Imua em ndalatando organiza feira de saude e accao social

Técnicos de assistência à saúde auxiliam pacientes em uma feira de Saúde e Ação Social, de 9 a 11 de novembro, no Centro Metodista Unido Ndalatando, no Distrito Eclesiástico do Kwanza Norte. Photo por Orlando da Cruz.
Técnicos de assistência à saúde auxiliam pacientes em uma feira de Saúde e Ação Social, de 9 a 11 de novembro, no Centro Metodista Unido Ndalatando, no Distrito Eclesiástico do Kwanza Norte. Photo por Orlando da Cruz.

A igreja Metodista Unida Central Ndalatando, no Distrito Eclesiastico do Kwanza Norte promoveu de 9 a 11 de Novembro a primeira feira de Saúde e Acção Social, subordinada ao Tema “Kwanza Norte o Renascer na Esperança.”

Segundo o Rev. Adriano Kilende o mentor da actividade, esta feira visa promover o valor pela cidadania, dando oportunidade a comunidade de ter um registo de nascimento, emissão do Bilhete de identidade, bem como atender as pessoas mais carentes e necessitadas da comunidade em matéria de saúde comunitária, onde foram atendidas durante os três dias foram atendidas perto de 750 pessoas.

Adriano Kilende salientou: “A Feira de Saúde e Acção Social  é um projecto de Acção Social que vai oferecer assistência gratuita na área da saúde, como consultas médicas, nas áreas de testagem de malária, glicemia, VIH/Sida, aferição de pressão arterial, entre outros males bem como a entrega de medicamentos.”

Nos três dias de realização da feira, todos os atendimentos na área da saúde, orientação jurídica, psicológica e acompanhamento espiritual aos cidadãos que afluírem ao local foram gratuitos, bem como distribuição de medicamentos às populações. Enquanto os pacientes que careciam de acompanhamento médico especializado foram encaminhados as unidades sanitárias locais para o devido tratamento. Este apoio, foi prestado pela delegação Provincial de Saúde, e algumas pessoas singulares que preferiram o anonimato.

Durante a acção solidária, também foi gratuitamente efectuado o registo de nascimento de menores e distribuídos mais de mil mosquiteiros impregnados com insecticida.

Quarenta e um profissionais, sendo 28 enfermeiros, três médicos, cinco advogados e igual número de psicólogos, constituídos maioritariamente por membros da igreja local, asseguraram as consultas durante o evento.

A realização da Feira da Saúde e Acção Social se enquadra na acção social da igreja,” disse Kilende. “Esta, visa zelar pelo bem-estar da saúde das pessoas e dos que carecem de assistência médica, jurídica e psicológica de forma grátis, numa altura em que grande parte da população ainda enfrenta dificuldades no acesso a estes serviços.”

Maria Anita, uma enfermeira afecta àquela feira, afirmou, “Iniciativas desta natureza são benéficas, principalmente as comunidades carentes. Queremos parabenizar a IMU neste distrito de Kwanza, por organizar uma feira desta natureza. Muitas pessoas, por falta de meios financeiros, adoecem e quando chegam ao hospital, por vezes já é muito tarde, assim alguns acabam perdendo suas vidas.”

Numa outra nota, Reverendo Kilende reiterou, “Com esta iniciativa pretende-se sensibilizar e ajudar a prevenir doenças, providenciando cuidados primários de saúde, além de contribuir para a elevação da cultura jurídica dos cidadãos, em colaboração com outros parceiros.”

A feira recebeu ainda a visita do Governador da Provincia do Kwanza Norte José Maria dos Santos e de altos funcionarios do Governo da Província. “Louvo a iniciativa e encorajo a igreja a continuar com o seu papel social que é muito imprescindível junto das comunidades na nossa província e não só.”

Maria Cassule uma moradora do Bairro da Quipata arredores da Igreja questionada sobre como se apercebeu do evento disse, “Tomei conhecimento que a igreja Metodista esta a realizar consultas e registo gratis por intermedio de uma amiga desta igreja e vim fazer consulta para medir minha pressão arterial e aproveitar registar minha filha de 1 ano de idade.” De acordo com a nossa interlocutora, “se as outras denominações cristãs fizessem o que a Metodista Unida está fazendo, diminuiria grandemente as dificuldades das comunidades.” Concluiu agradecendo a Cassule.

Há necessidade de a igreja contribuir para a melhoria das condições de vida das comunidades em que se encontra” explicou Donana Fortunato - presidente da Comissão de Assuntos Sociais e Cristãos da Igreja Central Ndalatando.

Outro ponto salutar deste evento, é que cerca de 50 idosos receberam bens alimentares num apoio total dos membros da igreja local e pessoas de boa vontade.

O Coordenador adjunto da Feira e Membro da Comissão de Saúde irmão Azevedo Pereira de forma conclusiva informou: “até antes do encerramento da feira ja haviam sido atendidos perto de 550 pessoas dentre membros da Igreja e moradores da comunidade local”. “ As patologias mais diagnosticadas nas crianças, é a malária já com 22 casos positivos, nos adultos a Hipertensão e reumatismo articular aguda é o que mais preocupa, outros casos também diagnosticados são as diabetes, infecções da pele, sistomiase, parasitose intestinal e outras.” Como nota de fecho, Pereira aproveitou a ocasião para aconselhar as pessoas a terem cuidados com a sua alimentos e o saneamento.

Esta feira, contou com o apoio da Delegação Provincial da Justiça e Direitos Humanos e do Gabinete Provincial da Saúde.

Último artigo

Área Geral da Igreja
O Conselho Judicial Metodista Unido em escuta durante uma audiência sobre os planos da Comissão Um Caminho a Seguir. Os proponentes recomendaram mudanças para alinhar os planos à decisão do tribunal. Foto de arquivo por Diane Degnan, UMCOM.

Decisão do tribunal solicita revisões do plano GC2019

A Comissão da Conferência Geral, órgão que planeja este grande plenário, anunciou um processo para ajudar os delegados a priorizar a legislação.
Área Geral da Igreja
Os delegados consideram a legislação durante a Conferência Geral Metodista Unida de 2016 em Portland, Oregon. Foto de arquivo por Mike DuBose, SMUN.

Grupo sugere GC2019 a adiar planos de saída

Os delegados da Conferência Geral não devem ter pressa em aprovar um novo processo para as igrejas deixarem a denominação, dizem os líderes dos Metodistas Unidos.
As Comunicações Metodistas Unidas pesquisaram os Metodistas Unidos nos Estados Unidos sobre suas crenças teológicas, e o maior grupo identificado como "conservador / tradicional".

Em que os Metodistas Unidos realmente acreditam?

A Igreja Metodista Unida é uma grande tenda teológica, e pessoas com crenças religiosas conservadoras ou tradicionais compõem o maior grupo sob essa tela de divulgação.