Universidade Metodista Unida terá via de acesso melhorada

A garantia de melhoria no acesso da Universidade Metodista Unida é do governo do Distrito de Morrumbene através do administrador Morguen Materizo Candeeiro, que no dia 23 de Setembro de 2020, visitou o Centro Educacional de Cambine (CEC).

“Fiquei impressionado, tanto impressionado por tudo o que vi neste lugar histórico, não só da arquitectura das infra-estruturas, em especial da Igreja, como também do empenho desta comunidade,” disse Morgen Moterizo Candeeiro, administrador distrital de Morrumbene.

Candeeiro visitou algumas infra-estruturas do CEC como é o caso da Escola Técnica Profissional, Marcenaria, Escola Secundária, nascente do rio, e a casa histórica que foi dormitório do Eduardo Chivambo Mondlane, o primeiro presidente da Frente de Libertação de Moçambique, durante a sua estadia como aluno do Internato em Cambine, entre os anos 1943 a 1944.

“A estadia em Cambine na década 40 do Dr. Eduardo Mondlane, o fundador da Unidade Nacional, constitui outro expoente que eleva ao nível mais alto esta Missão da Igreja Metodista Unida,”afirmou Candeeiro.

A estrada com 12 km a ser reabilitada que dará fácil acesso ao Centro Educacional de Cambine começa na EN1, junto ao mercadinho no Morrumbene, Moçambique. Foto de Antônio Wilson. 
A estrada com 12 km a ser reabilitada que dará fácil acesso ao Centro Educacional de Cambine começa na EN1, junto ao mercadinho no Morrumbene, Moçambique. Foto de Antônio Wilson.

Candeeiro encerrou a sua visita com um encontro que teve lugar na capela do seminário teológico, onde participaram directores e alguns alunos de todos os estabelecimentos de ensino do Centro, além de contar com a presença de líderes comunitários.

Durante o encontro, Candeeiro elogiou a Igreja e o Centro Educacional de Cambine. “Cambine é o local onde desde os tempos pastores e leigos espalhados em diferentes ministérios das Igrejas e do governo, com diferentes níveis, tanto práticos como científicos foram formados.”

Num outro desenvolvimento, o governante informou aos presentes que, a via de acesso ao CEC com um percurso de 12km se beneficiará de uma reabilitação.

Administrador do distrito de Morrumbene, Morgen Moterizo Candeeiro, assinando o livro de protocolo nos momentos finais da sua visita o Centro Educacional de Cambine no Morrumbene, Moçambique. Foto de Antônio Wilson. 
Administrador do distrito de Morrumbene, Morgen Moterizo Candeeiro, assinando o livro de protocolo nos momentos finais da sua visita o Centro Educacional de Cambine no Morrumbene, Moçambique. Foto de Antônio Wilson.

"Ainda no decorrer deste ano, o governo moçambicano vai reabilitar esta estrada que da acesso a este local histórico. Assumimos este compromisso e levaremos avante a obra para garantir que pessoas e bens tenham fácil acesso a Cambine,” disse Candeeiro.

Por sua vez, Paulino da Concessão Sobral, Director Interino do Serviço Distrital de Educação Juventude e Tecnologia de Morrumbene, falando para aquela multidão, disse que “a Igreja está dando continuidade aos ideais de Eduardo Mondlane em Cambine, através destas escolas e da Universidade.”

“Percebe-se que, nesta parcela, é conduzido o processo de ensino e aprendizagem com vista a formação do homem íntegro, o homem do amanhã, e a igreja está num bom caminho a ser seguido por outras denominações religiosas,” acrescentou Sobral.

Sobral convidou a UMUM, em particular, para desenvolver pesquisas com vista a fazer estudo de alguns fenómenos recorrentes que se verificam no sector de Educação a nível do país, como o caso das desistências escolares e o desinteresse das crianças sobre a aprendizagem.

O reitor da UMUM, Reverendo Dr. Júlio André Vilanculos, deu a conhecer que “o funcionamento desta Universidade é garantido por diversas bases que dotam a mesma de personalidade jurídica que goza de autonomia de funcionamento.”

Em Cambine, ainda se vê o dormitório do fundador da FRELIMO, Dr. Eduardo Chivambo Mondlane. Este foi reabilitado pelo governo de Morrumbene. Foto de Antônio Wilson. 
Em Cambine, ainda se vê o dormitório do fundador da FRELIMO, Dr. Eduardo Chivambo Mondlane. Este foi reabilitado pelo governo de Morrumbene. Foto de Antônio Wilson.

Vilanculos disse ainda que “ainda que a UMUM seja uma instituição relacionada com a Metodista Unida, ela tem muitos desafios agora e pelo futuro que tem que enfrentar com coragem e determinação.”

Nos momentos finais do encontro, o administrador Candeeiro manifestou sentimento de alegria por ter visitado este local, sendo que para ele, concorre ao nível de um local turístico devido o seu impacto sócio-cultural e religioso da nação moçambicana.

Foi visitada a nascente de um curso de água doce, onde ummissionário americano, engenheiro e arquitecto de nome Keys, construiu uma pequena barragem hidroeléctrica na década de 40, que outrora abastecia corrente ao Centro Educacional. Foi uma das primeiras infra-estruturasna Província de Inhambane e, infelizmente, na década 80, foi destruída aquando da guerra civil.

Visivelmente comovido pelo mau estado de conservação do local, o administrador do Distrito manifestou preocupação.“Fiquei pasmadopela má conservação daquele local histórico do ponto de vista sócio-cultural desta localidade. Para reverter o cenário responsabilizei os líderescomunitáriosem coordenação com a direcção da Missão para traçar medidas com vista a reverter o cenário que se verifica naquele local, de modo a trazer a atraente paisagem que já existiu,” finalizou Candeeiro.

Wilson é o comunicador da Conferência de Moçambique Sul das Notícias Metodista Unida. Contacto com a imprensa: Rev. Gustavo Vasquez, editor de notícias, em [email protected] Para ler mais notícias da Metodista Unida, inscreva-se nos resumos quinzenais gratuitos.

Missão
Bispa Joaquina Filipe Nhanala (a primeira de esquerda para a direita) orando durante a cerimónia da dedicação da viatura para a Universidade Metodista Unida de Moçambique no Cambine, Moçambique. Foto de António Wilson.

Bispa Nhanala dedica a primeira viatura da universidade

A nova viatura adquirida para a Universidade Metodista Unida de Moçambique ajudará na provisão de transporte seguro e atempado ao reitor, ao pessoal docente bem como para facilitar a movimentação de expediente, dada localização da Universidade em relação a zonas urbanas.
Evangelismo
O assistente episcopal Rev Jacob Jenhuro com a pá na mão, com os pastores Pascoal Muriane e Reva Telma Eduardo superintendente de Sofala, no Dondo, Moçambique. Foto de Eurico Gustavo.

Metodista Unida em Moçambique norte cresce apesar das adversidades

Quando os relatórios apresentados na Sessão da Conferencia Anual de 2019, realizada em Chimoio, indicavam o crescimento da conferência norte de Moçambique, torna-se ainda mais visível e tangível tal crescimento quando novas comunidades são iniciadas bem como projectos de construção de novas capelas.
Missão
Um dos sistemas de abastecimento de água às populações na Missão de Chicuque no Inhambane, Moçambique. Foto de Antônio Wilson.

Parceria de Metodista Unidos beneficia milhares de pessoas

Sem água não há vida. O trabalho que acontece há mais de 30 anos leva, entre outras ações, novos furos de água por diferentes regiões do país.