Pequena igreja transforma vidas com abrigo diurno

Translate Page

Quando a Igreja Metodista Unida Trinity em Idaho Falls, Idaho, passou por uma grande reforma em 2019 – instalando chuveiros, lavadora e secadora de roupas, e atualizando sua cozinha – a Revda. Ruth Marsh imaginou que seriam usados com moderação por tropas escoteiras e outros grupos da igreja.

Mal sabia ela que essas atualizações se tornariam uma parte vital do ministério da igreja.

Em meio à pandemia, a pastora da Trinity percebeu que a igreja agora poderia atender algumas das necessidades dos homeless (sem-teto ou pessoas em situação de rua) da área, oferecendo-lhes oportunidades para comer, tomar banho e lavar a roupa.

“Muitos que vêm aqui são trabalhadores pobres; muitos deles vivem em seus carros”, disse Marsh. “Se você vai trabalhar, precisa ter feito uma refeição, tomado banho e de roupas limpas.

“As pessoas vieram aqui e disseram: 'Eu me sinto humano novamente porque posso me limpar, fazer uma refeição com outras pessoas e ter alguém para ouvir minha história.'”

The Rev. Ruth Marsh does laundry in the church basement for a guest of the day shelter at Trinity United Methodist Church. Photo by Mike DuBose, UM News. 
A Revda. Ruth Marsh lava a roupa no porão da igreja para um hóspede do abrigo diurno na Igreja Metodista Unida Trinity United Methodist.

Quando os bloqueios do COVID-19 começaram em 2020, Marsh pensou no santuário agora vazio de Trinity e começou a abrir o prédio à noite para os homens dormirem, já que já havia abrigos para mulheres na cidade. No entanto, os líderes da igreja descobriram que a igreja não tinha o sistema sprinkler (contra incêndio) adequado para abrigar legalmente as pessoas durante a noite, então eles se concentraram em se tornar um abrigo diurno.

As portas abrem todos os dias às 9h para o café da manhã e, exceto no intervalo da tarde, o abrigo fica aberto até as 20h.

“Nós tomamos café da manhã porque se você perder o jantar na missão de resgate às 6 (da tarde), então você está sem sorte até que a cozinha de sopa sirva o almoço ao meio-dia”, disse Marsh.

The congregation of Trinity United Methodist gathers for Sunday worship. Photo by Mike DuBose, UM News. 

A congregação da Metodista Unida Trinity se reúne para o culto de domingo.

Robin Stewart, head of Trinity’s administrative council, calls the day shelter “the one good thing out of the pandemic.”

“It’s exposed us to a population we didn’t know and, more importantly, it’s allowed that population the courage to come into a church,” he said. “A lot of them have been judged and they don’t feel comfortable.”

Marsh emphasizes that no one who seeks help at the day shelter will be judged. There are only two rules: You must wear a mask at all times, and you must be on your best behavior.

Acolyte Sophia Griffith, 8, lights an advent candle at Trinity United Methodist Church. Behind her is the Rev. Ruth Marsh. Photo by Mike DuBose, UM News. 

A assistente Sophia Griffith, 8, acende uma vela do advento na Igreja Metodista Unida Trinity. Atrás dela está a Revda. Ruth Marsh.

Don Rohde, chefe dos curadores da Trinity, disse que muitos abrigos exigem que as pessoas estejam limpas e sóbrias para entrar. Como o abuso de substâncias e a automedicação para problemas de saúde mental são desenfreados na comunidade de pessoas em situação de rua, ele considera isso uma barreira para quem procura ajuda.

“Nossa abordagem é: 'Nós amamos você como você é'”, disse ele. “Percebemos que eles estarão drogados e usando álcool quando vierem até nós, e aceitamos isso como parte de quem eles são e o ponto de partida para trabalhar.”

Jeff Andrew, que frequenta o abrigo há vários meses, o descreve como um salva-vidas.

“Eu não posso enfatizar o suficiente como é se você está sem tomar banho por alguns dias... não pode lavar roupas ou escovar os dentes. Só de ter isso é uma grande coisa”, disse ele.

The Rev. Ruth Marsh visits with Dave Carson, a guest of the day shelter. Photo by Mike DuBose, UM News. 

A Revda. Ruth Marsh visita Dave Carson, um convidado do abrigo diurno.

Andrew tem uma casa, mas não tem água quente e só tem eletricidade em alguns cômodos. Ele apareceu pela primeira vez precisando de ajuda para adquirir uma medicação. Ele tem transtorno esquizoafetivo e perdeu seus antipsicóticos.

O pessoal da Trinity o ajudou a obter mais medicamentos, preencher formulários para uma identidade substituta e a se matricular na escola. Ele se mudou recentemente para a Louisiana para frequentar a Universidade de Nova Orleans para estudos de arte e para desenvolver habilidades de redação técnica.

“Nem sempre estive nesta situação. Estive na escola, tive empregos profissionais”, disse ele. “Situações que estavam fora do meu controle ou que eu não sabia lidar adequadamente me colocaram nessa situação.”

Frank (left) waits for the Rev. Ruth Marsh to open the day shelter at Trinity United Methodist Church. Photo by Mike DuBose, UM News. 

Frank (à esquerda) espera que a Revda. Ruth Marsh abra o abrigo diurno na Igreja Metodista Unida Trinity.

Marsh disse que ficou impressionada com a força das pessoas que conheceu no abrigo diurno.

“Sempre fico admirado que as pessoas ainda possam colocar um pé na frente do outro quando ouço suas histórias”, disse Marsh. “É um mundo velho e cruel lá fora, e você não pode fazer isso sozinho.”

Nathaniel, que fica acordado a noite toda e vem a Trinity em busca de um lugar seguro para dormir durante o dia, disse: “Não gosto de sentir frio e não gosto de ser sem-teto, mas não tenho escolha. Muitas pessoas, ao se colocarem no meu lugar, se matariam.”

Guests eat dinner at Trinity United Methodist Church. The church serves as a day shelter for people living on the streets. Photo by Mike DuBose, UM News. 

Os hóspedes jantam na Igreja Metodista Unida Trinity. A igreja serve como abrigo diurno para as pessoas que vivem nas ruas.

Os serviços que a Trinity oferece se expandiram desde o início do abrigo diurno. Muitos de seus hóspedes precisam de ajuda para navegar no sistema legal para tentar se recuperar.

“Uma vez que alguém se torna um sem-teto, fica praticamente preso nessa situação”, disse Rohde. “Uma vez que você vê o que eles têm que passar, isso altera seu sentimento de que eles não estão participando para o se sentir mal com a sociedade erguendo as barreiras.”

Assista ao vídeo, saiba mais

The Rev. Ruth Marsh (right) comforts Angi Rogers, a guest in the day shelter at Trinity United Methodist Church in Idaho Falls, Idaho. Rogers had not been feeling well and Marsh settled her in a Sunday school classroom to get some rest. Photo by Mike DuBose, UM News.

A Revda. Ruth Marsh (à direita) conforta Angi Rogers, uma hóspede no abrigo diurno da Igreja Metodista Unida Trinity em Idaho Falls, Idaho. Rogers não estava se sentindo bem e Marsh a colocou em uma sala de aula da escola dominical para descansar um pouco.

A Notícias UM entrevistou a Revda. Marsh, membros da IMU Trinity e convidados do abrigo diurno da igreja.

Assista agora .

Pergunte A UMC tem recursos para aqueles que enfrentam a situação de sem-teto.
Leia mais.

Rohde descreve uma longa lista de questões que devem ser abordadas. Como os sem-teto, por definição, não têm onde guardar seus pertences e são roubados regularmente, a maioria perdeu documentos importantes, documentos de identificação ou carteiras de motorista. Um endereço permanente e uma identidade com foto são necessários para praticamente qualquer assistência governamental, então a igreja ajuda as pessoas a obter novas identidades e permite que elas usem o endereço da igreja para receber correspondência. Eles também ajudam na obtenção de cartões Medicaid para que os hóspedes possam visitar um médico e obter cuidados e prescrições para quaisquer problemas físicos ou mentais. 

“Preenchemos essas pequenas lacunas que o sistema não está equipado para atender”, disse Bev Kemp, membro do ministério Friends in Service Here (Amigos em Serviço Aqui) da Trinity. Ela disse que o ministério também ajudou as pessoas a comprar equipamentos de trabalho adequados, como sapatos antiderrapantes, necessários para o trabalho na cozinha, além de ajudar as crianças com material escolar.

“Muitas vezes me perguntam: 'Por que você ajuda essas pessoas? Eles só vão gastar o dinheiro em drogas. Talvez sim, mas ninguém se sentou com toda a família no café da manhã e disse: 'Temos US$ 10, em que vamos gastar?' As crianças não tiveram voto”, disse Kemp.

Ela ressalta que uma perda de emprego, um acidente de carro ou outra catástrofe pode colocar qualquer pessoa na mesma situação, e é por isso que esse ministério é tão importante para ela como “metodista de berço”.

“Nunca tive tanto orgulho de uma igreja local à qual pertenço quanto tenho da Trinity”, disse ela. “É a coisa toda de Wesley: fazer o que posso, onde estou, com o que tenho.”

Don Rohde, Trinity’s head of trustees, estimates that the shelter goes through 30 gallons of milk, 30 boxes of cereal, 15 lbs. of sugar and “lots” of butter every week. Photo by Mike DuBose, UM News. 

Don Rohde, chefe dos curadores da Trinity, estima que o abrigo consome 30 galões de leite, 30 caixas de cereais, 15 libras (cerca de 7 quilos) de açúcar e “muita” manteiga toda semana.

Muitas pessoas que chegam ao abrigo diurno acabam encontrando maneiras de retribuir a ajuda que recebem.

Angi Rogers inicialmente veio ao abrigo pedindo um cobertor. Recém-sem-teto, ela estava dormindo em sua caminhonete. Ela se tornou cozinheira voluntária do abrigo e disse que considera os funcionários da família. Ela até ajudou a preparar uma refeição caseira de Natal.

“Eles me ajudaram com meus remédios; eles me levaram para o hospital,” ela disse, “e esta é a minha maneira de retribuir. Isso me faz sentir que tenho um propósito.”

Logan Pickens (front) and volunteer Sharon Stickley stock food for day shelter guests in the kitchen at Trinity United Methodist Church. Photo by Mike DuBose, UM News. 
Logan Pickens (frente) e a voluntária Sharon Stickley estocam comida para os hóspedes do abrigo na cozinha da Igreja Metodista Unida Trinity..

Talvez ninguém tenha retribuído mais do que Logan Pickens, que apareceu pela primeira vez no abrigo quase dois anos atrás para serviços de lavanderia... e então Marsh descobriu que Logan tocava piano.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

“Em todas as igrejas, é verdade: quando descobrem que você é um pianista, você é sugado”, disse Pickens.

Lutando contra o vício, Pickens ficou sem-teto durante a pandemia e viveu no santuário por um tempo. Ele se tornou o cozinheiro do café da manhã do abrigo diurno e, mais tarde, ajudou a administrar o equipamento audiovisual para o culto online.

Agora, Pickens é, em suas palavras, “a Ruth improvisada”, aliviando Marsh das longas horas que ela dedica toda semana. Atualmente, ele mora com Marsh e seu marido, David, e começou a escola para estudar tecnologia da informação.

The Rev. Ruth Marsh and her husband, David Armstrong, embrace before Sunday worship at Trinity United Methodist Church. Armstrong served as liturgist during the service. Photo by Mike DuBose, UM News. 
A Revda. Ruth Marsh e seu marido, David Armstrong, se abraçam antes do culto de domingo na Igreja Metodista Unida Trinity. Armstrong serviu como liturgista durante o serviço.

Marsh descreve Logan como o “pied piper” do abrigo diurno, trabalhando dentro da comunidade de sem-teto para defender Trinity como um lugar confiável.

“Sou meio que o protótipo do que esse programa se tornaria”, disseram eles. “Eu fui a primeira pessoa que Ruth ajudou. Ela teve algumas conversas cara a cara comigo, reintroduziu relacionamentos comigo, realmente me reumanizou de uma maneira que eu não achava que seria possível.”

Trinity é uma pequena congregação de menos de 100 pessoas, e administrar o abrigo não é barato, mas eles encontraram maneiras de fazê-lo funcionar.

Rohde pesquisa e obtém subsídios da cidade, do governo federal e de outros lugares. Os parceiros da comunidade também oferecem apoio, como a despensa local de alimentos que envia itens que não podem ser usados ou a instituição de caridade católica que doa toalhas. Voluntários da congregação fornecem refeições.

The Snake River Radio Players perform “It’s a Wonderful Life” in the sanctuary at Trinity United Methodist Church. The presentation raised $1,000 for the church’s day shelter for homeless persons. Photo by Mike DuBose, UM News. 
Os Snake River Radio Players apresentam “It's a Wonderful Life” (É uma vida maravilhosa) no santuário da IMU Trinity. A apresentação levantou $ 1.000 para o abrigo diurno da igreja para pessoas sem-teto.

Em dezembro, a Snake River Radio Players, uma trupe de atores que se apresenta na Trinity, encenou uma produção para arrecadação de fundos de “It's a Wonderful Life” que rendeu US$ 1.000 para o abrigo diurno.

Rohde disse que o orçamento mensal é de cerca de US$ 3.000, dos quais dois terços vão para pagar o zelador e o porteiro, e o restante para as compras. Ele estima que o abrigo consome 30 galões de leite, 30 caixas de cereais, 7 quilos de açúcar e “muita” manteiga toda semana. Eles registraram 395 banhos e 135 cargas de lavanderia em novembro, e em breve adicionarão uma segunda lavadora e secadora para atender a necessidade.

“Como contador, eu me preocuparia com os gastos, mas quando alguém entra pela porta às 9 da manhã e não consegue entrar porque suas mãos estão tão frias que não conseguem dobrar os dedos, não importa o quão quanto custa”, disse Rohde.

A guest of the day shelter sleeps on an extra pew in the fellowship hall at Trinity United Methodist Church. Photo by Mike DuBose, UM News. 

Um hóspede do abrigo diurno dorme em um banco extra no salão de comunhão da Igreja Metodista Unida Trinity.

Marsh espera que outras igrejas possam ver o sucesso da Trinity e perceber que podem fazer algo semelhante em sua comunidade. Ela chama banhos e lavanderias de “low-hanging fruit” (frutos ao alcance) que não custam muito e nem mesmo afetaram drasticamente a conta de água ou aquecimento.

“Eu tento mostrar às outras pessoas como este ministério é satisfatório e, uma vez que elas chegam, elas veem por si mesmas”, disse ela.

Kemp encoraja os outros a dar um salto de fé.

“Se você acha que não tem os recursos, se você acha que sua igreja é pequena demais para lidar com isso – faça-o de qualquer maneira”, disse ela. “Os recursos virão; a comunidade vai ajudar. Quando você está fazendo a obra de Deus, isso simplesmente acontece.” 

 

*Butler é produtor/editor multimídia e DuBose é fotógrafo da equipe da Notícias Metodista Unida. Entre em contato com eles em (615) 742-5470 ou [email protected]. Para ler mais notícias dos Metodistas Unidos, assine os resumos quinzenais gratuitos.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]



Área Geral da Igreja
Dawn Wiggins Hare (à direita), principal executiva da Comissão Metodista Unida sobre o Status e o Papel da Mulher, fica emocionada quando ela e Harriett Jane Olson, diretora executiva das Mulheres Metodistas Unidas (agora Mulheres Unidas na Fé), lamentam o fracasso de duas das emendas à constituição da igreja que focaram na igualdade na igreja para mulheres e meninas durante a Assembleia de Mulheres Metodistas Unidas de 2018 em Columbus, Ohio. A Comissão sobre o Status e o Papel da Mulher celebra este ano o seu 50º aniversário. Foto de arquivo por Mike DuBose, Notícias MU.

Aos 50 anos de história, Comissão de mulheres ainda tem um longo caminho a percorrer

O principal executivo da agência, que defende a igualdade para as mulheres na igreja, reflete sobre o quão longe elas chegaram e o que ainda precisa ser feito.
Church Leadership

Rev. Isabel Gomez: O homem, o mito, a lenda fará falta

O Rev. Dr. Owen Ross, Diretor do Centro de Desenvolvimento da Igreja na Conferência Anual do Norte do Texas, escreve: "Ele me fez, como todos ao seu redor, sentir-se bem-vindo e incluído. em qualquer espaço em que ele estivesse."
Missão
Membros de uma equipe de voluntários da Conferência do Norte da Geórgia da Igreja Metodista Unida limpam uma casa em Fort Myers, Flórida, que foi inundada pelo furacão Ian.

Igrejas caminham ao lado de sobreviventes do furacão Ian

Nas primeiras semanas após a passagem do furacão Ian pelo sudoeste da Flórida, pastores e voluntários da igreja entraram em ação para avaliar as necessidades e proporcionar conforto.