Cape se orgulha do trabalho de liderança na agência

Other Manual Translations: English español

Adaptação e mudança são as forças vitais do Conselho Metodista Unido de Educação Superior e Ministério, e chegou a hora de sua líder fazer uma mudança própria.

"Estou em paz", disse a reverenda Kim Cape, cujo último dia será em 1 de junho, embora ela permaneça como consultora por alguns meses. “Tenho 67 anos. Eu não tenho mais outros quatro anos em mim. É apenas o ritmo natural das coisas que faríamos nessa transição”.

Os executivos da agência do programa na igreja são eleitos para mandatos de quatro anos.

Cape liderou a agência de ensino superior e ministério por oito anos e serviu a igreja por um total de 43 anos, incluindo 16 anos como ministra Metodista Unida em sua terra natal, o Texas.

“Damos graças pela liderança e espírito da Dra. Kim Cape”, disse o Bispo William T. McAlilly, presidente do conselho da agência, e líder da Área Episcopal de Nashville da Igreja Metodista Unida.

Ele elogiou sua visão de educação teológica global, que, segundo ele, levou a agência de ensino superior e ministério a “criar parceiros em toda a igreja que fortaleceriam o testemunho Wesleyano no mundo”.

O bispo acrescentou que Cape posicionou a agência de ensino superior e de ministério para ser “a agência líder na UMC que se concentra em liderança e inovação”.

Cape disse que a agência é talvez a mais complexa da igreja.

Photo of the original board of the United Methodist Board of Higher Education and Ministry from 1953 shows early diversity and hangs outside the office of the Rev. Kim Cape who served on the board before her post as general secretary.  Photo by Kathleen Barry, UMNS.  

A foto da junta original do Conselho Metodista Unido de Educação Superior e Ministério de 1953, mostra a diversidade inicial e está exposta do lado de fora do escritório do Rev. Kim Cape, que serviu no conselho antes de seu posto como líder da agência. Copia da foto por Kathleen Barry, Notícias MU.

"Estamos trabalhando com nossas escolas, faculdades, universidades e instituições teológicas ao redor do mundo para cultivar a base teológica e o patrimônio Wesleyano", disse Cape.

A missão da agência é a liderança - como cultivá-la, sustentá-la e transmiti-la à próxima geração.

Em colaboração com Rick DeShon, professor de psicologia na Michigan State University e presidente da empresa de psicologia organizacional Coetic, a agência de ensino superior e ministério passou uma década desenvolvendo o Effective Ministry 360, uma ferramenta para a eficácia e avaliação do clero que guiará os pastores Metodistas Unidos da candidatura à aposentadoria em incrementos de oito anos. 

“Eu aprendi muito sobre a essência da liderança trabalhando com Kim e observando ela navegar em tempos muito difíceis”, disse DeShon. “Quando conheci Kim em 2012 ou 2013, a palavra 'feroz' - no sentido de mostrar uma intensidade sincera e poderosa - imediatamente veio à mente e permaneceu verdadeira para mim desde então. Como uma pessoa de fora, tive o privilégio de conhecer a liderança de Kim em uma ampla variedade de contextos, eventos e pessoas. Através dessas experiências ela tem sido flexível na apresentação e no tom, mas ferozmente consistente em sua mensagem”.

A ferramenta Effective Ministry 360 foi lançada em setembro de 2018.

"Ele lista os comportamentos de um pastor eficaz", disse Cape. “E então você se auto-avalia e pode ter uma conversa com o seu Comitê Pastoral / Paróquia - 'OK, você está indo muito bem nessas coisas, você tem o dom natural para isso. Aqui é onde você precisa trabalhar, e aqui é onde podemos ajudá-lo' - e então você tem uma aliança sobre como melhorar juntos, tanto leigos quanto clérigos”.

Ferramentas de avaliação similares estão sendo desenvolvidas para reitores e presidentes de instituições de ensino superior. É chamado de Pipeline de Liderança, e está programado para ser lançado no próximo ano.

Photo of the original board of the United Methodist Board of Higher Education and Ministry from 1953 shows early diversity and hangs outside the office of the Rev. Kim Cape who served on the board before her post as general secretary.  Photo by Kathleen Barry, UMNS.  

A Revda. Kim Cape aponta relevos originais com John Wesley, o selo do Conselho Metodista Unido de Educação Superior e Ministério, e Francis Asbury na frente dos escritórios do Conselho Metodista Unido de Educação Superior e Ministério. Foto por Kathleen Barry, Notícias MU.

Cape, criada na Igreja Cristã (Discípulos de Cristo), iniciou a sua carreira na Igreja Metodista Unida quando foi contratada como diretora de jovens na Primeira Igreja Metodista Unida em McAllen, Texas.

Fiquei tão impressionado que eles contratariam alguém que não é um Metodista Unido para a sua juventude que eu me juntei à Igreja Metodista, para grande desânimo da minha mãe”, disse Cape. "Foi evangelismo por emprego".

Formado em música na Universidade de Texas-Pan-Americana, Cape, na Universidade do Texas, voltou-se para o trabalho da Metodista Unida no ministério da música. Ela estudou na Escola de Teologia Perkins da Universidade Metodista Southern, e se formou em 1979.

"Eu descobri que eu poderia pregar e depois servi as igrejas locais no Texas por 16 anos", disse ela.

Cape mudou de posições como diretora musical, pastora associada e pastora sênior antes de se tornar uma superintendente distrital.

"O trabalho mais favorito da minha carreira costuma ser o que estou fazendo", disse Cape. “Eu adorava ser pastora. Eu adorava ficar com pessoas na vida, na morte, em casamentos, e funerais, estar com pessoas nesses momentos sagrados”.

Cape fez o trabalho de desenvolvimento da Fundação Metodista do Texas por sete anos, depois trabalhou no desenvolvimento de novas igrejas, ainda no Texas. Movendo-se para Nashville, ela trabalhou no desenvolvimento no Upper Room.

Quando o cargo de principal executiva da agência de ensino superior e ministério foi aberto, Cape disse que ela estava servindo no conselho de diretores da agência. Ela amava o trabalho, então ela se candidatou ao emprego.

Os únicos planos firmes de Cape para a aposentadoria até agora são concluir alguns projetos Metodistas Unidos e fazer algumas pescarias no Golfo do México, na casa que ela mantém na costa do Texas. Cape uma vez puxou um peixe vermelho de 50 libras lá, segundo ela.

"Eu vou tentar seguir o conselho de alguns amigos aposentados para não tomar grandes decisões imediatamente, meio que deixar as coisas se acalmarem", disse ela.

Embora ela não tenha dúvidas de que seu tempo na agência do ensino superior e do ministério tenha sido frutífero, ela também tem certeza do valor de alguém que vem para dar uma olhada no que está sendo feito, e como isso pode ser feito ainda melhor.

“Esse tipo de processo tem humildade como um eixo, porque é muito wesleyano”, disse Cape. “Não sabemos tudo o que precisamos saber quando nos formamos no seminário. Não sabemos tudo o que precisamos saber depois de cinco anos. Eu não sei tudo o que eu preciso saber sendo o secretária geral de uma agência por oito anos, porque a igreja está mudando.

Mas se o trabalho for bem feito, a Igreja Metodista Unida continuará a oferecer uma vida enriquecida para aqueles que desejam fazer o trabalho de Deus.

"Se você quiser cavar poços na África, nós fazemos isso", disse Cape. “Se você quer ensinar em um bairro com problemas urbanos, nós fazemos isso. Nós podemos ajudar as pessoas a conectarem seu anseio mais profundo com seu chamado - o chamado de Deus em sua vida.

"E eu acho que é o que devemos fazer".

 

* Patterson é um repórter do Notícias Metodista Unida em Nashville, Tennessee. Entre em contato com ele pelo telefone 615-742-5470 ou [email protected]

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para IMU_Hispana-Latina @umcom.org

Área Geral da Igreja
Com o prazo final para o registro de eleitores se aproximando rapidamente em muitos estados, os Metodistas Unidos estão ajudando a registrar os eleitores para o dia da eleição em 3 de novembro nos EUA. Foto: Kathleen Barry; gráfico por Laurens Glass, Notícias MU.

Quer dar sua opinião? Igrejas incentivam votação

As igrejas Metodistas Unidas estão registrando eleitores nos EUA. “Podemos postar memes nas redes sociais. Mas se não comparecermos no dia da eleição, não teremos dito nada ", disse um pastor.
Missão
Bispo Scott Jones visita o aluno da 3ª série, Dondren Wilson, no primeiro dia do programa Santuários de Aprendizagem na Igreja Metodista Unida Trinity em Houston. O programa, iniciado pela Conferência do Texas da Igreja Metodista Unida, oferece um espaço seguro, acesso à Internet e outros recursos nas igrejas da área, permitindo que os pais retornem ao trabalho e seus filhos continuem seus estudos durante a pandemia COVID-19. Foto de Mike DuBose, Notícias MU.

As igrejas de Houston tornam-se santuários de aprendizagem para estudantes

O programa “Santuários da Aprendizagem” da Conferência Anual do Texas foi lançado em 8 de setembro para alunos que não precisavam mais ir à escola após as férias de verão.
Missão
O estudante de ensino médio Sylvestre Muthoma se prepara para voltar às aulas em Bukavu, no Congo. As escolas reabriram em Agosto para aqueles que precisam fazer os exames finais para graduar. Foto de Philippe KitukaLolonga, Noticias MU.

Escolas africanas se adaptam aos requisitos de saúde

Com mais de 1 milhão de casos de COVID-19 confirmados em África, as escolas e universidades da Metodista Unida enfrentam desafios sem precedentes. Os comunicadores das Noticias MU compartilham como as escolas e igrejas estão se adaptando.