Universidade Metodista em Moçambique gradua primeiros técnicos superiores

Translate Page

Palavras Chaves:

  • A educação e a saúde continuam uma marca inconfundível da Igreja em Moçambique.
  • A Universidade necessita de cerca de oitenta milhões de meticais para construir cerca de seis salas de aulas e uma biblioteca espaçosa.
  • As mulheres  são convidadas a abraçarem os cursos de engenharia informática.

Com um número inicial de 106 estudantes no ano de 2017, altura em que abriu as suas portas, a Universidade Metodista Unida de Moçambique (UMUM) localizada em Cambine, no Distrito de Morrumbene, Província de Inhambane, graduou em 17 de Junho, 76 técnicos superiores, dos quais 34 mestres e 42 licenciados, depois de um percurso de quatro anos da sua formação.

Os recém-graduados foram formados nas áreas de Engenharia, Informática e Tecnologias, Gestão e Administração, Pedagogia e Didática, e Teologia.

“A educação e a saúde foram e continuam sendo uma marca inconfundível da Igreja desde a sua implantação no país em 1890,” disse o Professor Dr. Júlio Vilanculos,  reitor da UMUM na sua mensagem. 

Bispa Joaquina Filipe Nhanala, discursando durante a Cerimônia de graduação em Cambine. Foto de Edmilson Banze. 
Bispa Joaquina Filipe Nhanala, discursando durante a Cerimônia de graduação em Cambine. Foto de Edmilson Banze.

A efeméride contou com a presença da bispa residente da Igreja Metodista Unida em Moçambique, Joaquina Filipe Nhanala, da Secretária do Estado na Província de Inhambane, Ludmila Maguli, do Director Provincial da Juventude Emprego e Desporto, Hélder Jossias (em representação do governador da Província de Inhambane), bem como de líderes do governo provincial, distrital e local, pais e encarregados de educação,  além de docentes e técnicos administrativos.

“A turma que nos congrega aqui iniciou suas actividades a 17 de Junho de 2017, data essa que coincide com o aniversário natalício de João Wesley, o fundador do metodismo,” explicou Vilanculos.

A IMUM tem como sua missão fazer discípulos de Jesus Cristo para a transformação da Sociedade (Mateus 28:19) e isso é visível e tangível através da construção de escolas, capelas, hospitais e pela pregação da Boa Nova para toda gente.

Segundo Vilanculos, o esforço conjunto da Igreja e da UMUM, permitirá que num futuro breve a Universidade ofereça o nível de doutoramento aos seus estudantes, que poderão futuramente satisfazer as exigências do mercado e fortalecer a classe docente da Igreja. 

“Há que reconhecer, com uma grande salva de palmas à comissão instaladora, docentes e colaboradores, que apesar de confrontados por vários desafios, com destaque o da COVID-19, souberam adaptar-se, inventar-se e reinventar formas que culminaram com esta graduação,” disse Nhanala, bispa residente da Área Episcopal de Moçambique. 

“Durante os anos passados receberam armadura ... foram ensinados como usá-la não só para melhorar a vossa vida como indivíduos, mas também para engrossarem as fileiras da luta contra vários males que enferma a sociedade,” lembrou-lhes Nhanala, acrescentando que este foi o espírito que guiou a Igreja a construir esta Universidade.

 “A vossa ponderação, perseverança, paciência e prudência, conduziram-vos até ao nível que termina hoje ... pela frente, tereis desafios, mas lembrem-se que estão preparados para ultrapassá-los sabiamente,” acautelou-lhes Nhanala.

Como não podia deixar de fazer, Nhanala aconselhou biblicamente aos graduandos com o versículo 10 do capítulo 9 do livro de Eclesiástes: “Tudo quanto te vier á mão para fazer, fá-lo conforme as tuas forcas, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra, nem indústria, nem ciência, nem sabedoria alguma.

Também esteve presente na cerimónia histórica a Secretária do Estado na Província de Inhambane, a engenheira Maguni.

“Saudamos os esforços abnegados da IMUM, que sempre está ao lado do governo na formação do homens e mulheres altamente competitivos, com visão e capacidade de conduzir o seu povo nos diferentes domínios do saber.”

“A Igreja instalou a Universidade neste local histórico, onde o arquitecto da Unidade Nacional Eduardo Mondlane estudou como forma de imortalizar o desejo de despertar o povo Moçambicano na luta pela liberdade do seu povo,” salientou Maguni.

A UMUM está rodeada de outras instituições de ensino e de esperança, como a Escola Secundária Keys, Escola Profissional, Escola pré-Universitária e o Seminário Teológico. Ainda no campus do Centro Educacional de Cambine, estão o hospital e o orfanato Carolyn Belshe.

“A Metodista Unida mais uma vez deixa patente que está preocupada com o desenvolvimento das comunidades, com enfoque para o empoderamento da mulher, a julgar pela graduação de 39 mulheres, que corresponde um cifra percentual de 51%,” destacou Maguni.

O representante do governador da Província de Inhambane, Hélder Jossias, destacou em sua mensagem a importância da educação para o país.

“A educação é um factor preponderante para o desenvolvimento de uma nação, pois contribui na resolução dos problemas da Sociedade” afirmou Jossias. “Acreditamos que os estudantes graduados hoje nos cursos de Licenciatura e Mestrados estão preparados para contribuir para aumento de produção e produtividade”.

Há que salientar alguns dos estudantes que receberam diplomas de mérito por serem os melhores nos seus cursos, nomeadamente: Reverendo Dinis Armando Gidione - destacado no Mestrado em Pedagogia e Ddidática; Reverenda Emília Rosa Francisco Covane - destacada na Llicenciatura em Teologia; Iolanda da Graça Linda Maiaze - na Eengenharia Informática e Tecnologia; Zeferino Elias Massicame - na Licenciatura em Ciências de Administração e Gestão, e Agildo Sendela - destacado pelo facto de ser o estudante mais velho desta graduação.

“Desde a juventude sempre sonhei com o nível de mestrado... hoje sinto-me feliz pela concretização do meu sonho,” disse Gildo Sendela, graduado com Mestrado em Pedagogia Didática.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

“A minha presença no meio destes jovens constitui de certa maneira uma convicção e encorajamento de que estudar não tem idade,” salientou Sendela.

Vários testemunhos foram ouvidos no decorrer do evento.

“Para além de ser estudante, por vezes eu me sentia como conselheiro da turma,” explicou Zeferino Massicame também com a idade acima dos 50 anos, graduado em Ciências de Administração e Gestão. “Na sala tínha colegas que por vezes perdiam o foco da aula, razão e concentração e precisavam de ajuda,” concluiu Massicame.

No evento, podia se ver a alegria dos graduandos, seus docentes e seus familiares.

“O objectivo do meu ingresso na Universidade era para adquirir mais conhecimentos e irei usá-los no dia a dia, bem como compreender como funciona a educação,” explicou Sebastião Chelton Pereira José Cardoso, licenciado em Ciências de Educação.

A graduada Ana Maria Siquice, uma das mais novas licenciadas em teologia, afirmou que “foram muitos os desafios que caracterizaram o percurso académico na Universidade, contudo, valeu a minha dedicação e perseverança, pois hoje estou a colher os frutos.”

“Embora tinha feito o curso de Teologia no Seminário Teológico de Cambine, considero esse o primeiro passo... mesmo com a licenciatura, sinto que devo continuar com os estudos até fazer o Mestrado ou mesmo doutoramento em teologia,” disse Siquela.

Respondendo a nossa entrevista, o director do curso de teologia na Universidade falou do seu percurso.

“Foi um aprendizado excelente na medida em que o curso é novo, numa Universidade nova e pioneira que ensinaTeologia,” explicou Filipe Hoguane, director da faculdade de Teologia. 

“Esta graduação serviu de motivação para aqueles que ainda duvidam a se inscrever nesta Universidade,” continuou Hoguane.

Falando à imprensa estatal e privada, o reitor Vilanculos destacou a necessidade de apetrechamento das infraestruturas e a construção de novas salas de aulas e uma biblioteca. 

“O nosso plano é de construir um edifício de rés-do-chão e primeiro piso com seis salas de aulas e biblioteca. Necessitamos de um pouco mais de oito milhões de meticais (US $126,583),” revelou Vilanculos.

A Universidade vai aumentar a sua oferta aos candidatos, com a introdução de mais cursos a partir do próximo ano académico, nomeadamente: de contabilidade e auditoria, gestão de projectos, mestrados em engenharia informática e engenharia agropecuário.

“A concretização deste plano académico, dependerá da aprovação e provisão de fundos juntos dos nossos parceiros,” explicou Vilanculos.

Interpelada pelos jornalistas para últimas revelações em relação ao funcionamento do ensino superior em Cambine, a bispa Nhanala disse que “as áreas da Educação, Saúde e Agricultura são as que, como Igreja, damos prioridade, uma vez que olhamos para o estar completo do ser humano.”  

“Para o desenvolvimento da Universidade,” disse Nhanala, “a Igreja está a tentar encurtar as distâncias para que as comunidades encontrem o ensino superior perto de si,” finalizou.

Wilson é o comunicador da Conferência Anual de Mocambique Sul das Notícias Metodista Unida. Contacto com a imprensa: Rev. Gustavo Vasquez, editor de notícias, [email protected]. Para ler mais notícias da Metodista Unida, inscreva-se nos resumos quinzenais gratuitos.

Preocupações Sociais
Rev Calton Ngale, pastor de Manga, pregando no dia que a Paroquia ofereceu a casa a viuva Victoria Jamisse. Beira, foto de Eurico Gustavo.

Viúva recebe casa construída e doada pela Igreja

A congregação Metodista Unida da Manga, na região de Beira, Moçambique, se uniu para realizar a construção e doação de uma casa segura para acolher a viúva Victória Jamisse de 85 anos de idade, após sua residência precária ter sido destruída pelo ciclone Idai em 2020, e mais recentemente pelos ciclones, Eloise, Ana e Gombe.
Teologia
O Rev. Júlio André Vilanculos (centro), com a bispa Joaquina Nhanala (à sua esquerda) e o Rev Jamisse Taimo (à sua direita) durante a tomada de posse como reitor da Universidade Metodista Unida de Moçambique, Cambine, em 2018. O Rev. Vilanculos formou-se na África University em 2009 com licenciatura em teologia e mestrado em artes e estudos religiosos. Foto de arquivo de Francisco Cumbe.

Graduados da África University compartilham seus dons

Os ex-alunos da AU estão fazendo uma diferença em muitas áreas e compartilham suas bênçãos com a Igreja Metodista Unida em Moçambique.
Church Leadership
Membros da Iniciativa África, bispos Metodistas Unidos e convidados posam para uma foto durante a Cúpula de Oração e Liderança do grupo de advocacia, que foi realizada de 13 a 18 de maio em Nairobi, Quênia. O tema do encontro foi “Visualizando o Próximo Metodismo na África”. Foto de E Julu Swen, Notícias MU

Iniciativa África pondera futuro do Metodismo

Os membros do grupo de advocacia da Iniciativa África reuniram-se para discutir o futuro da Igreja Metodista Unida e as implicações do recente lançamento de uma nova denominação metodista tradicionalista.