Comitê metodista de auxílio responde a emergência no Haiti

(Comunicação UMC) – O Comitê Metodista Unido de Auxílio (UMCOR) está disponível para atuar rapidamente em resposta a destruição e mortes causada pelo furacão Matthew no Caribe, em particular no Haiti. A provisão de suprimentos de emergência, alimentos, kits de saúde e outro tipo de assistência regularmente fornecidos pela UMCOR nessas situações tem sido permanente no caso do Haiti desde o desastroso terremoto em janeiro de 2010. Mais de 800 mortes no Haiti foram atribuídas ao furacão Matthew, cujo impacto foi maior na região sudoeste.

Thomas Kemper, Diretor Executivo da Junta de Ministérios Globais (GBGM) da Igreja Metodista Unida (IMU), agência ligada ao UMCOR, assegurou ao Bispo Gasner Paul, líder da Igreja Metodista do Haiti, que as orações e a ajuda solidaria do povo metodista unido está presente para atender depois deste novo desastre.

O Bispo Paul e outros contatos no Haiti informaram no dia 7 de outubro que uma avaliação completa do danos causados pelo Matthew não era possível por causa das dificuldades com as comunicações e transportes. Por outro lado, o Reverendo Jack Amick, diretor de resposta a desastres da UMCOR, disse que a resposta começa com suprimentos de emergência, um programa de purificação de água realizado em parceria com a Global Medic e um programa adicional de distribuição de alimentos através da igreja haitiana.

O UMCOR tem colaborado muito com a Global Medic e a com a igreja. A doação inicial da UMCOR contribuirá inicialmente com um valor superior aos $ 150.000,00. “Somos afortunados por ter uma equipe no território do Haiti”, disse Amick.

Para fazer doações em resposta ao Furacão Matthew ao Fundo de Ajuda Internacional UMCOR e ao desastre nos Estados Unidos acesse aqui.

O UMCOR também ajudará a Bahamas Metodista Hábitat com uma coação em resposta aos danos do Matthew na região do Caribe. “Essas são as respostas iniciais. Vamos trabalhar com a Igreja Metodista no Haiti ao considerar programas de maior alcance”, disse Amick. O diretor ainda afirmou que uma das principais necessidades depois do furacão é de água potável, sobretudo para evitar um surto de cólera. UMCOR é uma organização que tem colaborado com a Global Medic pela purificação de água, em todo mundo. “Global Medic já está estabelecida no Haiti e oferece sistemas de filtração e ensina as comunidade como tornar a água potável por muitos meses”, explica Amick.

Na carta enviada ao Bispo Paul, Kemper sinalizou que a rede de voluntários em missão da Igreja Metodista Unida está em alerta para qualquer possível serviço que seja necessário, entretanto, a agência está aconselhando suas equipes de voluntário a não se apressarem, mas que esperem para que a Igreja no Haiti esteja preparada. Assim será possível oferecer ajuda de forma mais produtiva nas áreas afetadas.

“O Haiti tem um lugar especial nos corações do povo metodista unido. Temos trabalhado com a Igreja Metodista no Haiti durante muitos anos e constantemente desde o terremoto no início de 2010. Tenha a total certeza que nosso afeto e disposição de trabalhar em conjunto nesse momento de dor provocado pelos estragos da natureza”

Elliott Wright é consultor de informação colaborando para Junta Geral de Ministérios Globais

** Rev. Gustavo Vasquez é diretor de Comunicação Hispano/Latinas da Igreja Metodista Unida. Você pode entrar em contato pelo (615)742-5111 ou por gvasquez@umcom.org

Área Geral da Igreja
O Plano de Indianápolis visualiza a integração de duas outras denominações "metodistas unidos" tradicionalista, centrista / progressista integrada ou separada de acordo com sua perspectiva sobre a inclusão da comunidade LGBTQ+ na igreja. Foto ilustração Rev. Gustavo Vasquez, MU News.

Grupo esboça plano de separação para denominação

Um grupo de líderes de igrejas centristas, progressistas e tradicionalistas elaborou um plano para a Igreja Metodista Unida se separar amigavelmente
Church Leadership
Oferecidos em quantias de até 10 mil dólares, os subsídios do EIST ajudam as instituições Metodistas Unidas e suas comunidades vizinhas a recrutar, treinar e apoiar pessoas étnicas para papéis de liderança em toda a igreja e no mundo. Foto cortesia do GBHEM.

Premiação GBHEM entrega nove subsídios para expandir a liderança entre minorias

Oferecidos em quantias de até 10 mil dólares, os subsídios do EIST ajudam as instituições Metodistas Unidas e suas comunidades vizinhas
Preocupações Sociais
A Rev. Anna Blaedel (no microfone) fala durante a Conferência Anual de Iowa em junho de 2016. Blaedel está enfrentando um julgamento da igreja depois de ser acusado sob a proibição contra a ordenação de um "homossexual praticante auto declarado". Foto de arquivo por Arthur McClanahan, Iowa Conferência.

Clériga de Iowa enfrenta julgamento

A Rev. Anna Blaedel enfrentará um julgamento da igreja após uma acusação certificada do Comitê da Conferência de Iowa contra a Blaedel.