Grupo de mulheres protesta na porta de delegacia de JP durante ‘Quinta-feira Preta’

Um grupo de mulheres fez um protesto silencioso na tarde desta quinta-feira (10), em frente à Delegacia da Mulher, na Avenida Pedro II, no Centro de João Pessoa. A manifestação é parte de um conjunto de ideias da Igreja Metodista e ocorre em todo o Brasil, de diferentes formas, desde protesto em locais específicos, até ações com uso de roupas pretas ou publicações nas redes sociais. A ação desta quinta pediu o fim da violência contra mulher. Veja fotos abaixo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

As ações coordenadas pela Igreja Metodista são organizadas via redes sociais e ocorrem em várias cidades do Brasil, integrando a ‘Quinta-feira Preta’. Em João Pessoa, cerca de 20 mulheres vestidas de preto se concentraram na frente da Delegacia da Mulher, de forma estratégica, para pedir intensificação de ações contra abusos e violência que afetam mulheres. Quem não compareceu ao local, pôde vestir preto em qualquer lugar e usar bottons, por exemplo, para indicar que aderiu ao movimento. Quem explica é a jornalista Patrícia Monteiro, umas das voluntárias dos projetos da Metodista.

“Esse tipo de manifestação é frequente, ocorre todas as quintas. Desta vez, viemos estrategicamente à Delegacia da Mulher como parte das ações da Semana da Mulher. Aqui na frente, estamos todas de preto, com cartazes, mas quem não está aqui participa do protesto em qualquer parte, com ações nas redes sociais ou vestindo preto. Não é possível dizer quantas pessoas participam; o número é incontável porque as ações ocorrem em todo o Brasil”, disse Patrícia.

A Igreja Metodista tem unidades em João Pessoa, no bairro do Bessa e no Centro, e em Cabedelo, na região metropolitana. As informações sobre a ‘Quinta-feira Preta’ podem ser encontradas nas redes sociais:

Grupo Juvenis Remne no Facebook

Igreja Metodista Região Nordeste

Igreja Metodista João Pessoa

Igreja Metodista do Brasil

Saiba mais aqui sobre a 'Quinta-feira Preta'

A equipe da Delegacia da Mulher informou que não houve nenhum tipo de contato com as manifestantes e que elas permaneceram na frente do local de forma pacífica e silenciosa.

http://portalcorreio.uol.com.br/noticias/cidades/cidadania/2016/03/10/NWS,274630,4,96,NOTICIAS,2190-GRUPO-MULHERES-PROTESTA-PORTA-DELEGACIA-DURANTE-QUINTA-FEIRA-PRETA.aspx

Último artigo

Área Geral da Igreja
Senhora Esperanca Fernando David, a Presidente das Mulheres Metodistas Unidas, recem-eleita a 29 Outubro de 2018 para a Conferencia do Sul de Moçambique

MMU em Moçambique elegem novas líderes

Conferência Bienal da Organização traz milhares de delegadas juntas, e culmina com eleições da nova liderança para a nova Conferência a ser criada em Moçambique.
Área Geral da Igreja
Missionarios e algunds oficiais da Conferencia do Leste de Angola.

O Episcopado no caminhar do Metodismo Unido em Angola

Os participantes buscaram o significado do Quiongua para os metodistas angolanos, e acharam não imortaliza-la visto que é um local histórico que cria-se um investimento turístico religioso e que trabalhassem como abelhas para o bem de todos.
Missão
Mais de 200 jovens participaram numa campanha de prevenção da cólera em Funda, uma vila a 19 milhas do centro de Luanda. Os jovens da Metodista Unida distribuíram hipocloritos de sódio, sabão, sacos plásticos e panfletos informativos às populações que vivem a beira do rio, uma área severamente afectada pelo surto. Fotografia por: Augusto Bento

Jovens Metodistas Unidos combatem cólera em Angola

Campanhas de sensibilização ajudam a reduzir casos e mortes em áreas vulneráveis de Luanda, uma cidade com cerca de 2,5 milhões de habitantes.