Urgente: diga ao Senado para agir na prevenção da violência armada

Translate Page

Todos os dias nos EUA, quase 350 pessoas ainda são baleadas e quase 100 morrem com a violência armada (34 por assassinato, 59 por suicídio). Isso soma mais de 124.750 pessoas baleadas e 35.000 mortas por tiros nos EUA todos os anos. Esses números devem ser inaceitáveis para todos.

Como cristãos, somos chamados pelas escrituras a transformar uma sociedade marcada pela violência em uma sociedade de paz. Deixe claro para seus oficiais eleitos que eles devem agir AGORA para aprovar uma legislação mais rigorosa sobre vendas de armas de fogo, verificação de antecedentes e períodos de espera.

Espera-se que o Senado vote na próxima semana a “Lei de Verificação de Antecedentes Bipartidários” ( HR 8 ) e a “Lei de Verificação de Antecedentes Aprimorada” ( HR 1446 ), que fortaleceria os procedimentos de verificação de antecedentes para aqueles que compram armas de fogo. Ambos os projetos já foram aprovados na Câmara.

Atualmente, 22% de todas as armas vendidas nos EUA são compradas por meio de vendedores não licenciados e privados sem verificação de antecedentes. Esses projetos fechariam essa brecha, que atualmente permite que pessoas desaconselhadas ou impedidas de comprar e possuir armas passem pelo sistema nacional de verificação de antecedentes.

Esses projetos de lei também aumentariam o tempo de espera para a compra de armas de fogo. Estudos sugerem que as leis do período de espera podem reduzir os homicídios por arma de fogo em 17% e as taxas de suicídio por arma de fogo em até 11%.¹ A Igreja Metodista Unida apela às suas congregações para defenderem a nível local e nacional a verificação universal de antecedentes como parte do nosso apelo para perseguir “a realidade do sonho de Deus de shalom” descrita em Miquéias 4:1-4. ( Livro de Resoluções, 3428 )

Como primeiro passo para enfrentar o flagelo da violência armada, diga ao seu senador – aprove a verificação de antecedentes agora!

Clique aqui e preencha o formulário no site Igreja & Sociedade da Igreja Metodista Unida.

Urgente: diga ao Senado para agir para prevenir a violência armada

[1] Michael Luca, Deepak Malhotra e Christopher Poliquin, “Handgun Waiting Periods Reduce Gun Deaths”, Proceedings of the National Academy of Sciences 114, no. 46 (2017): 12162–12165

*A Junta Geral da Igreja e Sociedade é dedicada ao trabalho da fé viva, buscando a justiça e buscando a paz. Saiba mais em https://www.umcjustice.org/

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para [email protected]. Para ler mais notícias dos Metodistas Unidos, assine os resumos quinzenais gratuitos.

Violência
O Reverendo. Autura Eason-Williams, superintendente do distrito metodista unido, de 52 anos, foi morta por dois adolescentes em 18 de julho em frente à sua casa para roubar seu carro. Foto cortesia do BMCR (Caucus Metodista Negro para Renovação da Igreja).

Segundo adolescente é acusado de matar líder da Igreja Metodista Unida

A promotoria está apresentando acusações de adultos contra os dois adolescentes, de 14 e 17 anos, acusados de assassinato e que seriam elegíveis para serem transferidos para um tribunal adulto, de acordo com a lei estadual do Tennessee.
Preocupações Sociais
Durante uma vigília de oração em 5 de julho, o Rev. Cal Haines de Lake Bluff, Diácono Patricia Bonilla de Grace UMC e o Rev. Esther Lee, da Christ UMC em Deerfield, segure velas e lembre-se das vítimas e feridos no desfile de 4 de julho em Highland Park. Foto cortesia da Conferência Anual do Norte de Illinois.

Comunidades religiosas se reúnem para lamentar, lembrar e orar após a tragédia do Desfile de Highland Park

A IMU Cristo abriu suas portas para a comunidade para uma vigília de oração no dia 5 de julho, cantando o hino “Amazing Grace”, com leitura das escrituras, iluminação de velas e um momento para lembrar as vítimas e suas famílias.
Violência
Pessoas reagem do lado de fora do Centro Cívico Willie de Leon em Uvalde, Texas, para onde estudantes foram transportados da Robb Elementary School após um tiroteio que deixou 19 crianças e dois professores mortos. Foto de Marco Bello, Reuters.

Luto, orando após ataque na escola

Os Metodistas Unidos estão orando pelas famílias devastadas e por uma comunidade traumatizada após o assassinato de 19 crianças e dois professores. O presidente do Conselho de Bispos está exortando os leigos e o clero a “partir para ofensiva” para impedir os tiroteios em massa.