Precisa-se de líderes como se fossem formigas

As igrejas precisam de líderes e membros como se fossem “formigas”! “Estou muito cansado/a!” Essa é uma das frases mais ouvidas em nosso tempo. As pessoas andam esgotadas tanto fisicamente como emocionalmente. Quando chegam à igreja após uma semana intensa de trabalho e muitos desafios, o que muitos esperam é participar de um momento de louvor abençoado e ouvir uma palavra inspiradora e poderosa! 

O mercado de trabalho e as inúmeras atividades têm “sugado” grande parte do vigor de nosso povo! Os sábados tornaramse para muitos um dia para "colocar a casa em ordem" e o domingo para descanso e costumeiramente ir ao culto! Precisamos olhar para as formigas e refletir sobre seus caminhos! As famílias precisam de pais e filhos/as como "formigas". Quando todos se reúnem há pouco esforço em conjunto! Cada um corre para seu espaço isolado ou desfruta dos seus smartphones. Há raros momentos em que as famílias fazem algo juntas! Os que moram longe podem estar mais próximos do que aqueles que vivem na mesma casa.

A tecnologia mal utilizada pode espalhar esse "formigueiro" criado por Deus. O propósito fundamental foi de que a família fosse uma só carne, mas cada "formiga" parece lutar pelo seu próprio inverno, individualmente. 

As empresas precisam de profissionais como “formigas”. Há profissionais que precisam de chefes para produzir. Se não forem cobrados não cumprem suas responsabilidades com excelência. Fazem o mínimo necessário e não surpreendem seus superiores. Formigas não olham para os lados com a intenção de comparar a sua carga com as demais! Precisa-se de formigas! Formigas que trabalhem em equipe independentemente do seu cargo ou do que receberão no futuro. 

Precisa-se de formigas com a capacidade de se reorganizar mesmo quando tentam separálas. Precisa-se de formigas que respeitam a hierarquia e não almejam nada além de servir e com um objetivo único. Por onde passam deixam um rastro de trabalho reconhecido por todos. 

Precisamos nos despertar de um sono que invadiu muitas igrejas, famílias e também as empresas! Podemos ter líderes e liderados que acordam cedo e se deitam tarde e mesmo assim serem preguiçosos?! Sim! A preguiça pode estar presente em qualquer área de nossas vidas, pois ela precisa ser entendida como desânimo. Quem pode dizer: "Estou 100% animado em todas as áreas da minha vida”? 

Se essa é uma verdade, é hora de olhar para as formigas e aprender com elas lições como Foco, Unidade, Equipe e jamais desistir até que o trabalho seja realizado! 

* Presítero Washington Zucoloto, Igreja Metodista em Jardim Bonfiglioli, São Paulo, Brasil. Este artigo foi publicado originalmente pelo Expositor Cristão: http://www.metodista.org.br/content/interfaces/cms/userfiles/files/expositor-cristao/expositor-cristao-2015-06.pdf

Último artigo

Preocupações Sociais
Um culto de ordenação e comissionamento da Conferência do Norte de Illinois ocorreu no dia 2 de junho no Centro de Convenções Renaissance Schaumburg, em Schaumburg, Illinois. A conferência ordenou dois diáconos e sete presbíteros, incluindo um diácono abertamente transgênero. Quatro foram comissionados como diáconos provisórios, incluindo dois candidatos abertamente LGBTQ. Dois candidatos foram contratados como anciãos provisórios. Imagem de vídeo, cortesia do livestream da Conferência Northern Illinois.

Duas conferências dos EUA ordenam, comissionam o clero LGBTQ

Três clérigos LGBTQ foram ordenados ou comissionados como diáconos Metodistas Unidos pela Conferência Northern Illinois, e a Conferência de Baltimore-Washington ordenou um ancião LGBTQ e contratou um diácono provisório gay.
Teologia
O Laboratório do Ministério está localizado no novo local do Seminário Teológico. Foto cedida pela Conferência Anual de Minnesota

O Laboratório de Ministério abre e explora novas formas de recurso das igrejas

O Laboratório de Ministério - uma organização ecumênica que serve a Igreja Metodista Unida, Igreja de Cristo Unida e Presbiteriana em Minnesota - abrirá em junho no Seminário Teológico Unificado de Twin Cities em St. Paul.