Igrejas servem como centros de acolhida e abrigos

Other Manual Translations: English español

As igrejas Metodistas Unidas lutaram para se manterem abertas como centros de aquecimento e abrigos durante a noite depois que tempestades de inverno históricas no início desta semana deixaram quase 3 milhões de casas no Texas sem eletricidade e com temperaturas abaixo de zero.

Em 18 de fevereiro, mais de meio milhão de residências no Texas ainda não tinham eletricidade, e muitas tinham baixa pressão ou nenhuma água devido aos sistemas locais de abastecimento de água em dificuldades. Canos quebrados e inundações estavam tornando algumas residências inabitáveis.

“Dizemos no ano passado, durante a pandemia, que a igreja não é o edifício, mas o edifício é o que as pessoas precisam em termos de abrigo”, disse o Rev. Clayton Oliphint, pastor da Primeira Igreja Metodista Unida em Richardson, Texas.

Sua igreja e outras - em todo o Texas, bem como em Arkansas, Oklahoma e Missouri - ofereceram às pessoas um lugar para se aquecer, carregar aparelhos e conseguir algo para comer.

O Centro de Vida da Família na Primeira Igreja Metodista Unida em Hot Springs, Arkansas, está fervilhando esta semana.

“Era para ser um abrigo noturno, mas as condições estão tão ruins que estamos abertos 24 horas por dia, 7 dias por semana”, disse o Rev. Bill Sardin, pastor associado.

A igreja tem se concentrado em ajudar os sem-teto, atendendo uma média de cerca de 50 pessoas nessas condições.

“A polícia está dirigindo por aí e, se vir alguém no frio, está trazendo-o para o nosso abrigo”, disse Sardin.

A Igreja Metodista Unida Oak Lawn, em Dallas, nos últimos anos, tem sido líder na busca de abrigo para pessoas sem-teto quando as temperaturas caem abaixo de zero. A igreja normalmente abria suas próprias portas, atraindo voluntários da congregação e de outros grupos religiosos.

A reverenda Rachel Baughman disse que a coalizão de abrigos de emergência da qual a igreja faz parte decidiu este ano, por causa da pandemia, levantar fundos para abrigar pessoas em um hotel local. Mas o hotel enfrentou desafios operacionais devido ao clima, e o número de pessoas necessitadas cresceu.

Volunteers set up cots at Dallas' Kay Bailey Hutchison Convention Center, part of a collaborative effort to provide a warm refuge for unsheltered persons as Texas deals with historic low temperatures. Oak Lawn United Methodist Church of Dallas has had a leadership role in the emergency response, which has had funding help from the North Texas Conference and individual United Methodist churches. Photo courtesy of the Rev. Rachel Baughman.

Voluntários montaram leitos no Centro de Convenções Kay Bailey Hutchison de Dallas, parte de um esforço colaborativo para fornecer um refúgio acolhedor para pessoas desabrigadas enquanto o Texas lida com baixas temperaturas históricas. A Igreja Metodista Unida Oak Lawn de Dallas teve um papel de liderança na resposta de emergência, que teve ajuda financeira da Conferência do Norte do Texas e de igrejas Metodistas Unidas individuais. Foto cortesia da Revda. Rachel Baughman.

Portanto, a coalizão trabalhou com a cidade de Dallas para abrir o Centro de Convenções Kay Bailey Hutchison no centro.

“Neste ponto, estamos com cerca de 930 pessoas no centro de convenções, no que diz respeito à população sem abrigo, que é separada da parte do centro que é aberta ao público em geral”, disse Baughman. “Estamos organizando três refeições por dia e temos leitos para todos”.

Baughman disse que os testes rápidos para COVID-19 fazem parte do processo de admissão.

“A pandemia se soma a tudo”, disse ela.

Baughman elogiou a Conferência do Norte do Texas pelo apoio financeiro ao trabalho de seu grupo.

A conferência anteriormente concedeu um subsídio equivalente de US $ 50.000 que atraiu um montante igual de apoio. Na emergência atual, a conferência fez outra doação de US $ 25.000, disse o Rev. Andy Lewis, diretor de alcance missionário.

Lewis elogiou o esforço colaborativo para proteger os moradores de rua do frio como "nada menos que salvador".

Muitos clérigos, incluindo Baughman, ficaram sem energia em casa durante grande parte da semana, mesmo quando tentaram ajudar outras pessoas.

As fileiras trêmulas incluem o bispo da Conferência do Texas, Scott Jones, cuja residência episcopal em Houston perdeu eletricidade na manhã de segunda-feira e tem participado de apagões contínuos.

“Acabou de sair de novo”, disse ele durante uma entrevista por telefone em 17 de fevereiro.

Jones disse que sua conferência está começando a receber relatórios de igrejas e casas paroquiais com canos quebrados, devido às baixas temperaturas.

“Ainda estamos em modo de crise, então não sabemos bem quais são os danos”, disse ele.

Os membros da congregação em toda a Conferência do Texas estão sofrendo por falta de eletricidade e canos congelados.

“No Texas, não isolamos nossas casas tão bem, então o rompimento de canos é um fenômeno que temos experimentado”, disse Jones.

Haley Villines offers Holy Communion to a guest in the church gymnasium serving as a warming shelter at First United Methodist Church in Hot Springs, Ark. Photo by Cindy English.

Haley Villines oferece a Sagrada Comunhão a um convidado no ginásio da igreja que serve como abrigo de aquecimento na Primeira Igreja Metodista Unida em Hot Springs, Ark. Foto de Cindy English.

O Rev. Paul Escamilla é pastor da Igreja Metodista Unida Laurel Heights em San Antonio, e ele estimou que pelo menos dois terços das pessoas de sua congregação estão sem eletricidade.

Sua igreja foi inaugurada em 17 de fevereiro como uma estação de acolhimento para os necessitados, incluindo animais de estimação.

“Você não pode deixar os animais de estimação fora da equação”, disse Escamilla.

A Primeira Igreja Metodista Unida de Wharton, Texas, 50 milhas ao sul de Houston, trabalhou com outras igrejas locais e a organização sem fins lucrativos Hesed House of Wharton em uma estratégia para ajudar na emergência.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

Por causa dos desafios de segurança relacionados ao COVID-19, a decisão foi evitar a abertura de abrigos, mas identificar as pessoas necessitadas e levá-las a tipos mais privados de espaços quentes.

Uma família de sete pessoas, uma em cadeira de rodas e outra em oxigênio, chamou a atenção do grupo. A família estava sem eletricidade e não conseguia encontrar um quarto de hotel ou motel.

A Primeira Igreja Metodista Unida de Wharton tornou-se seu lar temporário porque tem uma rampa para cadeiras de rodas e energia para a máquina de oxigênio.

“Tem sido um esforço comunitário”, disse o pastor Steven Blackmon, observando que a Primeira Presbiteriana de Wharton tem fornecido alimentos.

A área de Dallas, como grande parte do Texas, recebeu pancadas duplas de neve e gelo, com temperaturas na casa de um dígito em 16 de fevereiro.

A emergência fez com que o Rev. Craig Hill, reitor da Escola de Teologia Metodista Unida Perkins, usasse seu caminhão com tração nas quatro rodas para pegar dois alunos que não tinham eletricidade. Ele os levou para um abrigo de igreja, disse a reverenda Connie Nelson, diretora executiva de relações públicas do seminário.

A emergência do clima coincidiu com a Quarta-feira de Cinzas e impediu algumas igrejas de realizarem eventos de drive-thru onde o clero administra cinzas. Outras igrejas planejaram ter um culto presencial na Quarta-feira de Cinzas - com assentos limitados e espaçados por causa da pandemia - mas tiveram que ir apenas online.

Embora as temperaturas tenham subido em 17 de fevereiro, ainda estavam abaixo de zero em muitos lugares, incluindo o leste do Texas.

“Está chovendo agora e caindo muita neve”, disse o Rev. Aaron Laird, pastor associado da Igreja Metodista Unida Dayspring em Tyler, Texas, na manhã de 17 de fevereiro. “Temos cerca de cinco centímetros de gelo e neve com uma camada de granizo caindo em cima dela.”

A Dayspring abriu suas portas e acolheu alguns residentes da área, mas o sistema séptico da igreja congelou. A igreja encontrou locais seguros para aqueles que abrigava e, desde então, providenciou alguns banheiros portáteis.

A igreja também fez um apelo no Facebook por água engarrafada porque um pedido de água fervente está em vigor, devido a problemas relacionados com a falta de energia no sistema de água da cidade.

"Estamos abertos", disse Laird. “Fomos limitados (em número) simplesmente porque as pessoas não podem chegar aqui. As condições de direção são horríveis.”

 

*Hodges é redator do Notícias Metodista Unida em Dallas. Caleb Hennington, editor digital da Conferência de Arkansas, colaborou. Contate Hodges em 615-742-5470 ou [email protected]. Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]

Missão
Bispo Scott Jones visita o aluno da 3ª série, Dondren Wilson, no primeiro dia do programa Santuários de Aprendizagem na Igreja Metodista Unida Trinity em Houston. O programa, iniciado pela Conferência do Texas da Igreja Metodista Unida, oferece um espaço seguro, acesso à Internet e outros recursos nas igrejas da área, permitindo que os pais retornem ao trabalho e seus filhos continuem seus estudos durante a pandemia COVID-19. Foto de Mike DuBose, Notícias MU.

As igrejas de Houston tornam-se santuários de aprendizagem para estudantes

O programa “Santuários da Aprendizagem” da Conferência Anual do Texas foi lançado em 8 de setembro para alunos que não precisavam mais ir à escola após as férias de verão.
Preocupações Sociais
A pandemia de coronavírus apresentou desafios únicos para o censo dos EUA este ano. A Igreja Metodista Unida Robbinsville é uma das igrejas que está tentando ajudar a garantir que todos sejam importantes. Ilustração fotográfica: Kathleen Barry, Notícias MU.

As igrejas veem o censo como parte de sua missão

Os Metodistas Unidos nos EUA estão ajudando pessoas difíceis de contar a "irem ao censo". Ao fazer isso, eles esperam fortalecer suas comunidades.