiça”, disse ele.

 

Roberta Baumann, HNG News. Contato: [email protected]

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]. Para ler mais notícias dos Metodistas Unidos, assine os resumos quinzenais gratuitos.

Agências gerais
Membros da comunidade passam por um local de distribuição de alimentos para o Comitê Metodista Unido de Alívio após o tufão Haiyan em Dagami, Filipinas. Foto por Mike DuBose, Notícias MU.

A Questão Metodista: Como posso ajudar quando ocorre um desastre?

Você pode se tornar um voluntário, ser treinado como atendente de emergência, contribuir com dinheiro ou suprimentos através da UMCOR (Comitê Metodista Unido de Ajuda).
Igreja Local
A Revda. Ruth Marsh oferece uma xícara de chá a Angi Rogers, uma hóspede do abrigo diurno da Igreja Metodista Unida Trinity em Idaho Falls, Idaho. Rogers não estava se sentindo bem e Marsh a colocou em uma sala de aula da escola dominical para descansar um pouco. “Todo mundo aqui cuida de mim e uns dos outros”, disse Rogers.

Pequena igreja transforma vidas com abrigo diurno

Uma congregação Metodista Unida trabalha em parceria com outras organizações comunitárias para fornecer serviços aos sem-teto e trabalhadores pobres, desde refeições e banhos até assistência com programas sociais mais amplos.
Missão
O Rev. Lydia Ester Muñoz é a nova diretora executiva do Plano Nacional para Ministérios Hispano-Latinos (NPHLM) da Igreja Metodista Unida, que começará seu mandato em 1º de julho de 2022. Ela é uma sacerdotisa ordenada da Conferência Anual da Pensilvânia Oriental e é a primeira mulher a ocupar esta posição. Foto cortesia do NPHLM.

Plano Nacional para os Ministérios Hispano-Latinos nomeia nova diretora

A Rev. Dra. Lydia Esther Muñoz será a primeira mulher a ocupar este cargo. Ela é uma anciã ordenada na Conferência Anual do Leste da Pensilvânia da Igreja Metodista Unida, onde ela tem servido nos últimos 16 anos.