Pastores do Leste recebem formação para atender a saúde do rebanho do Senhor

Depois da reabertura das Igrejas, o distrito de Malanje e Kiwaba Nzoji, juntamente com membros da equipe do Centro de Saúde do Quéssua, promoveram um seminário onde 16 pastores aperfeiçoaram seus conhecimentos sobre as medidas básicas de prevenção contra a COVID-19, para atenderem bem não só a saúde espiritual dos membros, mas também a física.

Sob o lema ensinar para melhor fazer, baseado no livro de Actos 8:26-32, Daniel Cassoma Chitali, superintendente de Malanje e Kiwaba Nzoji disse: “Uma coisa é ler sem entender, mas porque estamos aqui, aprenderemos para melhor fazer, na minha e na tua Igreja, para que não tenhamos pessoas contaminadas.”

A conferência do Leste, está preocupada com a propagação da COVID-19, assim, durante os seus encontros e como forma de ajudar o governo, tem sensibilizado os seus membros e a população no geral para o cumprimento das medidas básicas de prevenção, com o slogan “Cuide de si para cuidares de nós.”

“Como devem saber, a Organização Mundial da Saúde (OMS) tem reiterado a prática do distanciamento físico de um metro, mas para garantir ainda maior segurança, o decreto presidencial angolano orienta-nos que estejamos a dois metros um do outro,” concluiu Chitali.

Até o dia 12 de Agosto, Angola contava com 1.762 casos confirmados, sendo 1.105 activos, 577 recuperados e 80 mortos. Malanje conta com um caso importado.

Neste seminário, participaram mais de 50 fiéis entre pastores, membros do gabinete episcopal, oficiais da conferência, membros do distrito e das juntas administrativas para aperfeiçoarem os conhecimentos sobre as medidas de prevenção e combate à COVID-19, acto que teve lugar na Igreja Central Malanje, local que reúne melhores condições.

“Seria melhor se, também nesta formação, nós pastores ensaiássemos as técnicas para realização dos sacramentos em tempo de pandemia. É muito importante a prática. Falar é bom, mas praticar é melhor,” explanou o Rev. Alberto Cabamba, do Cargo Pastoral Dona Melba.

A formação teve vários objectivos, entre ele as técnicas de higienização das mãos, a realização frequente de acções de limpeza e desinfecção do local do culto e o cumprimento do distanciamento físico.

“Os casos registados no Kwanza Norte, nos levam a uma reflexão profunda, visto que nossas províncias são vizinhas, por isso devemos redobrar as medidas de biossegurança para melhor prevenção do bem vida,” disse Nelson Nzage, presidente de culto e da música do distrito de Malanje.

“Apesar dos pesares, a Igreja de Nova Galileia, já tem todas condições criadas, desde baldes com torneiras, sabão, álcool em gel, lixivia para higienização das mãos e do local do culto,” conclui Nzage.

“Aqui, aprendemos muito, o que nos resta é cumprir com as regras de biossegurança impostas pela OMS e pelo governo, assim que servimos nossas comunidades. Queremos que a equipe criada para fazer inspecção sobre as medidas de biossegurança, não nos encontre desprecavidos,” disse Anabela da Graça, directora distrital de educação cristã.

Falando à nossa reportagem, o Rev. Leonardo Salgado, médico e formador disse que “não será agora que começaremos a celebrar sacramentos. Vamos dar tempo ao tempo, enquanto estudamos as melhores vias para realização destes.

“Com esta formação, acreditamos que a Igreja saberá como lidar com esta pandemia frontalmente, visto que enquanto não existir a vacina, a melhor cura para a doença é a prevenção,” continuou Salgado.

“Este treinamento é mais uma acção dentre várias que temos vindo a desenvolver para dar resposta na luta contra a pandemia da COVID-19,” concluiu Salgado.

Os formandos aprenderam as formas correctas para higienização das mãos e o uso das máscaras e passarão esse conhecimento para as comunidades onde vivem ou servem.

“Aprendemos que devemos colocar e retirar a máscara através dos elásticos, para não contaminá-la porque durante o dia, as nossas mãos entram em contacto com muitos objectos,” disse Augusto Ponzo, director do departamento de trabalho com crianças.

 “Saímos daqui formados e informados acerca da doença que colocou o mundo em pausa, resta-nos cumprir e colocar em prática todos os ensinamentos, para o bem das nossas comunidades e do País como um todo”, disse António Ferrão, um dos participantes.

Nhanga é o comunicador da Conferência de Leste de Angola das Notícias Metodista Unida. Contacto com a imprensa: Rev. Gustavo Vasquez, editor de notícias, em [email protected] Para ler mais notícias da Metodista Unida, inscreva-se nos resumos quinzenais gratuitos.
Missão
Bispo Scott Jones visita o aluno da 3ª série, Dondren Wilson, no primeiro dia do programa Santuários de Aprendizagem na Igreja Metodista Unida Trinity em Houston. O programa, iniciado pela Conferência do Texas da Igreja Metodista Unida, oferece um espaço seguro, acesso à Internet e outros recursos nas igrejas da área, permitindo que os pais retornem ao trabalho e seus filhos continuem seus estudos durante a pandemia COVID-19. Foto de Mike DuBose, Notícias MU.

As igrejas de Houston tornam-se santuários de aprendizagem para estudantes

O programa “Santuários da Aprendizagem” da Conferência Anual do Texas foi lançado em 8 de setembro para alunos que não precisavam mais ir à escola após as férias de verão.
Missão
Incêndios florestais queimam durante uma noite de meados de agosto perto de Susanville, Califórnia. Uma série de incêndios florestais destruiu mais de 30.000 acres de terra ao redor de Susanville. Foto de Doug Magill, Exército dos EUA.

Incêndios e coronavírus complicam a ajuda humanitária no Ocidente

Depois de um furacão ou tornado, equipes de ajuda humanitária e voluntários da igreja freqüentemente entram em ação. Tal resposta não foi possível diante do grande número de incêndios florestais.
Missão
O estudante de ensino médio Sylvestre Muthoma se prepara para voltar às aulas em Bukavu, no Congo. As escolas reabriram em Agosto para aqueles que precisam fazer os exames finais para graduar. Foto de Philippe KitukaLolonga, Noticias MU.

Escolas africanas se adaptam aos requisitos de saúde

Com mais de 1 milhão de casos de COVID-19 confirmados em África, as escolas e universidades da Metodista Unida enfrentam desafios sem precedentes. Os comunicadores das Noticias MU compartilham como as escolas e igrejas estão se adaptando.