Área Episcopal de Moçambique

Missão
Celeste Nhavotso, membro do Cargo Pastoral de Dondo, arredores da Cidade de Beira, foto por Joao Sambo

Depois da tempestade vem a bonança: Missouri apoia reconstrução após passagem do Ciclone Idai em Moçambique

A reconstrução após a passagem do Ciclone Idai em Moçambique, já é uma realidade graças ao apoio financeiro, fruto da parceria Moçambique-Missouri, que tem transformado as vidas de muitas pessoas.
Missão
Um médico examina uma criança em um acampamento para pessoas deslocadas em enchentes no rescaldo do ciclone Idai, perto de Beira, Moçambique. Foto: REUTERS / Mike Hutchings (por favor, não reutilize).

'Agradecemos a Deus porque estamos vivos'

Os membros da Igreja Metodista Unida de Malanga se uniram às igrejas irmãs no Conselho Cristão ecumênico de Moçambique para um culto de solidariedade em 22 de março para dar apoio aos sobreviventes do ciclone Idai.
Missão
Uma criança é transportada dentro de um frigorifico vazio durante as cheias depois do Ciclone Idai, no Buzi, fora da Beira, Moçambique. A Comissão de Assistência da Metodista Unida atribuiu três subvenções de $10.000 para financiamento imediato e de emergência a curto prazo para satisfazer as necessidades humanas básicas das pessoas afectadas em Moçambique, no Zimbabué e no Malawi.  Foto de Siphiwe Sibeko, REUTERS

Subvenções da UMCOR ajudam na resposta inicial do ciclone

Comissão de Emergências da Metodista Unida fornece subvenções de curto prazo, mas atingir as áreas afectadas continua difícil.
Missão
Lydia Chimonyo Estudantes da High School de meninas carregam baldes para coletar água em um poço em Chimanimani, Zimbábue. Não há água corrente na escola desde que o Ciclone Idai danificou a estação de tratamento da água da escola. Foto do Rev. Duncan Charwadza.

Igreja se mobiliza para ajudar os sobreviventes do ciclone

O Ciclone Idai deixou um caminho de destruição em Moçambique, Zimbabwe e Malawi, matando pelo menos 180 pessoas e danificando escolas Metodistas Unidas, igrejas, hospitais e casas.
Loading