Planos para a chegada tardia da legislação do GC2020

Other Manual Translations: English 한국어 español

Os organizadores da Conferência Geral receberam uma atualização sobre dois desafios que poderiam afetar de forma particular a principal assembléia legislativa da Igreja Metodista Unida no final deste ano.

Eles discutiram tanto o processo de chegada tardia da legislação quanto os problemas que poderiam impedir os delegados de receberem os vistos necessários.

"Apenas pensei que seria melhor sermos proativos e não reativos", disse Kim Simpson, presidente da Comissão na Conferência Geral. Ela iniciou a reunião on-line de 30 de janeiro.

O principal da agenda era como lidar com a legislação que ainda está por chegar, incluindo o “Protocolo de Reconciliação e Graça Através da Separação”. O acordo mediado por um grupo diversificado de bispos e líderes de grupos de defesa procura encerrar a disputa de décadas da denominação em torno de Inclusão LGBTQ.

O prazo para a maior parte da legislação aprovada em setembro - 230 dias antes da abertura da Conferência Geral – e as petições enviadas com validade já estão disponíveis para revisão on-line.

No entanto, uma parte pouco usada do Livro de Disciplina - o livro de políticas da denominação - permite que as conferências anuais submetam a legislação posteriormente, se elas se reunirem entre 230 e 45 dias antes da Conferência Geral. A Conferência Geral de 2020 ocorrerá de 5 a 15 de maio em Minneapolis.

A comissão está ciente de pelo menos dois pacotes legislativos que devem ser enviados por conferências anuais, e pode haver mais.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!


A Conferência do Alasca convocou uma sessão especial em 22 de fevereiro para considerar a apresentação de legislação que descontinuaria seu status de conferência missionária e abriria a porta para que se tornem um distrito missionário da Conferência Noroeste do Pacífico.

Quatro sessões anuais da conferência planejam adotar o protocolo, disse o bispo da Conferência de Nova York, Thomas Bickerton, aos organizadores da Associação Geral. Ele é membro da comissão da Associação Geral e da equipe de mediação de protocolo.

Bickerton disse que "Um dos curingas" é que cada conferência anual pode alterar a legislação do protocolo. “Mas estamos entrando com a liderança para incentivar essas conferências anuais a serem simplesmente o veículo para levar o protocolo à Conferência Geral.”

As conferências anuais se reuniriam em poucas semanas com o objetivo de obter a legislação oficialmente apresentada em março, ele disse.

 

 

Mais tarde, em 31 de janeiro, ele disse à Notícias MU que a legislação do protocolo estava sendo finalizada naquele fim de semana e ainda estavam em andamento negociações sobre quais conferências aprovariam a legislação. Ele disse que ele e outros membros da equipe do protocolo anteciparam que a legislação fosse divulgada publicamente na próxima semana. A legislação foi divulgada em 6 de fevereiro.

Líderes de 14 delegações da conferência na Jurisdição do Sudeste afirmaram o protocolo e pediram que este fosse um dos primeiros itens de legislação considerados no GC2020.

Existe também a possibilidade de as conferências anuais nas Filipinas ou na África apresentarem legislação em apoio ao Pacto de Natal, isso exige igualdade legislativa entre os EUA e regiões da África, Europa e Filipinas.

O Rev. Gary Graves, secretário da Associação Geral, acompanhou a comissão pelo processo do que acontece com toda a legislação quando ela chega.

Segundo ele, primeiro o secretário de petições - o Rev. Abby Parker Herrera - revisa a legislação para verificar se está no formato adequado para a Conferência Geral considerar.

Qualquer legislação considerada “inválida” ou que chegue além do prazo legal é revisada pela Comissão de Referência designada pelos bispos, que se reúne no dia anterior ao início da Conferência Geral. Este ano, o comitê deve se reunir em 4 de maio.

O comitê de referência determina se aceita envios tardios e o painel tem a palavra final sobre qual comitê legislativo recebe petições aceitas (ou seja, partes da legislação ou relatórios). Os comitês legislativos são normalmente a primeira parada para petições da Associação Geral.

Embora a legislação apresentada nas próximas sessões anuais da conferência não esteja tecnicamente atrasada, Graves disse que as petições passarão por um processo de revisão semelhante. A Comissão de Referência atribuiria a legislação para qualquer coisa que considere o comitê legislativo apropriado.

Graves acrescentou que ele trabalha em estreita colaboração com os secretários anuais da conferência para garantir que eles enviem adequadamente as petições em nome de suas conferências. A comissão da Conferência Geral concordou em produzir um comunicado de imprensa que continha instruções para petições das conferências anuais.

A comissão também recebeu uma atualização sobre as dificuldades de visto que poderiam impedir os delegados de se pronunciarem sobre qualquer legislação.

O governo do presidente Donald Trump anunciou em 31 de janeiro uma restrição de viagens ampliada a pessoas dos países da Bielorrússia, Eritreia, Quirguistão, Mianmar (também conhecida como Birmânia), Nigéria e Tanzânia.

A proibição de viajar pode afetar 28 delegados da Conferência Geral da Nigéria e Tanzânia, disse Sara Hotchkiss, gerente de negócios da Associação Geral. Essa proibição também pode afetar dois delegados da igreja autônoma afiliada em Mianmar, que têm voz, mas não votam.

O escritório da Hotchkiss emite as cartas de convite para vistos nos EUA. Ela disse que a proibição parecia estar em vigor antes do anúncio de 31 de janeiro. "Já tivemos alguns delegados rejeitados da Nigéria", disse ela.

Ela disse que a Junta Metodista Unida da Igreja e Sociedade está trabalhando com o Departamento de Estado dos EUA e com os senadores dos EUA para advogar que esses delegados obtenham os vistos necessários.

Ela acrescentou que os delegados da Libéria também estão enfrentando desafios. O país não faz parte da proibição de viajar, mas a embaixada dos EUA na Libéria suspendeu temporariamente suas operações de visto de não-imigrante. Isso significa que os delegados não podem fazer as nomeações necessárias para entrevistar os vistos de negócios.

Hotchkiss disse que não sabe o motivo da suspensão ou quanto tempo vai durar. Seu escritório está pesquisando para ver se os delegados podem se qualificar para vistos de viagem urgentes. A Conferência da Libéria deve ter 18 delegados votantes no GC2020.

Trinta e um delegados estavam ausentes da Conferência Geral especial de 2019, principalmente porque não podiam obter vistos.

"Estamos trabalhando da melhor maneira possível", disse Hotchkiss.


*Hahn é uma repórter multimídia da Notícias Metodista Unida. Entre em contato com ela pelo telefone (615) 742-5470 ou [email protected]. Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos gratuitos quinzenalmente.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para IMU_Hispana-Latina @umcom.org

 

Área Geral da Igreja
Os delegados consideram a legislação durante a Conferência Geral Metodista Unida de 2016 em Portland, Oregon. Em meio à pandemia COVID-19, a Comissão da Conferência Geral nomeou uma equipe de estudo de tecnologia para explorar como acomodar a participação.  Foto de arquivo de Mike DuBose, Notícias MU.

Novo grupo explora as opções da Conferência Geral

Os organizadores da principal assembleia legislativa da Igreja Metodista Unida nomearam uma equipa de estudo de tecnologia, para procurar formas de acomodar a participação total do COVID-19 neste momento.
Área Geral da Igreja
A Conferência do Norte do Texas votou em sua reunião anual de 19 de setembro para submeter a legislação à Conferência Geral de 2021 que iniciaria o processo de mudança da insígnia da Cruz e da Chama da igreja. O logotipo é cortesia da Comunicações Metodista Unida.

Conferência apoia substituição da Cruz e Chama

A Conferência Anual do Norte do Texas aprovou levar a proposta apresentada por um de seus pastores, à Conferência Geral de 2021, de transformar a cruz e a chama como símbolos da IMU, devido à sua conotação racista.
Área Geral da Igreja
O Bispo Kenneth H. Carter profere o sermão e a bênção durante o culto de abertura da Conferência Geral Metodista Unida de 2019, em St. Louis. Foto de arquivo de Kathleen Barry, UM News.

Delegados: use o atraso do GC2020 para obter uma nova visão

Um grupo informal de delegados da Associação Geral está convidando os membros da igreja a usar o adiamento para projetar uma nova visão para a igreja.