Metodistas no combate ao mosquito Aedes aegypti

Os dados são alarmantes. O Ministério da Saúde investiga 3.448 casos suspeitos de microcefalia no Brasil até o fechamento desta edição. O último boletim foi divulgado no final de janeiro e aponta que 270 casos já tiveram confirmação de microcefalia, sendo que 6 estão ligados ao vírus zika. A Organização Mundial da Saúde (OMS)apoia o Brasil no combate ao vírus zika, que já ultrapassou fronteiras. Está em 20 países das Américas e 10 da Ásia, África e Pacífico – no entanto, o Brasil é o que mais preocupa os/as especialistas.

A Igreja está mobilizada. O Colégio Episcopal já se pronunciou ao orientar os membros para combater o mosquito Aedes aegypit. No passado, o missionário metodista Hugh Clarence Tucker, que introduziu ao médico dr. Oswaldo Cruz a pesquisa que faria diferença na sociedade para combater a febre amarela, teve um papel fundamental nesse processo. Em 1958, a Organização Mundial da Saúde declarou total erradicação do mosquito no Brasil; mas ele volta décadas mais tarde preocupando, principalmente, as mulheres em período de gestação. 

O Expositor Cristão foi atrás, ouviu especialistas, médicos/as, além da própria bispa Marisa de Freitas Ferreira, que, na função de médica, passou informações importantes sobre o cuidado que devemos ter. O bispo Roberto alertou para as diversas possibilidades de desenvolver a missão neste cenário que assusta todos/as nós. 

Durante a apuração, encontrei várias ações, por exemplo, os membros da Igreja Metodista em Além Paraíba/MG, que mandaram fazer camisas personalizadas para sair em mutirão no combate ao mosquito. A Igreja vive um cenário em que ela precisa fazer a diferença. Afinal, essa tarefa de eliminar novamente o mosquito Aedes aegypti do país compete não somente ao poder público, mas a cada um/a de nós.

Que Deus nos conscientize!

José Geraldo Magalhães

Editor-chefe

Para mais informações, visite: http://www.metodista.org.br/expositor-cristao-de-marco-tras-na-capa-a-mobilizacao-dos-metodistas-no-combate-ao-mosquito-aedes-aegypti

Preocupações Sociais
Jose Antonio Marchas Novela relata as ameaças de violência que o levaram a fugir do México com sua esposa, Irlanda Lizbeth Jimenez Rodriguez, e seu filho de um ano, Jose Antonio. A família se refugiou no Christ United Methodist Ministry Center, em San Diego, em agosto de 2018, enquanto procurava asilo. Os Metodistas Unidos estão iniciando um projeto de US $ 2 milhões para apoiar os requerentes de asilo dos EUA. Foto de arquivo por Mike DuBose, Notícias MU.

UMCOR, parceiros iniciam projeto de requerentes de asilo

UMCOR, CWS e o escritório nacional da NJFON trabalharão juntos para apoiar os assentamentos de refugiados e assistência jurídica aos requerentes de asilo em Nova York, Houston e Miami.
Conselho de Bispos
O bispo Gregory Palmer (co-presidente da comissão de diálogo) e o bispo presidente da Igreja Episcopal Michael Curry discutem a plena comunhão entre as duas denominações. Foto cedida pelo Concílio de Bispos da Igreja Metodista Unida.

Vídeos oferecem informações sobre o diálogo episcopal da UMC sobre a plena comunhão

O Comitê de Diálogo Metodista Unido - Igreja Episcopal divulgou uma série de vídeos destacando ministérios compartilhados entre as igrejas e discutindo a atual proposta de comunhão completa desenvolvida pelo comitê.
Discipulado
A admissão em uma reunião na sociedade exigia um ingresso de uma reunião de classe. Nas bordas deste bilhete de 1814 existem vários lembretes de atos de piedade. Foto cortesia da Comissão Geral de Arquivos e História da Igreja Metodista Unida.

A Questão Metodista: Como John Wesley capacitou os leigos?

John Wesley estabeleceu um sistema para desenvolvê-los e capacitá-los, organizando-os em pequenos grupos, para prestar contas e apoiar a vida cristã.