Igrejas da área se preparam para servir aos vizinhos necessitados no Dia de Ação de Graças

Other Manual Translations: español

Na Primeira Igreja Metodista Unida de Katy, 1.000 latas de molho de cranberry e 500 potes de molho de peru estão prontos. Algumas milhas abaixo da I-10, a IMU de São Pedro está coletando 1.000 caixas de recheio, e nas proximidades da IMU de Holy Covenant, uma montanha de purê de batatas em caixas está crescendo. Estas três igrejas Metodistas Unidas fazem parte de uma tradição ecumênica - a Festa de Ação de Graças de Katy, que fornece refeições festivas para famílias necessitadas. Em novembro, no entanto, em vez de criar um jantar presencial, cada igreja está doando partes para festas em casa. Ao mudar sua abordagem, as congregações se recusam a permitir que a COVID-19 atrapalhe a celebração do Dia de Ação de Graças.

A Festa de Ação de Graças remonta a 2003, quando a Igreja Missionária Batista Antioquia na Cidade Velha, Katy, decidiu que ninguém em sua área deveria ficar sem uma refeição caseira de Ação de Graças. Os membros começaram a cozinhar em casa e na pequena cozinha da igreja.

Kathy Fraser, membro do IMU Holy Covenant, descobriu o programa em 2008, enquanto procurava uma oportunidade para ajudar outras pessoas no Dia de Ação de Graças. Ela estava ciente dos esforços de toda a comunidade no centro de Houston para alimentar os necessitados e queria encontrar uma opção mais perto de casa, em Katy.

“Eu queria que nossa família se envolvesse em retribuir”, disse ela. “Então comecei a perguntar por aí.”

Quando ela descobriu sobre o Dia de Ação de Graças de Antioquia, ela ligou imediatamente. “Eu perguntei a eles se poderíamos fazer parte disso”, lembrou Fraser. “Eles disseram: 'Absolutamente. Venha.'”

Em pouco tempo, Fraser trouxe mais amigos para participar da celebração do Dia de Ação de Graças em Antioquia.

“A cada ano, ficava um pouco maior”, disse ela. “Eventualmente, montamos barracas e trouxemos para fora, porque estávamos fazendo muito.”

Finalmente, Fraser sentou-se com membros da Antioquia. “Nós meio que superamos o que estamos fazendo”, disse ela.

Ela perguntou aos voluntários da igreja se eles considerariam trabalhar com outras congregações para alcançar ainda mais pessoas, e a congregação concordou de todo o coração.

Fraser trouxe seu amigo Steve Meadows, também membro do Holy Covenant, para ajudar a dar início ao evento. Juntos, eles procuraram locais para a refeição, mas, em vez disso, decidiram que seria melhor se as igrejas da área se revezassem para hospedar o evento.

Doações chegam de todos os lugares

No primeiro ano, A Primeira Igreja Metodista Unida Katy foi anfitriã. Os perus doados por Randall, e o restaurante e serviço de bufê Good Ole Boys se ofereceram para cozinhar e embalar a carne. Doze igrejas se uniram para fornecer acompanhamentos e voluntários para servir as refeições.

Em pouco tempo, as congregações doaram mais, como enlatados, casacos, fraldas e Bíblias em inglês e espanhol. Voluntários das igrejas também se ofereceram para orar com qualquer participante que estivesse interessado.

Organizações sem fins lucrativos e empresas da área participaram da celebração. A Clothed By Faith, que doa roupas para quem precisa, montou barracas no evento. Katy Budget Books criou um espaço infantil para jovens leitores. O Centro de Ajuda à Gravidez e a Christ Clinic forneceram assistência médica, e a Hope Impacts expandiu o serviço para moradores locais sem-teto. Katy Christian Ministries também compareceu e compartilhou informações sobre suas ofertas.

As igrejas começaram a fornecer recepcionistas bilíngues para ajudar os hóspedes e oferecer serviços de entrega para aqueles que não estavam em casa.

A festa continua, apesar de COVID

Tudo correu bem durante anos, até que COVID-19 interrompeu os planos, explicou Fraser. Isso teria marcado o 10º aniversário da Festa de Ação de Graças - e sua igreja estava pronta para sediar festividades este ano.

Um evento presencial não fazia mais sentido, nem trazer suprimentos e alimentos de várias famílias. “Queríamos manter todos seguros, todos os nossos hóspedes e voluntários”, disse Fraser.

O comitê gestor da Festa de Ação de Graças de Katy encontrou uma alternativa perfeita. Katy Christian Ministries (KCM) já planejou distribuir perus durante o mês de novembro. “Achamos que talvez pudéssemos fazer parceria com a despensa de alimentos, que já estava fazendo um drive-through”, disse ela.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

As igrejas fizeram parceria com a KCM para fornecer todos os participantes para irem com seus jantares - e a HEB concordou em doar perus. “Eles não estão apenas comprando um peru agora”, disse Fraser. “Eles recebem uma caixa de ingredientes para criar sua própria festa de Ação de Graças em casa.”

Bud e Joanie Ramser, membros do Primeira IMU Katy, vieram a bordo em 2017 e copresidiram o evento em 2018, disse Fraser. “Eles têm sido fundamentais na obtenção de doações maravilhosas de casacos e bíblias e no envolvimento ativo da Escola Dominical Rejoice”, acrescentou ela.

Bud Ramser explicou que, normalmente, a Festa de Ação de Graças atende cerca de 900 a 1.100 pessoas, seja com refeição, retirada ou entrega. “É realmente uma operação e tanto e é uma bênção para todos os voluntários que fazem isso acontecer”, disse ele.

Este ano será diferente, disse Ramser. “Não é a mesma escala”, disse ele.

Ainda assim, ele estava feliz que as igrejas encontraram uma maneira de continuar a tradição. “A necessidade ainda existe”, disse ele. “Não é a mesma coisa, mas é o melhor que podemos fazer.”

Elizabeth Bücher, assistente de ministério do pastor executivo, na IMU de São Pedro, concordou. “É algo que fazemos coletivamente aqui em Katy; todos nós viemos juntos”, disse ela. “Não podemos fazer tanto, mas ainda podemos fazer algo. Só está parecendo diferente este ano.”

Alison Leslie, que é voluntária de St. Peter, disse que a primeira vez que compareceu à Festa de Ação de Graças a impressionou. “Fiquei tão maravilhada”, disse ela. “O foco estava exatamente onde precisava estar, a cada passo do caminho - como servimos às pessoas em seus corações, almas e espíritos.”

A adesão à KCM permite que as congregações participantes ainda alcancem os necessitados, sem reinventar a roda, acrescentou Leslie. “Como tudo o mais, não é o mesmo este ano, mas ainda podemos colocar o mesmo coração e intenção nisso”, disse ela.

 

*Lindsay Peyton, Conferência Anual do Texas da Igreja Metodista Unida

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]. Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

 

Área Geral da Igreja
Um prato de oferendas é passado pelo banco da Catedral das Rochosas, uma igreja Metodista Unida em Boise, Idaho. O conselho do General Council on Finance and Administration (Conselho Geral de Finanças e Administração) pesquisou os tesoureiros da conferência dos Estados Unidos para descobrir que impacto as dissociações e fechamentos de igrejas em potencial terão na fórmula de distribuição nos próximos quatro anos. Foto de arquivo de 2018 por Mary Kienzle, Comunicações Metodista Unida.

Estimando o impacto financeiro das saídas da igreja

Os líderes financeiros da Metodista Unida votaram nos orçamentos das agências para 2021 enquanto discutiam os custos de uma possível divisão da igreja e uma proposta para reduzir o número de bispos.
Missão
James Hildreth, presidente e CEO da Faculdade de Medicina Meharry, fala durante a coletiva de imprensa no Titans mural no Korean Veterans Blvd., para atualizar o público sobre a resposta de Nashville à Covid-19 e a estratégia daqui para frente. Foto cedida por Alan Poizner para o The Tennessean.

O presidente da faculdade metodista pode estar na equipe de Biden

Hildreth ganhou fama enquanto conduzia pesquisas sobre HIV e AIDS que começaram na década de 1980.