Papa viajará para Suécia para cerimônia de 500 anos da Reforma

O papa Francisco viajará para a cidade de Lund, na Suécia, no dia 31 de outubro, para participar da cerimônia conjunta entre a Igreja Católica e a Federação Luterana Mundial para comemorar o 500° aniversário da Reforma Protestante.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, explicou que esta visita do papa é "um gesto de diálogo muito significativo".

Na comemoração na Suécia estarão presentes o presidente e secretário-geral da Federação Luterana Mundial, o bispo Munib A. Younan, e o secretário da mesma, o reverendo Martin Junge.

Segundo um comunicado conjunto das igrejas católica e luterana, a comemoração é um exemplo das "sólidas" relações e do diálogo, e incluirá uma "oração comum" que foi redigida por ambas as igrejas.

Na nota, Junge expressou que está "profundamente convencido de que trabalhando pela reconciliação entre luteranos e católicos, trabalhamos pela justiça, pela paz e pela reconciliação em um mundo marcado pelos conflitos e pela violência".

Missão
Filipa Vierra, bolsista da Federação Portuguesa de Mulheres Metodistas, toca violão na Igreja Metodista de Aguada de Cima, Porto. Foto cedida por Mulheres Metodistas Unidas (UMW).

Parceria com as mulheres metodistas de Portugal

A Federação Portuguesa de Mulheres Metodistas, com apoio das Mulheres Metodistas Unidas, oferece muitos programas que enriquecem as comunidades.
Área Geral da Igreja
Os bispos Thomas J. Bickerton (centro) e Gregory V. Palmer (à direita) conversam com colegas sobre procedimentos legislativos durante a Conferência Geral Metodista Unida de 2019 em St. Louis. Bickerton é o representante do Conselho dos Bispos na Comissão da Conferência Geral. A Comissão da Conferência Geral - que se reuniu a portas fechadas - revisou uma investigação que encontrou evidências de quatro pessoas inelegíveis votando com as credenciais dos delegados que não estavam presentes. Foto de arquivo por Mike DuBose, Notícias MU.

Votação indevida no GC2019 anula voto chave

Uma investigação sobre a Conferência Geral determinou que o número de eleitores inelegíveis era suficiente para afetar um voto sobre como as igrejas podem deixar a denominação.
Sexualidade humana
Pastor Dorlimar Lebrón orando com dois jovens, envoltos no mesmo tipo de cobertores que abrigam crianças e adultos imigrantes detidos, e alguns deles superlotados, no centro de detenção que a ICE mantém em a fronteira. Foto de Michelle Maldonado, UMCOM.

Caucus hispano-latino se prepara para enfrentar mudanças na igreja

Esta 48ª reunião anual do MARCHA concentrou-se na análise do impacto das decisões tomadas na Conferência Geral Extraordinária de 2019 e nas projeções futuras do ministério hispano-latino-americano.