Metodistas Unidos Angolanos avaliam os Princípios Sociais

Other Manual Translations: English

As sessões de escuta sobre a revisão dos Princípios Sociais da Igreja Metodista Unida de ha 50 anos, são o primeiro contacto que muitos tiveram com o documento que ajuda a orientar os esforços da denominação para criar justiça no mundo.

“Esta conversa, dá um impulso…. aos pilares do Metodismo. Para muitos, esta é a primeira vez que eles entram em contacto com esse valioso e precioso instrumento que regula a actividade da igreja nos diferentes desafios impostos … na nossa sociedade. Tudo o que discutimos aqui será útil para a igreja global. Grande é a nossa responsabilidade porque representaremos a igreja em Angola ”, disse o Reverendo Manuel André, Assistente do bispo da Conferência do Oeste de Angola e membro da Junta da Igreja e Sociedade da Metodista Unida.

A Conferência Geral de 2016 pediu à Junta de Igreja e Sociedade por uma revisão dos Princípios Sociais com uma maior fundamentação teológica e bíblica. Os Princípios Sociais apresentam valores e perspectivas denominacionais sobre justiça climática, sustentabilidade económica, cuidado ambiental, segurança alimentar, violência de género, guerra e paz e muito mais.

A junta teve sessões públicas de escuta em toda a conexão. O Rev. Neal Christie, secretário geral adjunto para educação e formação de liderança, coordenou as conversas na Conferência do Oeste de Angola.

APRENDA MAIS OU COMENTE

Em África, explicou ele, a Junta realizou sessões de escuta na África University com estudantes de todo o continente, e nas Áreas Episcopais da Costa do Marfim, Nigéria e Zimbabué. As sessões da Área Episcopal da Serra Leoa estão marcadas para este mês.

O documento foi apresentado na Conferência das Mulheres Clericais Africanas no Zimbabué em Julho. Conversas públicas também estão decorrendo na Conferência Central das Filipinas, a mais recente com diáconos no Harris Memorial College, nas Filipinas. Outra conversa pública incluiu participantes de todas as conferências do norte da Europa e da Eurásia Central em Oslo. Milhares de participantes da Convocação Global dos Jovens em Joanesburgo, na África do Sul, em Julho também ofereceram seus comentários.

Christie observou que mais de 30 reuniões públicas tiveram lugar antes de 31 de Agosto em cerca de 25 conferências dos EUA, incluindo sessões com grupos étnicos da igreja.

Ele disse que as Conferências do Leste e Oeste Angolano “têm histórias e desafios únicos. Esperamos que os líderes sejam francos em suas crenças, valores, convicções e aplicação dos Princípios Sociais em seus próprios contextos.

“Esperamos ouvir profundamente as maneiras pelas quais aperfeiçoamos o documento para que reflicta os desafios do ministério, as necessidades e aspirações das congregações de culto, e a sociedade comprometida com a transformação de pessoas e comunidades para Jesus Cristo.”

Domingos Azevedo, vice-director de homens da conferência, disse que esta sessão foi a sua primeira vez ouvir sobre os Princípios Sociais: "A igreja agradecerá o trabalho que a Igreja e a Sociedade está fazendo em todas as conferências anuais", disse Azevedo.,”

Jassira Manjola, que representou os jovens do Distrito de Kwanza Bengo em Luanda, expressou gratidão pela oportunidade de fazer a sua voz ouvir-se.

“Podemos mostrar o que se passa em nossas mentes e almas. Acreditamos que tudo o que podemos apresentar aqui e no nosso relatório é o desejo dos Metodistas em Angola de uma forma geral e juvenil.

“Nossos pastores devem ensinar e falar mais sobre este assunto em nossas igrejas,” Manjola acrescentou. “Acredito que muitos desconhecem a existência desses Princípios Sociais, que parecem regular a acção da igreja na sociedade de acordo com a realidade de cada povo e sociedade. Esses princípios devem ser ensinados em nossas igrejas a semelhança do catecismo que é ensinado a nós. Nossas escolas e universidades devem ter os Princípios Sociais como valores institucionais.”

Christie disse que centenas de pessoas de diferentes perspectivas ofereceram comentários até agora no primeiro rascunho.

“Eu vejo isso como melhoramento do bom trabalho que tantas pessoas com paixão e bem informadas já começaram a fazer. Esperamos que este texto revisado seja amplamente lido em todo o mundo ”, disse ele. “A igreja contribuirá para ministérios ainda mais vitais de compaixão, acompanhamento, pacificação, reconciliação e justiça.”

Um rascunho e materiais subsequentes estão disponíveis em Inglês, Francês, Português e Swahili, disse Tricia Bruckbauer, Directora de Comunicação da Junta da Igreja e Sociedade. Uma equipe editorial irá compilar os comentários e editar o documento a ser apresentado a Junta.

Seis equipes de redacção, designadas para as seis secções dos Princípios Sociais, trabalharam no projecto, disse Christie. Quando estas equipas representativas se reuniram na Alemanha em Março, o Rev. Manuel André representou Angola.

Da Cruz é um comunicador para a Conferência Anual de Angola Oeste.

Contacto das noticias do mídia: Vicki Brown, Nashville, Tennessee, (615) 742-5470 ou newsdesk@umcom.org. Para ler mais noticias da Metodista Unida, subscreva no free Daily ou Weekly Digests.

Preocupações Sociais
Manifestantes contra a extradição para a China marcham para pedir reformas democráticas em Hong Kong. Foto cedida por Tyrone Siu, Agência Reuters.

Enquanto os protestos de Hong Kong continuam, as orações também permanecem

Enquanto os protestos em Hong Kong se estendem pelo verão, os cristãos estão reagindo.
Preocupações Sociais
Ativistas locais, líderes religiosos e membros da família se reúnem nas etapas do Circuito da Corte de Apelações em St. Paul, Minn., em apoio a Nelson Pinos, que vive no santuário da Primeira Igreja Metodista de Summerfield, em New Haven, Conn. Foto de Mary Elizabeth Smith.

Igreja aguarda decisão sobre apelo de hóspede no santuário

Nelson Pinos, de 45 anos, pai de três filhos, cidadão norte-americano, buscou refúgio na Primeira Igreja Metodista Unida de Summerfield em New Haven, Connecticut, em vez de deixar sua família e retornar ao Equador.