Evento Ressurreição Jovem muda vidas na Costa Rica

Foi na hora final do primeiro fim de semana espiritual Ressurreição, na Costa Rica, que as pessoas que trabalharam duro para que o evento acontecesse não puderam mais conter suas emoções. Eles choraram e se abraçaram enquanto observavam centenas de jovens indo ao altar.

Quando as guitarras elétricas finalmente se calaram e os adoradores estavam voltando para casa, as emoções ficaram contidas novamente quando os organizadores desmontaram, embalaram e limparam o espaço de adoração que ajudaram a criar.

"Eu estou tão animado. Eu tenho tantos sentimentos dentro de mim. Quero chorar, mas não posso porque tenho que trabalhar”, disse Yadir Santiago Soto, pastor de jovens e líder da equipe organizadora da Costa Rica. "No próximo ano, queremos ter o dobro do número de pessoas", disse.

Em seu ano inaugural, a Ressurreição na Costa Rica contou com a presença de 750 juvenis e jovens de todo o país, a maioria das congregações da Igreja Evangélica Metodista da Costa Rica.
Realizada de 11 a 13 de outubro em La Fortuna, Costa Rica, a reunião espiritual em uma cidade turística foi inspirada pelo ministério de jovens da Ressurreição de 34 anos da Conferência Holston, que chega até 10.000 na Great Smoky Mountains, leste do Tennessee todo mês de janeiro.
"Não há palavras suficientes para descrever o que aconteceu", disse Reagan Kelly, membro da equipe de missão que viajou do Tennessee para apoiar a equipe de design da Costa Rica. “Nós conseguimos. Foi um dos momentos mais transparentes que já tive, de poder ver o amor de Deus com tanta clareza”.

Na primeira e segunda noites do evento, 246 pessoas assumiram o compromisso de relacionamento com Jesus Cristo pela primeira vez. No último dia, cerca de 400 se comprometeram com o serviço cristão em tempo integral.

Quando um muro de pessoas se mudou para a frente da igreja durante a adoração final, o cantor gospel Harold Guerra pediu que se virassem e olhassem para as portas na parte de trás do santuário.

“Você não está olhando dentro da igreja. Você está olhando do lado de fora da igreja - disse Guerra. “Você está dizendo: 'Estou levando esse evangelho para as nações, para as gerações.' Você está aceitando a ligação para ir 'para lá'.”

A ressurreição na Costa Rica foi organizada por uma equipe de liderança, incluindo a Igreja Evangélica Metodista da Costa Rica; Mãos samaritanas; e a equipe de design da Ressurreição da Conferência de Holston.

O evento de três dias contou com pregadores latinos, líderes religiosos e músicos. Guerra cantou louvores junto com sua esposa e parceira de gravação, Elena Witt, filha do vencedor do Grammy Latino Marcos Witt.

A banda de louvor Save Our Souls liderou a maior parte da música. O vocalista da banda, Lester Guevara, escreveu uma música tema que foi rapidamente capturada pelos fiéis. Durante o fim de semana, os participantes cantaram e dançaram ao coro de Dios de Amor: “ Quiero adorarte por los siglos. Resucitar, eres Dios de amor. ” - /“ Quero te adorar pelos séculos. Você ressuscitou, você é Deus do amor.”

Ouça a música

Outros líderes de louvor incluíram Job Gonzalez, pastor e artista de gravação de McAllen, Texas; e o Rev. Roberto Blanco, pastor associado da Igreja Metodista Unida de St. Luke em Houston, Texas. Blanco, natural de Cuba, tocou sua trombeta e testemunhou a resposta ao chamado de Deus para servir no Brasil e nos EUA. "Você quer ficar com o peixe ou quer ir com Jesus?", Perguntou Blanco. "Muitas pessoas hoje querem ficar com o peixe, mas os peixes não são para sempre."

Organizadores dos EUA foram chamados ao palco e celebrados por seus papéis em trazer a Ressurreição para a Costa Rica, incluindo o Rev. Jerry Russell, diretor da Samaritan Hands; o Rev. Jason Roe, líder da Equipe de Design da Ressurreição dos EUA; Roger Murphy, do Samaritan Hands e da Igreja Metodista Unida de Fairview; e o Rev. Hugh Kilgore, um dos três pastores jovens que fundou a Ressurreição em 1985.

"Deus está fazendo uma coisa nova, e você faz parte disso", disse Kilgore à multidão da Ressurreição.

A bispa Mary Virginia "Dindy" Taylor, bispo residente da Conferência de Holston, também esteve presente com o marido, o Rev. Rusty Taylor; sua assistente, Lori Sluder; e o diretor de ministérios de conexão de Holston, o Rev. Mike Sluder.

Uma equipe missionária, incluindo cerca de 40 jovens da Conferência Holston, clérigos e outros membros da igreja, passou uma semana na Costa Rica, liderando cinco escolas bíblicas de férias em diferentes bairros antes de chegar a La Fortuna para ajudar na equipe do evento espiritual de três dias. Uma equipe de cerca de 45 membros da Igreja Evangélica da Costa Rica liderou o planejamento e a hospedagem do evento, disse Russell.

Os membros da equipe dos EUA não apenas prepararam materiais de registro e moveram equipamentos (entre outras tarefas) para se preparar para os fiéis da Ressurreição em Iglesia Rompiendo Limites, a igreja onde as sessões eram realizadas. A equipe da missão também ajudou a servir refeições aos jovens da Ressurreição em um refeitório católico próximo e organizou jogos e recreação em uma escola próxima.

Cada ingresso de US $ 40 cobria as sessões de música e mensagens, além de refeições e hotéis, explicou Roe. As congregações da Costa Rica foram incentivadas a patrocinar seus jovens, mas as contribuições dos EUA apoiaram amplamente o evento.

"Os maiores contribuintes para isso são os jovens da Ressurreição, e a maioria são crianças da Conferência de Holston", disse Roe, referindo-se a uma oferta de US $ 30.000 feita durante a Ressurreição em janeiro passado, em Pigeon Forge, Tennessee. “Nós semeamos esse ministério para que ele se enraizasse. Esperamos que se espalhe e se torne autossustentável.”

Outros apoiadores financeiros incluíram Samaritan Hands, Igreja Metodista Unida Fairview (Maryville, Tennessee),  Fundação Holston e Ministérios Hispânicos / Latinos da Conferência Holston. O evento foi financiado - incluindo hotéis, alimentos e bolsas de estudo - com um total de US $ 45.000, disse Russell.
Os participantes do fim de semana de 11 a 13 de outubro disseram que concertos e acampamentos cristãos são comuns em suas comunidades, mas a Ressurreição oferece algo mais.

Kobe Gutierrez, 18 anos, da Grecia, Alajuela, Costa Rica, disse que gosta de adorar com pessoas de outras partes de seu país e se reunir para uma experiência de fim de semana. "É mais aberto e mais relaxante", disse ele. "A comida estava boa também."

Kendall Barrantes, 16, de San Jose, Costa Rica, disse que apreciava os amigos que fez com os jovens na equipe de missão dos EUA. Barrantes exibia pulseiras de borracha e um colar de cruz que seus novos amigos haviam lhe dado.

"Vir aqui foi uma experiência tão diferente", disse Barrantes. “Isso nos conecta com diferentes culturas, diferentes países, pessoas que nunca vi antes. Eu gostei de todas as partes.

Guevera disse que nos 10 anos de sua banda tocando em shows cristãos, o Ressurreição foi “um dos maiores que eu já vi. Não apenas por causa dos números, mas por causa do que Deus está fazendo. O que eu nunca vi antes é que todos se levantaram [em resposta aos chamados do altar].”

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida. 

FIQUE INFORMADO!

Veja o vídeo de abertura

Para participar da equipe missionária dos EUA, Jacob Goodman disse que perdeu uma semana de aulas no Mountain Empire Community College, em Big Stone Gap, Virgínia. “Estou tão feliz pelo que eu fiz. Eu amo isso aqui. Naquela igreja, eu não conseguia entender nada. Mas você pode sentir a presença de Deus".

Russell disse que se reunirá com a equipe de liderança da Costa Rica no início de novembro, pois eles esperam organizar uma segunda ressurreição em 2020 ou 2021. Outro objetivo é iniciar um evento de ressurreição no Zimbábue, onde a Samaritan Hands e a Conferência de Holston já têm parceiros de missão.

Russell é um pastor aposentado de Holston que trabalha há décadas no desenvolvimento de missões Metodistas Unidas em todo o mundo. No palco da Ressurreição, ele segurou um grande globo e falou em espanhol à multidão sobre a enormidade das boas novas de Deus "para todas as línguas, para todas as pessoas do mundo". Quando voltaram para casa da Ressurreição, ele disse aos ouvintes, eles serão transformados.

"As pessoas perguntam: 'Onde você esteve?'", disse Russell. “E diremos: 'Estivemos com Deus e com nossos irmãos e irmãs em Cristo. Nós estivemos na Ressurreição e com o Ressuscitado.'”

Veja também:

Mais 15 coisas para saber sobre a Ressurreição em C.R. (27 de Outubro de 2019)

Mais fotos do Ressurreição na página do Facebook

Ressurreição ganha nova vida com o lançamento da Costa Rica neste outono (30 de janeiro de 2019)

 

*Annette Spence - Contact Annette Spence at annettespence@holston.org

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para IMU_Hispana-Latina@umcom.org. Para ler mais sobre as Notícias Metodistas Unidas, assine o resumo gratuito quinzenal clicando aqui.

 

Igreja Local
Ethel Sandy, coordenadora das Mulheres Metodistas Unidas (United Methodist Women - UMW), fala com os alunos da Albert Academy - a única escola secundária de meninos Metodistas Unidos em Freetown, Serra Leoa - sobre os perigos de trapacear nos exames. Foto de Phileas Jusu, Notícias MU.

UMW inicia campanha anti-trapaça nas escolas da igreja

Os membros das Mulheres Metodistas Unidas na Conferência de Serra Leoa iniciaram uma campanha anti-trapaça nas escolas Metodistas Unidas.
Evangelismo
Comunidade Nova na zona rural a 50kms de Antananarivo. Foto de Joao Filimone Sambo.

Madagáscar: evangelização através da educação garante o crescimento da IMU

A grande ilha de Madagáscar, localizada na parte insular da costa sudeste da África, entre o Canal de Moçambique e a parte ocidental da Asia, é um terreno fértil para evangelização e implantação do Metodismo Unido através da Educação.
Igreja Local
Jovens Metodistas Unidos marchando nas arterias da cidade de Luanda, durante as celebracoes dos 67 anos da criacao da JMUA. Foto de Augusto da Graca.

Jovens Metodistas Unidos celebram o 67° aniversario da sua existencia na contramão do mundo

A organização da Juventude da Igreja Metodista Unida em Angola celebrou no passado dia 4 de Julho os 67 anos de existencia desde a sua criação no ano de 1952.