Pastor de Aspen pastoreia em sacos de dormir para os sem-teto

Other Manual Translations: español

O reverendo Jerry Herships não fez nenhuma oração pela doação de 50 sacos de dormir para ajudar a população desabrigada de Aspen, mas ele fez alguns apelos.

A julgar pela pilha de caixas da Amazon no andar de baixo da Igreja Aspen Community, parece que seus apelos foram atendidos.

“O que é especial sobre isso é que (contribuidores) vieram de todas as esferas da vida”, disse ele no sábado. “Há um juiz em Michigan, um pastor na Flórida, um produtor de TV em Los Angeles. Pessoas de todo o país, de todas as esferas da vida, que podem pagar 49 dólares por um saco de dormir.”

“Foi uma boa demonstração da gentileza das pessoas”, disse Herships, que trabalha no Conselho Administrativo Aspen Homeless Shelter (Abrigo de sem-teto de Aspen).

O abrigo montou um acampamento ao ar livre para os sem-teto no Brush Creek Park and Ride, também chamado de Intercept Lot, para o verão. Seus planos para o inverno ainda não foram estabelecidos.

Os dois dias após o Dia do Trabalho trouxeram temperaturas mais frias e uma queda de neve que derrubou árvores, o que levou a Herships a fazer um apelo nas redes sociais. Em 12 de setembro, um sábado, Herships postou uma chamada no Facebook para doações de sacos de dormir.

Na segunda-feira seguinte, a igreja foi inundada com 53 pedidos de sacos de dormir. Mais chegaram no final da semana.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

A população desabrigada de Aspen é de cerca de 45 a 50 pessoas. Com a queda da temperatura, o risco de hipotermia aumenta.

“Como reverendo, tento não falar exageradamente”, disse Herships, “mas existem possibilidades reais que podem congelar as pessoas até a morte”.

As doações - uma pessoa enviou 10 sacos de dormir - falam sobre o lado humanitário das pessoas que 2020 ofuscou com uma pandemia, incêndios, agitação social e políticas de divisão.

“Pense só, em um mundo onde estamos tendo uma enorme ansiedade e trepidação, ainda há pessoas fazendo o bem”, disse ele. “Eu sei que se isso sangra, conduz. Mas há tanto bem no mundo e tantas pessoas que estão doando.”

Herships, que já trabalhou com as maiores comunidades de sem-teto em cidades como Denver, disse que facilitou para os doadores com um link da Amazon que os conecta aos sacos de dormir preferidos. Com alguns cliques, os pedidos são feitos e enviados.

Os sacos de dormir foram distribuídos, e Herships disse que está procurando mais para os próximos meses. Os sacos não duram muito, e algumas pessoas podem precisar de vários deles para sobreviver ao inverno, disse ele.

 

*Rick Carroll – The Aspen Times Contato: [email protected]

**Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]. Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

Missão
Grupo de beneficiários de Clermont Township dos Jovens Adultos Hampers, foto de Durban por Nandipha Mkwalo.

Jovens adultos de Ikhwezi respondem aos necessitados da COVID-19

Os Jovens Adultos da Igreja Metodista Unida na África do Sul apoiam os necessitados no seu país em meio à pandemia de COVID-19 em tempos de bloqueio.
Foto de Skeeze, cortesia de pixabay.com. Gráfico original da Laurens Glass; Versão em português Rev. Gustavo Vasquez, Notícias MU

A Questão Metodista: Qual é o nosso objetivo final como Metodistas Unidos? É apenas o céu?

Nosso objetivo final como metodistas unidos é participar plenamente da restauração e transformação de todas as coisas de Deus, começando aqui e agora.
Missão
A diaconisa metodista unida Cindy Johnson visita regularmente os migrantes que vivem em um acampamento em Matamoros, México, enquanto procuram asilo nos Estados Unidos. O medo do coronavírus impediu que pessoas como Johnson fossem capazes de ministrá-las pessoalmente. Foto cedida por Cindy Johnson.

Pandemia ameaça ministério com migrantes

Os Metodistas Unidos estão ajudando, mas são prejudicados pela pandemia do COVID-19, que os impede de interagir pessoalmente com os migrantes.